domingo, 10 de março de 2013

Barreiras Imaginárias


"Direi do Senhor: Ele é o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio"(Salmos 91:2).

Em um aquário costeiro, uma barracuda tentava insistentemente atacar uma cavala, mas, era impedida por um vidro de separação. Depois de bater, repetidamente, seu nariz contra a divisória, acabou desistindo de nova tentativa. Mais tarde, a divisória foi retirada, mas, a barracuda nadaria só até o ponto onde havia a barreira, parando imediatamente. Ela pensava que ainda estava lá!

Muitas pessoas são como aquele peixe selvagem. Elas seguem em frente até encontrar uma barreira imaginária, colocada ali por uma atitude ou limitação impostas a si mesmas, e param.

Que tipo de barreiras temos colocado à nossa frente, limitando nossos sonhos e propósitos?

Que atitudes, nossas ou de outras pessoas, têm impedido a busca de nossas bênçãos celestiais?
 
Por que temos permitido que divisórias imaginárias se ergam em nosso caminho, fazendo com que o "somos mais do que vencedores" não seja real em nossas vidas?

Precisamos exercitar a nossa fé. Ela circula obstáculos, atravessa montanhas, guia-nos por vales áridos, faz ruir toda e qualquer barreira imaginária.

Quando as circunstâncias dizem "não", a nossa fé grita "sim".

Quando as frustrações espalham nuvens escuras, a confiança no Senhor abre uma fresta e deixa penetrar os reluzentes raios do sol.

Muitas vezes deparamos com grandes barreiras levantadas à nossa frente.
Ingratidão, ciúme, inveja, indiferença, ódio, ou qualquer outra coisa que tenha por objetivo impedir que sejamos abençoados por Deus.

O que devemos fazer? Seguir até ali e parar? Retornar? Desistir?
 
Claro que não!

Precisamos ter fé, confiar plenamente em nosso Senhor, segurar em Suas mãos e seguir adiante.

Ele estará conosco, nos ensinará a derrubar as barreiras, estará ainda ao nosso lado quando alcançarmos a vitória almejada.

Por Litrazini

Graça e Paz




Nenhum comentário:

Postar um comentário