terça-feira, 19 de novembro de 2013

Quando Deus sussura o seu nome

As ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora. (João 10.3).

Quando vejo um rebanho de ovelhas eu vejo exatamente isso, um rebanho. Um bando de lã. Uma manada de cascos. Não vejo uma ovelha. Vejo ovelhas. Todas iguais. Nenhuma diferente. Isso é o que eu vejo.

Mas não é assim com o pastor. Para ele cada ovelha é diferente. Cada face é especial. Cada face tem uma história. E cada ovelha tem um nome. Aquela com os olhos tristes, essa é a Droopy. E o camarada com uma orelha para cima e a outra para baixo, eu o chamo de Oscar. E aquele pequenininho com a mancha preta na perna, ele é órfão sem irmãos. Eu o chamo de Joseph.

O pastor conhece as suas ovelhas. Ele as chama pelo nome.
Quando vemos uma multidão, vemos exatamente isso, uma multidão. Enchendo um estádio ou inundando um shopping. Quando vemos uma multidão, vemos gente, não pessoas, mas gente. Uma manada de humanos. Um rebanho de faces. É isso que nós vemos. Mas não é assim com o Pastor. Para ele cada face é diferente. Cada face tem uma história. Cada face é um filho. Cada filho tem um nome. Aquela com os olhos tristes, essa é a Sally. O velho camarada com uma sobrancelha para cima e a outra para baixo, Harry é o seu nome. E o jovem que manca? Ele é órfão sem irmãos. Eu o chamo de Joey.

O Pastor conhece as suas ovelhas. Ele conhece cada uma pelo nome. O Pastor conhece você. Ele sabe o seu nome. E ele nunca se esquecerá dele. Eu escrevi o seu nome na minha mão. (Isaias 49.16).

Que pensamento, não é? O seu nome na mão de Deus. O seu nome nos lábios de Deus. Talvez você tenha visto o seu nome em alguns lugares especiais. Em um prêmio, em um diploma ou em uma porta de madeira. Ou talvez você tenha ouvido o seu nome pronunciado por algumas pessoas importantes - um treinador, uma celebridade, um professor. Mas pensar que o seu nome está na mão de Deus e nos lábios de Deus... nossa, poderia ser? Ou talvez você nunca tenha visto o seu nome homenageado. E você não consegue lembrar quando o ouviu pronunciado com gentileza. Se for assim, pode ser que seja mais difícil para você acreditar que Deus sabe o seu nome.

Mas ele sabe. Escrito na sua mão. Pronunciado pela sua boca. Sussurrado pelos seus lábios. O seu nome. E não somente o nome que você tem agora, mas o nome que ele tem guardado para você. Um nome novo ele lhe dará... Você estava nos meus pensamentos enquanto eu escrevia. Eu pensava em você frequentemente. Eu honestamente pensava. Ao longo dos anos eu conheci bem alguns de vocês. Eu li as suas cartas, apertei as suas mãos e olhei os seus olhos. Eu acho que conheço você.

Você está ocupado. O tempo passa antes das suas tarefas terminarem.E se você tiver uma chance de ler, é de fato uma pequena chance.Você está ansioso. As más notícias ultrapassam as boas. Os problemas excedem as soluções. E você está preocupado. Que futuro os seus filhos têm nesta terra? Que futuro você tem?

Você está cauteloso. Você não confia tão facilmente como confiou uma vez. Os políticos mentiram. O sistema falhou. O ministro negociou. O seu cônjuge traiu. Não é fácil confiar. Não é que você não queira. É apenas que você quer ser cuidadoso.

Há outra coisa. Você cometeu alguns erros. Eu conheci um de vocês em uma livraria em Michigan. Um homem de negócios, você raramente saía do seu escritório e muito menos para encontrar um escritor. Mas então você o fez. Você estava arrependido das muitas horas de trabalho e das poucas horas em casa e queria conversar.

E a mãe solteira em Chigago. Um filho estava puxando, o outro chorando, mas fazendo malabarismo entre eles, você mostrou o seu ponto. “Eu cometi erros”, você explicou, “mas eu realmente quero tentar de novo”.

E houve aquela noite em Fresno. O músico cantou, eu falei e você veio. Você quase não veio. Você quase ficou em casa. Exatamente naquele dia você encontrou o bilhete da sua esposa. Ela o estava deixando. Mas você veio mesmo assim. Esperando que eu tivesse alguma coisa para a dor. Esperando que eu tivesse uma resposta. Onde Deus está em uma hora como esta?

E assim como escrevi, eu pensei em vocês. Todos vocês. Vocês não são maliciosos. Vocês não são maus. Vocês não têm o coração duro (cabeça dura às vezes, mas não coração duro). Vocês realmente querem fazer o que é certo. Mas algumas vezes a vida dá uma virada.Às vezes nós precisamos de um lembrete. Não um sermão. Um lembrete. Um lembrete de que Deus sabe o seu nome.

Autor: Pr. Max Lucado

Por Litrazini


Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário