segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

É HORA DE ATENDER À ORDEM PARA O ARREPENDIMENTO E A SANTIFICAÇÃO

Jesus está batendo à porta da Igreja de Laodiceia dos nossos tempos, citada no terceiro capítulo de Apocalipse pedindo-lhe que dê acolhida a Ele para que possam cear juntamente. 

Agora, o propósito desta acolhida não tem em vista um apaziguamento entre partes, permanecendo Laodiceia na atual condição em que se encontra. O convite é para o arrependimento, e certamente, antes de cearem, será necessário fazer aquilo que o Senhor lhe ordenou enquanto batia à porta:

“Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas. Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te.” – Apocalipse 3:18-19

Laodiceia, pelo arrependimento, será enriquecida pela santidade decorrente da graça do Senhor, que Ele aqui compara ao ouro refinado pelo fogo (a fé de Laodiceia será purificada e aperfeiçoada pelas tribulações – a compra se refere à sua completa consagração).

Estando assim enriquecida pela graça poderá usar as vestes brancas, inteiramente limpas da justiça de Cristo, e seus olhos serão abertos pelo colírio celestial para poder compreender e discernir a vontade de Deus, por meio da instrução e direção do Espírito Santo.

Laodiceia necessita exatamente disto nestes últimos dias em que a Igreja tem apostatado daquela santificação que é imposta pelo evangelho. Nosso Senhor prescreveu o seu remédio porque fizera adequadamente antes o diagnóstico correto da sua enfermidade:

“Apocalipse 3:17 – pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu.”

É tempo de retornar ao Senhor porque Ele está vindo para arrebatar aqueles que tiverem se arrependido e atendido à sua ordem para que santifiquem as suas vidas.

É somente assim que poderemos cear com Ele nas Bodas do Cordeiro, o casamento da Igreja com o Senhor, logo após ao arrebatamento.

Pr. Silvio Dutra

Por Litrazini


Graça e Paz

domingo, 28 de fevereiro de 2016

A DINAMITE E MISSÕES

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.” (Atos 1.8)
           
Já não é novidade entre os ciclos evangélicos a origem grega da palavra poder usada por Jesus em Atos 1.8. temos aprendido com muitos mestres o que significa a palavra dunamis traduzida por poder na nossa Bíblia em português  Dunamis significa poder para fazer milagres, força extraordinária para fazer maravilhas, etc. essa palavra deu origem a palavra dinamite que é um explosivo altamente destrutivo usado em implosões de prédios e em explosões de grandes pedras nas pedreiras.

O texto de Atos 1.8 então, também poderia ser escrito assim: “Mas recebereis dinamites ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis meus instrumentos para explodirdes cidades, estados, nações e até os confins do mundo.”

Certamente não foi sem motivo que Deus guiou a a história de modo que os linguistas e filólogos atribuissem ao explosivo o mesmo nome usado para o poder prometido por Jesus no livro de Atos.

Essa metáfora revela precisamente o que O EVANGELHO É: O PODER EXPLOSIVO DE DEUS EM ATUAÇÃO NO MUNDO. O evangelho muda as pessoas. A transformação de caráter da qual a humanidade carece apenas o evangelho pode realizar. Mas parece haver uma contradição entre o que acabo de afirmar e o que vemos diariamente até mesmo nos ciclos cristãos. Embora o avanço da obra missionária esteja ocorrendo com menor velocidade do que deveria, todavia de alguma forma ele está havendo.

Mas porque será que as mudanças não têm acontecido onde o evangelho tem chegado? Onde estão as explosões dramáticas no coração das pessoas que estão conhecendo o evangelho?

Bem, acredito que há dois sérios problemas que não tem permitido que o evangelho faça o que de melhor ele faz, que é mudar as pessoas: em primeiro lugar acredito que as pessoas não estão crendo de verdade. Elas estão aderindo às igrejas e tem “consumido” o que as igrejas lhes têm servido, mas em seus corações falta sinceridade no crer. Sua fé é vazia de veracidade, elas não têm crido sinceramente. Em vez disso, elas têm acreditado que os crentes são boas pessoas e que os pastores são gente de Deus, mas apenas isso. Falta sinceridade na fé e fé sem sinceridade não é fé no Deus vivo. Faltam mudanças nas pessoas porque elas tem se privado do poder de Deus que flui por meio do evangelho.

