sexta-feira, 31 de outubro de 2014

ESCRAVOS DOS PODERES SOBRENATURAIS

“Pelo seu nome (o nome de Jesus) vos são perdoados os pecados.” 1João 2.12 

“Debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” Atos 4.12

Uma missionária nos contava suas experiências. O que mais a marcara não eram as condições de vida difíceis e às vezes perigosas. Ao consagrar sua vida à evangelização, ela havia renunciado todas as comodidades e, portanto, não esperava conforto e facilidades.

Porém, o que mais a impressionou ao trabalhar com povos que praticavam a bruxaria era constatar a força dos ataques satânicos. Essas pessoas viviam escravizadas sob uma grande opressão.

ATRAVÉS DO CULTO A ÍDOLOS, DA MAGIA E DE OUTRAS TANTAS MANEIRAS, SATANÁS MANIPULA AS PESSOAS COMO SE FOSSEM MARIONETES. INFUNDE MEDO E OPRESSÃO. MAS QUE PRIVILÉGIO É MOSTRAR O GLORIOSO VENCEDOR, O SENHOR JESUS, O ÚNICO QUE PODE NOS LIVRAR TOTALMENTE DO PODER DO DIABO. Hebreus 2.14-15. 

QUÃO UNIVERSAL E EXTRAORDINÁRIO É O PODER DO SENHOR! 

Assim como o Senhor Jesus Se humilhou até o ponto de morrer por nós na cruz, “também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra…” Filipenses 2.9-10. “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades… nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 8.37-39. 

Vale lembrar que não são apenas os povos considerados primitivos que estão sob domínio satânico. 

Atualmente, nos países “cristãos”, o ocultismo e muitas outras formas de feitiçaria têm alcançado uma enorme legião de praticantes, inclusive dentre as elites e os formadores de opinião. 

A vontade de manipular poderes sobrenaturais é inerente a todo ser humano. E nessa busca as pessoas nem se dão conta da escravidão a que estão submetidas.

Acham que são livres e especiais, acima da grande massa de ignorantes que os rodeiam. É o poder do engano! 

E somente o Senhor Jesus pode nos libertar de tamanho engano, pois só Ele é a verdade João 14.6. 

Extraído Devocional Boa Semente 

LEMBREM-SE 31/10 É COMEMORADO O HALLOWEEN PENSE NISSO COM MUITO CARINHO

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

O DEUS QUE RESPONDE

"Sinto-me só!"

QUANDO VOCÊ DIZ: TENHO MEDO!

Deus responde: “Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo.” Isaías. 41.13

QUANDO VOCÊ DIZ: SINTO-ME SÓ!

Deus responde: “Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.” Josué 1.9.

QUANDO VOCÊ DIZ: NÃO AGUENTO MAIS!

Deus responde: “Sede fortes, e revigore-se o vosso coração, vós todos que esperais no SENHOR.” Salmo. 31.24.

QUANDO VOCÊ DIZ: ESTOU FRACO!

Deus responde: “Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR. Porque ele é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto.” Jeremias 17.7,8.

QUANDO VOCÊ DIZ: NÃO HÁ MAIS ESPERANÇA!

Deus responde: “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação.

O SENHOR Deus é a minha fortaleza, e faz os meus pés como os da corça, e me faz andar altaneiramente.”Habacuque 3.17,18.

QUANDO VOCÊ DIZ: ABATIDA ESTÁ A MINHA ALMA!

Deus responde: “Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos.” Isaías 57.15.

Fonte: Igreja Batista V. Mariana

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

O MARTELO, A LIMA, E A FORNALHA

Foi o arrebatado Rutherford que disse no meio de provações muito dolorosas e so­frimentos: Louve a Deus pelo martelo, pela lima, e pela fornalha! 

Pensemos a esse respeito. O martelo é um instrumento útil e manejável. É uma ferramenta essencial e útil, se for preciso bater um prego. Cada golpe força o prego a aprofundar-se mais à medida que a cabeça do martelo bate e bate. 

Mas se o prego tivesse sentimentos e inteli­gência, ele nos daria outra versão da história. Para o prego, o martelo é um senhor brutal e implacável — um inimigo que gosta de surrar até à submissão. Essa é a opinião que o prego tem do martelo. É correta. Exceto quanto a uma coisa. O prego tende a esquecer-se de que tanto ele como o martelo são seguros pelo mesmo trabalhador. O trabalhador decide a "cabeça" de quem ele baterá até desaparecer de vista. . . e qual o martelo que será usado para fazer o serviço. 

