terça-feira, 11 de setembro de 2012

Temor do Senhor, riqueza, honra, vida e IDE...


O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria; bom entendimento têm todos os que cumprem os seus mandamentos; o seu louvor permanece para sempre (Salmo 111.10)

Deus é amor:
Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor (1João 4.8)

Nós somos imagem e semelhança de Deus, logo pela lógica e por fé também somos amor: E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança (Gn.1.26 A).

E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. (1João 4.16)

Fomos criados com o propósito específico de refletir o amor de Deus pela humanidade, que foi consumado através do sacrifício de seu Filho na Cruz do Calvário.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)

Quando manifestamos o amor e o plantamos nos nossos irmãos, colhemos em Deus as bênçãos esperadas (lei da semeadura).

Ao cumprir a ordenança inequívoca do IDE, propagação das boas novas do Evangelho, estamos sendo obedientes ao Deus da Palavra e, a Bíblia é muito clara com relação às promessas que se seguem à obediência, são 43 versículos dedicados às inúmeras bênçãos decorrentes disso.

Se andardes nos meus estatutos, e guardardes os meus mandamentos, e os cumprirdes, Então eu vos darei as chuvas a seu tempo; e a terra dará a sua colheita, e a árvore do campo dará o seu fruto... (Lv. 26.3-46)

Sem contar com o mais importante que é glorificar o Nome do Senhor, é o cumprimento do nosso propósito, como diz João 15.8-10: Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

Mas Deus também é justiça: 
Por isso o SENHOR vigiou sobre o mal, e o trouxe sobre nós; porque justo é o SENHOR, nosso Deus, em todas as suas obras, que fez, pois não obedecemos à sua voz (Daniel 9.14); daí isso implica que devemos ser justos;

Você já percebeu que Deus não obriga ninguém, em uma linguagem bem popular, Deus não estupra ninguém, o que, por vezes, não acontece com o ser humano.

E por ser justo, vemos 53 versículos com maldições que são acometidas àqueles que não obedecem ao Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz do SENHOR teu Deus, para não cuidares em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então virão sobre ti todas estas maldições, e te alcançarão... (Dt. 28.15-68)

Portanto, a responsabilidade que nos foi confiada pelo nosso Soberano Senhor determina o futuro de cada um de nós.

Somos livres para escolher o que fazer, mas, também somos responsáveis pelas consequências das nossas escolhas.

O galardão da humildade e o temor do SENHOR são riquezas, honra e vida (Pv 22.4)

Litrazini

Graça e Paz


Nenhum comentário:

Postar um comentário