O apóstolo Paulo nos diz em Romanos 1.16: “Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê (…)” o evangelho é o poder de Deus que salva a todo aquele que crê, mas essa fé precisa ser autentica. O Senhor Jesus falou aos judeus em uma das suas principais festas: “Aquele que crê em mim como diz as Escrituras, do seu interior fluirão rios de águas vivas” . Não basta crer, é necessário que as pessoas creiam do modo correto, esse modo correto é modo ensinado pelas Escrituras. Muitas pessoas alegam crer, mas o modo como elas creem jamais poderá ser dito que é segundo as Escrituras.

A palavra fé no grego é pistes que significa fidelidade. Jesus não diz para acreditarmos Nele, mas para sermos fieis a Ele.

Em segundo lugar, as pessoas não estão experimentando salvação e transformação porque lhes falta à pregação do autentico evangelho. A dinamite é composta principalmente por pólvora. O que faz a explosão acontecer é a pólvora. Muitos pregadores estão usando areia ao invés de pólvora e mesmo assim estão esperando que as explosões ocorram! Paulo diz a Timóteo: “prega a palavra” os pregadores estão em dívida com a verdadeira pregação. Há mais psicologia do que Bíblia nos púlpitos contemporâneos. Em outras palavras há mais areia do que pólvora dentro das dinamites que estão sendo usadas em nossos dias

Um estudo minucioso no Novo Testamento nos mostrará que sempre que a pregação do evangelho é citada na Bíblia logo em seguida aparece a palavra poder (dunamis). Senão vejamos:
- Os setenta foram enviados a pregar e junto com a pregação fazer milagres (Lc. 10);
- O “ide” de Jesus em Marcos 16 é seguido por “estes sinais”;
- Paulo declara aos Coríntios: “quando fui ter convosco (…) a minha palavra consistiu em manifestação de poder” (I Co. 2);
- Antes da sua ascensão aos céus Jesus prometeu: “Recebereis poder (…) e ser-me-eis testemunhas (…) – At. 1.8.

Se eu preciso de pelo menos quatro textos bíblicos para compreender uma doutrina, acabo de mostrar claramente que a pregação seguida pela operação de maravilhas é uma doutrina neotestamentária. No Novo Testamento a pregação do evangelho jamais aparece divorciada do poder espetacular de Deus para realizar sinais e maravilhas. Mas uma coisa muito interessante é que Deus promete derramar poder justamente sobre os que vão pelo mundo inteiro pregar o evangelho a toda a criatura.

A promessa magistral registrada por Marcos após a ressurreição de Jesus é concedida aos que em obediência ao chamado de Deus vão. Aprendi que todas as promessas de Deus possuem condições especificas para as recebermos. Assim a promessa dos sinais miraculosos tem como condição inegociável a obediência dos que saem pelo mundo anunciando o evangelho da graça de Deus ao mundo perdido.

Deus promete derramar fogo do céu sobre a dinamite que está nas mãos dos que pregam o evangelho. Quando o fogo de Deus é derramado sobre os pregadores, a dinamite do evangelho que foi espalhada durante a pregação explode e quando ela explode, há transformações, libertação, cura e acima de tudo isso há perdão de pecados, salvação de almas e santificação de conduta

A metáfora da dinamite nos fala sobre a necessidade de termos a autentica pólvora do evangelho em nossa missão e nos mostra a urgência que temos do fogo divino que incendeia e faz explodir a dinamite. Por essa razão precisamos insistir com Deus em oração para que Ele nos capacite com seus dons e com seu poder. O pregador do evangelho deve ser uma brasa humana ardendo pela glória divina.

Todos os missionários que foram aos campos, por maior tradicionalismo que tenham a prendido, quando ousaram ir aos campos provaram coisas que alguns deles sequer criam. Não importa o estilo do missionário, ele poder ser pentecostal ou conservador, quando chegar aos campos ele verá, sentirá e fará coisas que jamais imaginou que viveria. O evangelho por si mesmo é um barril de pólvora preste a explodir para modificar os homens e salvar suas almas.

Salvação é o resultado máximo de como ficará o homem a quem a palavra de Deus foi anunciada. Quando as bombas americanas foram lançadas sobre Nagasaki e Hiroshima, os efeitos puderam ser sentidos ali e bem longe dali. As bombas atômicas com todo o seu potencial destrutivo, sequer chegam aos pés da dinamite de Deus no momento em que ela é incendiada pelo evangelho. Os efeitos não são apenas geográficos e biológicos, eles são também espirituais e eternos! Acredito que posso fazer uma paráfrase das palavras de Jesus: “orai ao Senhor das batalhas para que Ele mande soldados para espalharem a pólvora do evangelho e assim explodir os campos do inimigo”.