Esta decisão é direito soberano do carpintei­ro. Lembre-se o prego de que ele e o martelo são seguros pelo mesmo trabalhador. . . e seu ressentimento diminuirá à medida que ele se rende ao carpinteiro sem queixar-se. 

A mesma analogia vale para o metal que resiste à raspagem da lima e ao sopro da fornalha. Se o metal se esquecer de que ele e as ferramentas são objetos do cuidado do mes­mo artesão, ele desenvolverá ódio e ressenti­mento. O metal deve ter em mente que o artífice sabe o que está fazendo. . . e está fazendo o que é melhor. 

Os sofrimentos e os desapontamentos são como o martelo, a lima e a fornalha. 

Eles são apresentados em todos os formatos e tama­nhos: um romance irrealizado, uma enfermi­dade prolongada, uma morte prematura, um alvo na vida inatingido, um lar ou um casa­mento desfeitos, uma amizade cortada, um filho rebelde e obstinado, um relatório médi­co pessoal que aconselha "cirurgia imediata", a perda de um ano escolar, uma depressão que simplesmente não vai embora, um hábi­to que não parece quebrar. 

Alguns sofrimen­tos vêm repentinamente. . . doutras vezes aparecem com o decorrer de muitos meses, vagarosamente como a erosão da terra.

Escrevo a um "prego" que começou a res­sentir-se dos golpes do martelo? Está você à beira do desespero, pensando que não pode suportar outro dia de sofrimento? É isso que o abate? 

Por difícil que lhe pareça crer nisto hoje, o Mestre sabe o que está fazendo.

Seu Salvador conhece seu ponto de ruptura. O processo de amoldar, de esmagar e de fundir destina-se a remodelá-lo, e não arruiná-lo. Seu valor está aumentando quanto mais ele se demora so­bre você. 

A. W. Tozer concorda: É duvidoso se Deus pode abençoar grandemen­te um homem até que ele o tenha ferido profun­damente. 

Amigo sofredor — não dê o braço a torcer. À semelhança de Davi quando a calamidade desmoronou, fortaleça-se no Senhor seu Deus (1 Samuel 30:6). A mão de Deus está no seu sofrimento. Sim, ela está. 

Se você não fosse importante, pensa que ele tomaria este tempo e trabalharia duro em sua vida? 

Aqueles a quem Deus usa mais efetiva­mente foram martelados, limados e tempera­dos na forja das provações e dos pesares. 

Extraído do Livro: Dê-me ânimo - Charles R. Swindoll 

Por Litrazini:


Graça e Paz

terça-feira, 28 de outubro de 2014

A DEPENDÊNCIA DO ESPÍRITO SANTO E PALAVRA DE DEUS

A Palavra de Deus só permanece em nós quando dependemos do Espírito Santo:

Jo 14:26 - "Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito."

At 1:8 - "Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo,e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra."

At 4:31 - "E, tendo eles orado, tremeu o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com intrepidez a palavra de Deus."

I Co 2:6-16 - "Na verdade, entre os perfeitos falamos sabedoria, não porém a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que estão sendo reduzidos a nada; mas falamos a sabedoria de Deus em mistério, que esteve oculta, a qual Deus preordenou antes dos séculos para nossa glória; a qual nenhum dos príncipes deste mundo compreendeu; porque se a tivessem compreendido, não teriam crucificado o Senhor da glória. Mas, como está escrito:

As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. Porque Deus no-las revelou pelo seu Espírito; pois o Espírito esquadrinha todas as coisas, mesmos as profundezas de Deus.

Pois, qual dos homens entende as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está?

Assim também com as coisas de Deus, ninguém as compreendeu, senão o Espírito de Deus.

Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, mas sim o Espírito que provém de Deus, a fim de compreendermos as coisas que nos foram dadas gratuitamente por Deus; as quais também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito Santo, comparando coisas espirituais com espirituais.

Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, enquanto ele por ninguém é discernido.

Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo."

II Tm 1:13,14 - "Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido na fé e no amor que há em Cristo Jesus; guarda o bom depósito com o auxílio do Espírito Santo, que habita em nós." 

