terça-feira, 25 de setembro de 2012

Vamos conhecer a natureza de Deus?


A Natureza de Deus e os Nomes
Deus é Espírito pessoal, eterno, infinito e imutável. O Espírito é um ser real, verdadeiro, mas invisível, constituído dos poderes de: pensar, sentir, querer e os de consciência e direção própria.

Assim é Deus, nele não há o desequilibro e entre os poderes de pensar, querer e sentir. (O homem é um espírito que possui uma lama e habita num corpo).

Podemos ter uma ideia melhor de Deus estudando o significado dos seus nomes que aparecem na Bíblia:

ELOHIM “Deus” Esta palavra emprega-se sempre que sejam descritos ou implícitos o poder criativo e a onipotência de Deus. Elohim é o Deus-Criador. A forma pura significa plenitude de poder e representa a Trindade. Elohim é a primeira expressão de Deus na Bíblia (Gênesis 1.1).

JEOVÁ – Os 72 sábios judeus que Ptolomeu Filadelfo rei do Egito encarregou de traduzir os textos do Velho Testamento para o grego (285 anos antes de Cristo) por temer e tremer em pronunciar o Nome de Deus como JEOVÁ, substituíram por Senhor, assim como encontramos em nossas traduções.

Observando Deus a necessidade entre os homens desceu para ajudá-los e salvá-los ao assumir esta revelação, ele revela-se a si mesmo como “Jeová”.

O nome Jeová tem sua origem no verbo “ser” e inclui os três tempos deste verbo, passado, presente e futuro, significa “Serei o que Serei” o “eu Sou” significa “Deus Absoluto”, “Deus Eterno Imutável”; “Deus que subsiste por Si mesmo” independente de tudo, Ele que era, que é e que há de ser.

Em outras palavras “O Eterno”, Também significa: Eu me manifestei, me manifesto e ainda me manifestarei. Originalmente expressavam o Nome de Deus pelas consoantes JHVH, evitando vogais; posteriormente tiravam as vogais de ADONAI e ELOIM (Senhor) e, acrescentaram a estas consoantes, daí a ficar desconhecida a real pronúncia.

O uso de diversos nomes complementares a JEOVÁ são encontrados nos originais Bíblicos, pois o nome do Senhor era mencionado biblicamente de acordo com o que representava no momento do acontecimento.

Os nomes encontrados nos consertos entre Jeová e seu povo são:

Aos que jazem em leitos de doenças manifesta-lhes como: JEOVA-RAFA – “O Senhor que cura”. Êxodo 15.26

Os oprimidos pelo inimigo invocam a: JEOVÁ-NISSI“ O Senhor nossa bandeira”, Êxodo 17.8-15.

Os encarregados de cuidados aprendem que ele é: JEOVÁ –SHALON –“o Senhor nossa paz”, Juízes 6.24.

Os peregrinos na terra sentem a necessidade de: JEOVÁ-RA’AH – “O Senhor meu Pastor”. Salmo 23.1

Os condenados e necessitados de justificação, esperançosamente invocam: JEOVÁ-TSID-KENU – “O Senhor nossa justiça”.Jeremias 23.6.
Aqueles que se sentem desamparados aprendem que ele é: JEOVÁ-JIREEH – “O Senhor que provê”. Gênesis 22.14.

Quando o reino de Deus se concretizar sobre a terra, ele será conhecido como: JEOVÁ SHAMMAH – “O Senhor está ali.” Ezequiel 48-35.

JEOVÁ-SABAOTE – “O Senhor dos Exércitos” (I Samuel 1.3). Esse nome revela liderança e Domínio pessoais.

JEOVÁ-ELOIM – “O Senhor Altíssimo” (Salmo 97.9) Esse nome revela supremacia e soberania absoluta de Deus. Ele é o Transcendental.

JEOVÁ-M’KADDISH – “O Senhor que voz santifica” (Êxodo 31.1). Revela purificação pessoal, Deus separa do pecado e para si mesmo aqueles quem ama.

Os nomes que são atribuídos a Deus nas Escrituras, indicam sua personalidade:

EL – (Deus) é usado em certas combinações.

EL-ELYON – (Gênesis 14.18-20), o “Deus Altíssimo” o Deus que é exaltado sobre tudo.

EL GIBBER - (Isaias 9.6), “O Deus Forte”

EL SHADAY – (Êxodo 6.3) o “Deus que é suficiente para as necessidades do seu povo.”

EL-OLAM – (Gênesis 21.33), o “Eterno Deus”.

EL-EMANU – “Deus conosco”

ADONAI – Significa literalmente Senhor ou Mestre e da ideia de governo e domínio. Este nome no Novo Testamento aplica-se a Cristo glorificado. (Êxodo 23.17; Is 10.16.33)

PAI – Usado tanto no AT como no NT. Em significado mais amplo descreve a Deus como sendo a fonte e todas as coisas e criador do homem. Todavia essa relação não garante a salvação. Somente aqueles que recebem a Cristo são filhos no sentido íntimo de salvação. João 1.2-13

Litrazini

Graça e Paz



Nenhum comentário:

Postar um comentário