Deus está chamando você cuja vida foi alcançada pela salvação divina para se tornar um soldado da salvação. Queira ser o valente que a sua geração precisa. Aceite ser o que Deus quer que você seja. Talvez você não saiba, mas sua geração conta com sua bravura e dessa bravura associada a sua obediência depende a salvação de multidões.

Quando o Último Dia da espécie humana chegar, quando Jesus vier levar seu povo para habitar as mansões celestiais, quando você vir pessoas subindo pelas fileiras que conduzem ao céu e pessoas descendo as fileiras para o abismo do inferno em qual das duas fileiras estarão os frutos das suas mãos?

Sua vida será um instrumento de salvação ou de perdição para as almas dos homens?

Pr. Rosivaldo Silva Santos

Por Litrazini


Graça e Paz

sábado, 27 de fevereiro de 2016

MANEIRAS DE SATANÁS TE IMPEDIR DE ADORAR

Satanás quer te impedir de adorar Àquele que ele odeia. Ele quer afastá-lo de fazer a coisa certa, quer seja passar tempo a sós com o Senhor nas Escrituras e na oração, assistir e participar nos cultos públicos ou qualquer outra coisa que vai atraí-lo para mais perto do Senhor. Aqui, cortesia de Thomas Brooks, estão oito maneiras que Satanás usará para afastá-lo da adoração.

Eu o encorajaria a usar a lista da seguinte forma. Pense nas vezes em que você decide ficar na cama em vez de levantar-se para ler a Bíblia; pense nas vezes que você desmarcou o culto familiar sem uma boa razão; pense nas vezes que você ficou em casa ao invés de ir para a igreja adorar. Pense nessas coisas, e veja qual dessas tentações é a que Satanás mostra a você.

ELE FAZ O MUNDO PARECER BONITO, ATRAENTE E DESEJÁVEL. 
Muitas pessoas professam a Cristo e o veem como desejável por um tempo. Por um tempo, gostam de adoração individual e pública, e fazem tudo com entusiasmo. Mas em pouco tempo, Satanás apresenta-lhes as coisas do mundo e faz com que pareçam mais bonitas e desejáveis que Cristo, e muitas almas são afastadas. “Onde mil são destruídos pelas adversidades do mundo, dez mil são destruídos pelos sorrisos do mundo”.

ELE O FAZ CONSCIENTE DO FATO DE QUE AQUELES QUE ADORAM O SENHOR MUITAS VEZES ENFRENTARÃO PERIGOS, PERDAS E SOFRIMENTO. 
Há muitos homens que obedeceriam ao Senhor e o adorariam, não fosse por temerem as consequências.Satanás gosta de apresentar o alto custo da obediência. Este foi o caso de muitos nos dias de Jesus: “Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram nele, mas, por causa dos fariseus, não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga” (João 12. 42).

ELE TE FAZ CIENTE DA DIFICULDADE DE ADORAR CORRETAMENTE. 
Satanás irá sussurrar: “É difícil orar corretamente, é difícil passar tempo com o Senhor e perseverar até que ele fale com você através de sua Palavra, não vale a pena o esforço de ir à igreja e ser acolhedor e simpático e se envolver com outros cristãos”. Tudo o que Deus lhe disser para fazer, Satanás apresentará como um grande fardo ou como algo que você faz mal, e desta forma irá afastá-lo.

ELE TE LEVA A ENTENDER ERRONEAMENTE AS IMPLICAÇÕES DO EVANGELHO. 
Cristo fez tudo por você e deu tudo que você precisa em sua morte e ressurreição.Não há nada para você fazer, apenas se alegrar em Cristo e servi-lo pela alegria da salvação. Mas Satanás vai levar você a fazer inferências erradas do que Cristo fez, incentivando, por exemplo, a acreditar que Cristo libertou-o da necessidade ou do desejo de passar tempo com ele ou de se reunir com outros cristãos. Ele permitirá que você veja o evangelho, mas vai fazer todo o possível para que você entenda tudo errado.

ELE MOSTRA COMO MUITOS DAQUELES QUE SEGUEM A CRISTO COM OBEDIÊNCIA SÃO POBRES E DESPREZADOS. 
Satanás vai garantir que você veja que aqueles que estão mais interessados na adoração a Deus são os mais pobres e mais desprezados de todos. Você pode ver ecos de João 7 nisso: “Replicaram-lhes, pois, os fariseus: Será que também vós fostes enganados? Porventura, creu nele alguém dentre as autoridades ou algum dos fariseus? Quanto a esta plebe que nada sabe da lei, é maldita”.

ELE MOSTRA QUE A MAIORIA DAS PESSOAS NO MUNDO, JUNTAMENTE COM OS GRANDES E PODEROSOS DO MUNDO, NÃO ADORARÃO O SENHOR. 
Satanás vai perguntar: “Você não vê que o grande, o rico, o senhor, a elite intelectual, o sábio, o mais honrado e a enorme maioria das pessoas não se preocupam com a adoração ao Senhor? Seria muito melhor se você fosse como eles. Afinal, por que você acha que, de todas as pessoas, você entendeu corretamente?” Para ter sucesso aqui, ele vai intencionalmente chamar a sua atenção para longe de Êxodo 23.2 e muitas passagens semelhantes: “Não seguirás a multidão para fazeres mal; nem deporás, numa demanda, inclinando-te para a maioria, para torcer o direito”.

ELE ENCHE SUA MENTE COM PENSAMENTOS SEM IMPORTÂNCIA E O DISTRAI ENQUANTO VOCÊ ESTÁ TENTANDO ADORAR. 
Ele aflige-o com tanta distração e futilidade que você está tentado a dizer: “Eu não tenho vontade de ouvir o Senhor em sua Palavra, nenhuma vontade de falar com ele em oração e nenhuma vontade de passar mais tempo com outros cristãos nos cultos”. Ele minimiza qualquer ideia de adoração pelo simples peso das preocupações menores.

ELE O ENCORAJA A TER CONFORTO EM EXERCÍCIOS PASSADOS DE SEUS DEVERES RELIGIOSOS E, DESSA FORMA, O CONVENCE A PARAR DE TENTAR.
Ele te lembra que, no passado, você leu muito e orou muito e passou muito tempo em adoração. E, tendo-lhe lembrado, ele o convence que você ganhou o direito de se acomodar por um tempo. “Você já sabe disso. Você já fez isso. Você já orou por isso. Você já esteve em melhores cultos que esse”.

E no meio de tudo isso, ele o inclina a tirar férias de adorar.

Tim Challies / Traduzido por Josie Lima | iPródigo

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

O QUE FAZER COM A ANSIEDADE?

Exercite o autocontrole. Na classificação dos frutos do Espírito ele ocupa lugar de importância, e dependendo da tradução bíblica ele é chamado de temperança ou domínio próprio. Mesmo diante de circunstâncias adversas, lute pelo melhor, ore pelo melhor, acredite e espere pelo melhor

Em primeiro lugar, vamos relembrar o que é a ansiedade. Para isso, inicialmente, recorro ao auxílio do site wikipédia, cuja transcrição vai a seguir:

ANSIEDADE, ânsia ou nervosismo é uma característica biológica do ser humano, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax, transpiração, etc.

Esses dois aspectos, tanto a ansiedade quanto o medo, não surgem na vida da pessoa por uma escolha. Acredita-se que vivências interpessoais e problemas na primeira infância possam ser importantes causas desses sintomas. Além disso, existem causas biológicas como anormalidades químicas no cérebro ou distúrbios hormonais. A ansiedade é um estado emocional que se adquire como consequência de algum ato.

Todas as pessoas podem sentir ansiedade, principalmente com a vida atribulada atual. A ansiedade acaba tornando-se constante na vida de muitas pessoas. Dependendo do grau ou da frequência, pode se tornar patológica e acarretar muitos problemas posteriores, como o transtorno da ansiedade. Portanto, nem sempre é patológica.

Na epístola de I Pedro, cap. 5, verso 7, ele nos dirige o seguinte apêlo: Lançai sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.

Deus, o nosso criador, sabe de nossa tendência autoopressôra e autodestrutiva, marcantemente presente na existência humana, após a queda no pecado. A partir desse fato desencadeador, com a responsabilidade de gerir a sua própria vida e a de seus dependentes, a ansiedade foi se instalando na mente e no coração humanos.