Através da Dependência do Espírito Santo do Senhor o sobrenatural divino é manifesto em nossas vidas, daí as boas novas do Evangelho de Cristo são propagadas com eficácia, sem palavras, pois contra fatos não há argumentos.

Lidiomar T. Granatti

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

DECIDA VENCER!

A arte de viver parece-se muito mais com uma batalha do que com uma dança. Marcus Aurelius

Enquanto estiver vivo, você pode vencer. Quando assumimos uma postura negativa, enxergando mais problemas do que soluções, as coisas pioram. Ao se concentrar nos aspectos positivos da vida, as atitudes melhoram. Logo, as coisas também melhoram.

TRATE A VIDA COMO ELA APARENTA SER, E VOCÊ A FARÁ PIOR. TRATE A VIDA COMO ELA PODE SER, E VOCÊ A TORNARÁ COMO ELA DEVERIA SER.

David Brinkley disse: “Um homem vitorioso é aquele que é apto a construir um firme alicerce para vitória com as pedras que os outros e as circunstâncias negativas atiram sobre ele”.

Ele tem a certeza de que Deus caminha ao seu lado quando se sente cansado e sobrecarregado; Deus o ajuda a resolver quebra-cabeças e oferece-lhe alívio. (Mt. 11.28,29) O o importante é aprender a lidar com as adversidades. Ficar nervoso ou desistir nos faz desperdiçar grande quantidade de tempo ou até a própria vida.

“E se esperamos o que não vemos, é na perseverança que o aguardamos” (Rm.8.25). Por causa da esperança, perseveramos e lutamos por aquilo que desejamos ─ estudar para formar-se, fazer economia para comprar uma casa, trabalhar duro para prover as necessidades daqueles que amamos ─ porque acreditamos na possibilidade da vitória.

Sem esperança, não tentaríamos nada, nem nos empenharíamos, porque sem ela nos faltariam os recursos emocionais e espirituais para aplicar a energia necessária na conquista dos resultados. O desânimo nos leva a cometer erros que não cometeríamos se tivéssemos sido motivados pela esperança.

A vitória pode se tornar realidade. Os conflitos devem produzir confiança para conquistar desafios maiores. Uma atitude positiva pode parecer quase nada diante das dificuldades, mas fará uma enorme diferença, pois mantém acesa a chama da fé que conduz à vitória. O desejo de vencer já é meia vitória.

É verdade que, ao olhar à sua volta, você encontrará sofrimento e miséria. Amaioria fala acerca da violência e da corrupção reinante em todos os segmentos da sociedade. Não são todos os que sobrevivem e se tornam bem-sucedidos. Apesar disso, viver é muito mais do que detectar problemas; é enfrentá-los e pelo menos tentar solucioná-los.

Ser vitorioso é, antes de tudo, acreditar na possibilidade de mudar as coisas e viver a vida ─ Como desfrutá-la. . . Como investir nela. . . Como vivê-la sem tornar-se desiludido. . . Como amar, aprender e sorrir. . . Como estar sempre atrás de novas descobertas, ainda que elas venham com desapontamentos. . . Como reagir diante do fracasso. . . e muito mais.

Diante de nós existem muitas portas. Tentamos por todos os meios abrir as portas da vitória. Quando não conseguimos as chaves ou nos cansamos de tentar abri-las, ficamos frustrados e muitas vezes desistimos. Quem desiste, ao olhar para trás entende que não alcançou muitas coisas porque não tentou mais uma vez.

Com a graça de Deus aprendi uma confortante verdade. Já parei diante de portas fechadas, pensativo ou preocupado. Como abri-las e alcançar a vitória?
Examinei-as; usei minhas chaves e talentos, sem conseguir meu intento. Quando já estava a ponto de desistir e aceitar que o problema era difícil demais para ser resolvido, resolvi tentar mais uma vez.

Entendendo que minhas habilidades não eram suficientes para abrir a porta da vitória, tive a coragem de tentar algo novo e louco. Puxei a porta com força. Para minha total surpresa, a porta se abriu. Deus, como pai amoroso, já havia deixado a porta apenas encostada; ela nunca estivera completamente fechada. Para abri-la, bastava apenas que eu tivesse a disposição e a coragem de tentar.

