segunda-feira, 8 de julho de 2013

DESERTO, TRILHA RUMO AO OASIS

Porque algumas vezes nos sentimos vazios: Frios, Deus parece que não nos ouve?

Deus está conosco, Jesus prometeu estar conosco todos os dias até a consumação do século Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. (Mt. 28.20)

O Espírito Santo faz morada em nós. Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? (ICo.6.19)

Todavia, nem sempre percebemos essa presença, quando isto acontece só resta a sensação de vazio e frieza espiritual.

Deus quer que pela fé (Hb 11:1) creiamos que Ele está conosco, que haja abundância de vida mesmo no deserto: Que, passando pelo vale de Baca, faz dele uma fonte; a chuva também enche os tanques. (Salmos 84:6); E quanto ao que disseste, que o não verás, juízo há perante ele; por isso espera nele. (Jó 35:14)

Deserto é dificuldade de discernir, ver e/ou sentir Deus presente, embora Ele sempre esteja: Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito. (Sl 34:18).

Fé é ter convicção de fatos que não se vêem, Deus trabalha em nossa fé e, muitas vezes permite que não o sintamos presente para lançarmos mão da fé.

Precisamos usar a fé e não sentidos (Porque andamos por fé, e não por vista). 2 Co 5:7, crer que Deus está ali mesmo que não o veja ou o sinta.

Devemos manter vida devocional, mesmo que não haja o calor da presença divina. Preservar enquanto durar o deserto.

O deserto de Jesus durou 40 dias, o dos Judeus 40 anos, quando foram guiados por Moisés rumo à terra prometida, Elias foi graduado no deserto, Paulo passou três anos no deserto da Arábia e, foi preparado por Deus para ser o maior líder do Cristianismo.

Quando Deus nos leva para o deserto é para nos equipar e depois nos usar com graça e poder em sua obra, o nosso deserto durará o quanto for preciso.

Por isso se faz necessário:

Confiar nas promessas do SenhorBendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, Para uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós, Que mediante a fé estais guardados na virtude de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo (1 Pedro 1:3-5)

Perseverar no lado do Senhor, descansando n’Ele - Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. (1 Pedro 5:7)

Opondo-se e resistindo ao diabo e às tentaçõesSede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. (1Pedro 5:8-9) Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações. (Tiago 4:8). 

Alegrar-se nas bênçãos provenientes das provações Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações, Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo; (1 Pedro 1:6-7)

O Deserto é apenas um local de passagem que cedo ou tarde é trilhado por aqueles que desejam chegar ao Oasis.

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário