sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

CULPA? RESISTINDO AO ACUSADOR DE NOSSAS VIDAS!!

Você se arrependeu, confessou seu pecado, porém, ainda se sente culpado, daí se lembra que está perdoado. Quer saber quem está lançando a culpa sobre você?

É o velho ambulante da culpa, ele mesmo, Satanás. Ele não deseja que você se lembre que Deus acabou com seu pecado na cruz. É por isso que você precisa de um advogado de defesa diante do Pai.

O nome Satanás significa “O Acusador”.

Cristo não tem de defender você contra o Pai; Ele o defende contra Satanás, perante o Pai.

Eis uma cena que PROVAVELMENTE aconteceu no céu, na presença de Deus, hoje.

Podemos agradecer a Jó pelo conhecimento da tática do maligno. Hoje, o inimigo foi para lá com uma pasta de documentos sobre cada um dos filhos de Deus. Ele levou um dossiê sobre Paulo, João, Maria, Edna, e um dossiê completo sobre Edgar.

Ele acusa e aponta:
- Ah, ah! Temos aí o Edgar. Ele é um de Seus filhos, certo?
- Viu o que ele acaba de fazer?”

Satanás começa a acusar. Jesus se aproxima e diz:
- Pai, o Edgar creu em Mim. O perdão que eu adquiri na cruz foi então aplicado a ele. Esta é nossa única justificativa. E o Pai diz:
- Acusação rejeitada! Caso encerrado!

Somente Deus disciplinará Seus filhos em amor porque Ele é livre para lidar conosco. Deus, por intermédio do Seu Espírito que reside em nós, em quem Ele confia, está nos transformando diariamente à imagem de Jesus.

Jesus mesmo prometeu: “De maneira alguma te deixarei, jamais te abandonarei” (Hb. 13:5). Jesus “vive sempre para interceder por nós”, por conta disso, podemos “achegar-nos confiadamente junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna” (Hb. 4:16)

Depois que Satanás nos acusa perante Deus, e não faz progresso; começa a acusar nossas consciências. Ele nos coloca em uma roda-viva: pecar, fazer voto de não repetir, tentar não pecar, e então pecar novamente.

O problema não é se Deus vai nos perdoar, mas se vamos crer que Ele já nos perdoou, confiar para obter a força interior e deixar do pecado.

Deus quer que vejamos nosso pecado como Ele o vê – é pecado. Ele não quer que perecemos.

Se concordarmos com Deus a respeito de nosso pecado, então também temos de vê-lo como já perdoado. É desse modo que Deus o vê.

Finalmente, voltar do pecado, confiar Nele para nos capacitar á alcançar vitória sobre o pecado no futuro.

Se não julgamos nosso pecado deste modo, aceitando Seu perdão, Satanás entra e segura com força o cabo da culpa. Ele fará que tentemos compensar nossos pecados, punindo a nós mesmos ou a outrem por tentar aliviar a culpa.

Temos acesso à presença de Deus. “Aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo os corações purificados de má consciência, e lavado o corpo com água pura”(Hb. 10:22).

Quando pecamos conscientemente, Deus quer que nos aproximemos Dele “com sincero coração”, para sermos honestos “em plena certeza de fé” (isto é, no que Cristo fez). “Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas” (Hb. 10:10).

DEUS NOS AMA E NOS ACEITA. ESTAMOS PERDOADOS.
ELE QUER QUE CONFESSEMOS O QUE TEMOS FEITO E LHE DEMOS GRAÇAS POR SEU PERDÃO.

Lidiomar T. Granatti

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz


Nenhum comentário:

Postar um comentário