Ousei acreditar naquilo que não vi ou ouvi e arrisquei. Valeu a pena tentar! Deus havia colocado diante de mim uma porta aberta.Disse Jesus: Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará felicidade. (Jo.10.9)

Aprendi que aquele que DECIDE VENCER, que tem a coragem de abrir as portas fechadas, vai mais longe e alcança o que outros nem sonham. Viva com fé e determinação. Jamais pare de abrir portas fechadas. Torne-se companheiro da esperança.

Quando vitorioso, dê graças a Deus. Quando falhar, olhe as causas da derrota de frente, sem medo. Analise os erros e corrija-os para não cometê-los de novo. Percorra a mesma estrada difícil, mil vezes, se preciso for, até alcançar a vitória. Quando o seu último dia acabar, talvez não tenha realizado tudo o que almejou, mas estará com a consciência tranqüila, pois pelo menos você fez o que lhe restava fazer ― DECIDIU VENCER.

No meu último dia, diante do meu Deus, espero que não me tenha restado nenhum talento para oferecer-lhe; então lhe direi, “Usei todos os talentos que me deste”.

Dr. Silmar Coelho

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz


domingo, 26 de outubro de 2014

SUPORTANDO OU DESFRUTANDO?

“Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos”(1Timóteo 6.17)

Você se surpreende ao encontrar a palavra “gozar” (ou desfrutar) na Bíblia?

Muitos crentes nutrem a idéia de que têm de suportar a vida cristã e, portanto, que não há nada a desfrutar.

Os que assim pensam não sabem como são ricos em Cristo!

Lemos sobre as riquezas da bondade de Deus que leva as pessoas ao arrependimento (Romanos 2.4).

O salmista também nos lembra de que o “Senhor é bom” (Salmo 100.5)

O apóstolo Tiago escreveu que “toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação” (Tiago 1.17).

As provisões para nossas necessidades diárias, o ar que respiramos, o sol que brilha, a habilidade de trabalhar, tudo isso são evidências da bondade de Deus. Mas é tão fácil desprezar a bondade divina!

Em Efésios 1:7, Paulo fala das riquezas da graça de Deus. Como Deus de toda a graça, Ele concede maior graça (Tiago 4.6), e promete que Sua graça é suficiente (2 Corintios 12.9).

Deus em Sua graça supre cada necessidade espiritual que você e eu temos. Ele até mesmo já providenciou um “trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno”(Hebreus 4.16).

O apóstolo nos ensina que o nosso Deus suprirá todas as nossas necessidades em glória, por Cristo Jesus (Filipenses 4.19).

Como Homem na glória, à destra de Deus, o Senhor Jesus recebeu tudo em Suas mãos. Ele é capaz de suprir toda e qualquer coisa que precisarmos.

VOCÊ PRECISA DE FORÇA PARA ENFRENTAR ESTE DIA?

“De acordo com as riquezas de Sua glória”, Ele já prometeu lhe dar isso e muito mais.

Essas são algumas das grandes riquezas que nos foram dadas em e por Cristo.

Que abundante riqueza temos!

E você, está desfrutando ou apenas suportando a vida cristã hoje?

Extraído do Devocional Boa Semente

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz

sábado, 25 de outubro de 2014

DEUS QUER TE USAR PARA COISAS GRANDIOSAS

1) DEUS USOU NOÉ: Para construir a arca e salvar a sua família e toda a humanidade. Por 100 anos fez tudo conforme Deus mandou.

2) DEUS USOU ABRAÃO: Para ser o Pai da fé, Pai de Multidões, Primeiro dos Patricarcas, depois veiram Isaque e Jacó.

3) DEUS USOU A JOSÉ: Para salvar a sua família e a todas as nações, pois depois de tanto sofrer se tornou Governador do Egito.

4) DEUS USOU A MOISÉS: Para Libertar Israel da escravidão no Egito. Para andar por 40 anos no deserto com todos os tipos de provações.

5) DEUS USOU A JOSUÉ: Para entrar em Canaã e conquistar quase todas as nações da terra. Para ser um Guerreiro de Deus. Homem de coragem.

6) DEUS USOU A ELIAS: Para livrar Israel dos falsos profetas de Baal, Elias foi muito usado por Deus, fez muitos milagres grandiosos.

7) DEUS USOU AO REI DAVI: Homem conforme o coração de Deus, homem de oração,. de guerra, mais conhecido que Jesus em Israel, multiplicou o território de Israel. Juntou tudo para levantar o templo que Salomão construiu. Fez a maioria dos Salmos.

8) DEUS USOU NEEMIAS: Para reconstruir os muros de Jerusalém em 52 dias. Sempre dizia: Estou fazendo uma grande obra de modo que não Posso parar.

9) DEUS USOU A SAMUEL: Para dirigir a nação Israelita por toda a vida, para ordenar os reis Saul e a Davi como reis de Israel. Poderosamente usado.

10) DEUS USOU TODOS OS APÓSTOLOS: Para nos trazer a mensagem de Cristo, morreram por Cristo, todos menos João que veio a escrever o Apocalipse.

11) DEUS USOU A PAULO: Que escreveu toda a base para as igrejas;
Escreveu": Já não vivo eu mais Cristo Vive em mim; 
Escreveu: Sejam meus imitadores como sou de Cristo
Escreveu: Cada um de nos dará conta de si mesmo a Deus.
Escreveu: Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar: mais maneja bem a Palavra da Verdade.
Escreveu : ai de mim se não anunciar o Evangelho. Ai de nós Também.

PORTANTO, SEJA FIRME E CONSTANTE, SEMPRE ABUNDANTE NA OBRA DO SENHOR, SABENDO QUE O VOSSO TRABALHO NÃO É VÃO NO SENHOR.

AUTOR ELI AZEVEDO

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

O POVO MAIS RICO DO MUNDO

O apóstolo Paulo escreve sua Carta aos Efésios de sua primeira prisão em Roma. Ele já era um homem velho e trazia no corpo as marcas de Cristo.

Já havia sido preso em Filipos, Jerusalém e Cesaréia.

Como bandeirante do Cristianismo, já havia sido apedrejado, açoitado, fustigado com varas e enfrentado naufrágios e perigos de toda sorte.

Agora, o apóstolo estava algemado e preso em Roma, a capital do Império. Ao escrever sua Epístola aos Efésios, longe de reclamar de suas cadeias, ou rogar qualquer alívio do sofrimento, relembra à igreja, quão rico é o povo de Deus.

Paulo diz que aqueles que crêem em Cristo são santos e fiéis e detentores tanto da graça como da paz. Para nossa geração embriagada pelas bênçãos e tão apática em relação ao abençoador,

Paulo diz que já somos abençoados com toda sorte de bênção em Cristo Jesus. Somos o povo mais rico do mundo. É claro que Paulo não está falando da teologia da prosperidade, reduzindo as riquezas espirituais apenas ao nível material.

A Bíblia diz que há ricos pobres e pobres ricos. A verdadeira riqueza não é terrena, é celestial; não é material, é espiritual.

Somos o povo mais rico do mundo, porque somos abençoados com toda sorte de bênção espiritual pelo Deus Pai (Ef. 1.4-6), pelo Deus Filho (Ef 1.7-12), e pelo Deus Espírito Santo (Ef 1.13,14). Nossa salvação é uma obra realizada pelo próprio Deus triúno e para a glória do Deus triúno (Ef 1.6,12,14).

QUAIS SÃO ESSAS BÊNÇÃOS QUE TEMOS E, QUE NOS TORNA O POVO MAIS RICO DO MUNDO?

1. NÓS FOMOS ESCOLHIDOS POR DEUS (Ef 1.4).

Não fomos nós que escolhemos a Deus, foi Deus quem nos escolheu. Não fomos nós que amamos a Deus, foi ele quem nos amou primeiro.

Deus nos escolheu não porque cremos em Jesus, mas cremos em Jesus porque ele nos escolheu.

Deus não nos elegeu porque éramos santos, mas nos elegeu para a santidade.

Ele nos escolheu não porque tínhamos boas obras, mas fomos criados em Cristo Jesus para as boas obras.

Deus nos escolheu, em Cristo, desde a eternidade, para a salvação não por causa dos nossos méritos, mas apesar dos nossos deméritos.

2. NÓS FOMOS ADOTADOS NA FAMÍLIA DE DEUS (1.5).

Deus não apenas nos livrou da condenação eterna, que os nossos pecados merecem, mas também nos adotou em sua família.

Somos filhos de Deus, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Temos livre acesso à sua presença por meio de Jesus.

O Espírito Santo, agora, habita em nós e nos transforma de glória em glória, na imagem de Cristo, nosso irmão primogênito. Aqui cruzamos vales escuros, pisamos o chão crivado de espinhos pontiagudos, porém, em breve, estaremos na Casa do Pai, no Paraíso, na Cidade Celeste, com corpos glorificados, para reinarmos com Jesus, pelos séculos sem fim.

3. NÓS FOMOS REMIDOS PELO SANGUE DE CRISTO (1.7).

Deus nos amou e nos resgatou da casa do valente, da potestade de Satanás, do reino das trevas, da masmorra do pecado, mesmo quando éramos fracos, ímpios, pecadores e inimigos.

Éramos escravos da carne, do mundo e do diabo quando Deus quebrou as correntes que nos mantinham prisioneiros. Fomos libertos e resgatados. Pelo sangue de Jesus fomos comprados para Deus, para sermos propriedade exclusiva de Deus, e para vivermos para a glória de Deus. Esse resgate não foi mediante ouro ou prata, mas pelo precioso sangue de Jesus!

4. NÓS FOMOS SELADOS COM O SANTO ESPÍRITO DA PROMESSA (Ef 1.13,14).

DEUS PAI NOS ESCOLHEU E NOS ADOTOU EM SUA FAMÍLIA, DEUS FILHO NOS REMIU COM O SEU SANGUE E, DEUS, O ESPÍRITO SANTO, NOS SELOU COMO PROPRIEDADE EXCLUSIVA DE DEUS.

Ninguém neste mundo nem no vindouro pode arrancar-nos dos braços de Deus.

Estamos seguros e guardados. Temos o selo de Deus. O Espírito Santo, que habita em nós, é o penhor e a garantia de que aquele que começou boa obra em nós, há de completá-la até o dia de Cristo Jesus.

Somos ricos, muito ricos; de fato, o povo mais rico do mundo!

Autor: Rev. Hernandes Dias Lopes

Por Litrazini:


Graça e Paz

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

DESESPERO E SÚPLICA

Certa vez, um homem perdeu o emprego, a fortuna, a esposa e a casa.

Em um primeiro momento alguém poderá dizer assim: "Então esse homem perdeu tudo". Porém, ele permaneceu firme na fé. Fé, foi a única coisa que lhe restou.

Um dia, cansado de procurar algo para fazer e ganhar algum dinheiro para comprar o que comer, ele parou para observar alguns homens trabalhando numa igreja enorme. Ficou alí sentado vendo os operários naquela empreita.

Em seu silêncio tristonho, ele por um momento, elevou uma oração a Deus e fez o seguinte questionamento:

“Porque será que eu estou passando por tamanha provação? Será que fui abandonado por ti, Senhor?”

Ele se levantou e já ia retomando sua caminhada quando percebeu um dos trabalhadores com uma pequena marreta e uma talhadeira cinzelando uma pedra triangular.

“O que você vai fazer com essa pedra?” perguntou ao homem. “O senhor esta vendo aquela abertura lá em cima perto da torre mais alta da igreja?”, disse o trabalhador. “Estou modelando esta peça aqui embaixo para que ela seja encaixada lá em cima”.

Lágrimas brotaram nos olhos desse meu amigo enquanto ele seguia seu caminho. Parecia que Deus havia falado por meio da boca daquele trabalhador para explicar a provação que ele atravessava.

“Eu o estou modelando aqui embaixo para que você seja encaixado lá em cima”

MORAL DA HISTÓRIA
Não desespereis com as barreiras, com as amarguras, com o sofrimento. Dias melhores estão sendo preparados para aqueles que não perderam o mais poderoso elo com Deus: a FÉ... Pense nisso..

Salmos 10: 17
Tu, Senhor, ouves a súplica dos necessitados; tu os reanimas e atendes ao seu clamor.


Autor Desconhecido.

Por Litrazini:


Graça e Paz

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

DE QUEM PRECISAMOS MAIS: DO VISIONÁRIO OU DO QUE IMPLEMENTA?

Maria e Marta acham difícil se dar bem porque elas vêem o mundo de lugares totalmente diferentes.

Enfrentando um desafio, Maria diria provavelmente: "Custe o que custar", enquanto Marta diria: "Custaria o quê?

Maria é uma visionária, e Marta é uma planejadora e implementadora.

Maria é um idealista eterna, e Marta é uma realista terrena.

Francamente, precisamos de ambas as unções para edificar uma casa adequada à habitação Divina eterna. Se você duvidar disto, pergunte a si mesmo: "De quem preciso mais: do visionário ou do que implementa?"

Não importa qual seja a sua escolha, nenhum projeto, sonho ou visão acontecerá sem a plena operação e cooperação de pessoas de ambos os "lados" do processo.

Se você contasse ao empreiteiro que você deseja uma casa de três andares e depois dissesse: "É o que eu quero. Mas só arrumei recursos suficientes ou para o arquiteto ou para o pessoal da carpintaria. Escolha qual você quer, e depois me diga quanto tempo demorará para completar o meu prédio". O empreiteiro provavelmente balançaria a cabeça e se despediria naquela altura do campeonato.

Nosso desafio é seguir os passos de Jesus e ajudar Marta a compreender a posição de Maria (e vice-versa).

Parece que Jesus estava constantemente lembrando os discípulos, os fariseus e os doutores da lei, e as pessoas de todos os tempos como Maria e Marta: "Sim, você é Meu filho, mas este aqui também é Meu filho, embora ele seja diferente de você".

Há um outro aspecto da vida cristã que realça também as diferenças.

Custa algo para cada um de nós o fato de sermos amigos de Jesus, porque isto requer que cooperemos com Seu "relógio" e de acordo com Seus propósitos, não os nossos.


"Se você perguntasse para Lázaro, o irmão de Maria e Marta: "Lázaro, como é essa coisa de ressuscitar dos mortos?", ele provavelmente diria: "Oh, fantástico! Somente aquela "parte da morte" é que não foi tão legal".

Extraído do livro Caçando DEUS, Servindo ao homem - Tommy Tenney

Por Litrazini:

Graça e Paz

terça-feira, 21 de outubro de 2014

FORTALECIDOS NA FRAQUEZA

“Todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8.28).

Passamos por muitas coisas na vida que não são do nosso agrado. Se fosse por nossa vontade, não sofreríamos qualquer decepção, não sentiríamos qualquer dor, aflição ou desapontamento. Todos os nossos desejos seriam satisfeitos e viveríamos num paraíso terrestre.

Quando Deus diz que todas as coisas contribuem juntamente para o nosso bem, entendemos que as coisas que nos aborrecem e as que nos alegram são ingredientes para nosso crescimento espiritual.

O apóstolo Paulo padeceu com um espinho na carne, apesar de ter rogado a Deus por três vezes que o livrasse desse incômodo. Nem por isso o apóstolo dos gentios diminuiu seu ritmo de trabalho, sua fé e seu ânimo. Pelo contrário, declarou enfático: “Quando estou fraco, então, sou forte”.

O sofrimento nos leva a buscar mais a presença do Senhor e nos remete a um estado de dependência total dEle, de Sua graça e misericórdia. Quanto mais nos agarramos à Videira Verdadeira, como um náufrago que se agarra a um pedaço de madeira, mas nos sentimos fortalecidos.

Quanto mais lutamos contra as adversidades, mais fortalecemos nossa vida espiritual.

Talvez o rei Ezequias nunca tenha clamado ao Senhor com tanto fervor e lágrimas como fez naquele dia em que soube da sentença da sua morte: (2 Rs 20.10). “Ordena a tua casa, porque morrerás e não viverás”

Deus conhece nossas fraquezas e necessidade de correção. Por isso, Ele diz “Eu repreendo e castigo a todos quanto amo; sê, pois, zeloso e arrepende-te” (Ap 3.19; v. Hb 12.6). A correção do Senhor deve ser bem recebida. É prova de que somos seus filhos e de que Ele nos ama e deseja nosso arrependimento (Hb 12.5-8).

Aproveitemos o precioso tempo da provação para repensarmos nossa vida em Cristo.

Quais os ajustes que devem ser feitos? Precisamos de maior santidade? Esse tempo é muito precioso e não podemos desperdiçá-lo. Seria desconsiderar o instrumento pelo qual Deus nos aprimora.

Por tudo e em tudo, em qualquer circunstância devemos agradecer a Deus: “Regozijai-vos sempre; orai sem cessar; em tudo dai graças, porque esta á a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1Ts. 5.16-18).

Nesse contexto, a morte pode contribuir para o nosso bem. Muitas vezes o nosso férreo apego à existência terrena ofusca o conhecimento dessa realidade. Não podemos nos esquecer de que a morte de Jesus proporcionou o nosso resgate. A Sua morte expiatória nos redimiu.

Vivamos totalmente na dependência do Senhor. Entreguemos o nosso caminho a Ele, e tudo Ele fará. Clamemos para que o Senhor passe de nós o cálice da amargura, mas, como fez Jesus, saibamos que a Sua soberana vontade deve prevalecer.

Autor: Pr. Airton Evangelista da Costa

Por Litrazini:


Graça e Paz

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O PAPEL DO HOMEM COM DEUS

Todos os cristãos são chamados (I Pedro 2.9)

Todos os cristãos recebem algum Dom espiritual (I Co.12.4-11; Romanos 12.4-8)

Todos os cristãos são ministros (I Pedro 4.10,11; I Co 12.5; Atos 11.29)

Todos temos uma vocação divina e uma responsabilidade para com Deus. Deus está convocando um enorme exército da oração. Ele quer que o Seu povo componha-se de homens e mulheres dedicados à oração e à intercessão.

Se não perseverarmos na oração, perderemos a adequada relação com o que ocorre no reino de Deus. Para sentir o que está no coração de Deus e para entender o que Ele tem em mente, é necessário passar tempo na presença do Senhor. Enquanto não aceitar a chamada divina para ser um intercessor, e não desenvolver o seu próprio relacionamento íntimo com Deus, terá pouco discernimento espiritual, em princípio. Só poderá imitar outros homens de Deus.

Se quiser ouvir a voz de Deus, teremos que começar a falar com Ele, em favor de si mesmo e de outras pessoas. Precisaremos formar o hábito falar com o Senhor, separando tempo para o serviço que todos devem oferecer a Deus, através da oração e da adoração pessoal (ver Atos 13:2). Quando a pessoa assim o fizer, de seu espírito fluirão revelações claras e refrigeradoras.

Uma pessoa que queira dedicar-se à oração necessita do espírito de intercessão, que conduz à revelação. Em seguida, a revelação misturada com a coragem de obedecer ao Senhor, conduz a resultados na manifestação.: “Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei cousas grandes e ocultas, que não sabes” (Jr. 33.3).

Só Deus sabe os maravilhosos feitos que poderão ser realizados, pelos cristãos que optarem por passar tempo diante d’Ele, em intercessão, recebendo a Sua revelação e obedecendo corajosamente a essa revelação, para então contemplarem as manifestações sobrenaturais e seus resultados.

Jesus Cristo, nosso grande Sumo Sacerdote, convidou-nos a participar, juntamente com Ele, do ministério de intercessão. Jesus ensinou uma parábola “sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer” (Lc 18.1). E também nos instruiu: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á” (Mt. 7.7).

Ele declarou que algumas coisas só podem ser realizadas por meio de oração e do jejum (Mc. 9.29). E Jesus também prometeu: “...se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que porventura pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai que está nos céus” (Mt 18.19). E também tudo quanto pedirdes em oração, se crermos, receberemos (Mt. 21.22)

A pessoa dedicada à oração deve começar seu ministério diário com louvor, santificando e exaltando o nome de nosso Pai Celeste. Em princípio, deve agradecer a Deus, por haver enviado Seu Filho, a fim de nos redimir: se não fora Jesus, não poderíamos chamar a Deus nosso Pai (Gl. 4.4-6).

Ao iniciar o dia, na qualidade de intercessor, devermos orar, invocando uma cerca de proteção em torno de nós mesmos, de nossos entes queridos e dos bens materiais. 

A defesa contra as astúcias do diabo é revestir-se de toda a armadura de Deus, pedir e pedir, conforme está mencionado em Efésios 6.14-17, crendo e declarando que Jesus é a armadura (Romanos 13.12,14).

Inteiramente revestidos com a armadura de Deus, e protegido pela cerca proteção divina, poderemos nos sentir seguro na vitória conquistada por Jesus. Assim, poderemos combater o bom combate da fé e derrotar os poderes das trevas.

Podemos ouvir mil sermões por dia, e, mesmo assim, não mudarmos para melhor. Mas se houvesse humildade e resolução para passarmos uma hora diante de Deus a cada dia, dedicados à oração; intercedendo por nós mesmos e por outras pessoas, então acontecerá algo sobrenatural. A glória do Senhor retornará e transformará nossa vida e a vida de nossos familiares.

Lidiomar T. Granatti

Por Litrazini


Graça e Paz