O estado de ansiedade pode piorar, dependendo do estilo de vida, do nível de relacionamento, das expectativas internas e externas de cada pessoa, e, sobretudo, de seu distanciamento de Deus.

Há uma enorme diferença de comportamento ativo ou reativo, entre aquela pessoa que aprendeu a depender de Deus na sua vida, e aquela que aprendeu a depender de si mesma. A primeira, vive uma perspectiva divina, e a segunda, uma perspectiva humana. A fé em Deus e a comunhão com ele são antídotos contra a ansiedade. A certeza de que independentemente das circunstâncias a gente depende de Deus, alivia a alma e faz diminuir nossas preocupações. Veja como o salmista Davi lidava com a ansiedade: ele afirmava: “O Senhor é o meu pastor; nada me faltará” (Sl 23.1).

O QUE FAZER COM A ANSIEDADE; COMO LIDAR COM ELA? 
É de fundamental importância tratá-la de acordo com a perspectiva bíblica. Nunca se esqueça de que antes de depender de seu talento, de sua formação, de sua herança familiar, da aparente segurança de seus bens materiais, você depende, sobretudo, do Deus criador de todas as coisas. Traga suas queixas a ele: Apresentai a vossa causa, diz o Senhor; trazei as vossas firmes razões, diz o rei de Jacó (Is 41.21). Atenda ao apêlo de Pedro, lançando sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de você! E no que depender de você, contribua também para amenizar o seu grau de ansiedade, revendo sua agenda, suas prioridades e sua carga de trabalho. Seja sério, mas não leve tudo tão a sério na vida; a ferro e fogo. Se permita rir de você mesmo, as vezes.

Não seja tão perfeccionista, ou seja, não exija de você além do necessário ou além do que seja coerente e atingível. Não exija das demais pessoas além daquilo que elas possam oferecer, igualmente, aliviando, assim, tanto o seu grau de ansiedade quanto o das pessoas à sua volta.

Respeite o rítmo da vida, viva cada dia procurando absorver dele o melhor que puder ou o melhor que ele lhe oferecer. Lembre-se dessas palavras de Jesus: Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. (Mt 6.34).

Exercite o autocontrole. Na classificação dos frutos do Espírito ele ocupa lugar de importância, e dependendo da tradução bíblica ele é chamado de temperança ou domínio próprio. Mesmo diante de circunstâncias adversas, lute pelo melhor, ore pelo melhor, acredite e espere pelo melhor. Entretanto, saiba que acontecimentos e resultados negativos fazem parte da existência humana, e é preciso aprender a lidar com eles e encará-los como oportunidades de aperfeiçoamento e de crescimento pessoal.

É importante salientar que “o pior” numa circunstância da vida não anula “o melhor” já alcançado, portanto, fixe sua mente nos aspectos positivos da vida e não mergulhe no negativismo. Siga o exemplo do apóstolo Paulo, que, mesmo em meio às vicissitudes da vida, não perdia a perspectiva de uma vida vitoriosa em Cristo. Veja o texto:Não digo isto por causa de necessidade, pois já aprendi a contentar-me em toda e qualquer situação. Sei passar necessidade, e também sei ter abundância. Em toda maneira, e em todas as coisas aprendi a ter fartura, como a ter fome, tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece, (grifo meu) - (Fp. 4.11 e 12).

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto a vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestido? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? De certo vosso pai celestial bem sabe que necessitais de todas essas coisas; mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. (Mt 6.25, 26, 32 e 33).

Pr. Gilberto F. Coelho

Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

MAU HUMOR

O mau humor chega a nós com tanta facilidade que geralmente nem o percebemos. Mas ele é justamente o antônimo da ação de graças; o protesto é o antônimo da confiança.

Há dicionários que definem protesto como acusação. Quando nós nos queixamos, protestamos ou resmungamos, estamos na realidade, acusando a Deus de estar dirigindo mal os acontecimentos do dia. A atitude de louvar liberta o poder de Deus para agir em nossa vida. Os murmúrios e as queixas bloqueiam tal poder. “Queixou-se o povo de sua sorte aos ouvidos do Senhor: ouvindo-o o Senhor, acendeu-se-lhe a ira...” (Nm 11.1).

A incredulidade é a raiz de cada pequena queixa, ela é um insulto muito sério dirigido a Deus. Se deixarmos de lado o pecado da incredulidade, resmungos, murmúrios e queixas e termos perfeita confiança em Deus, nós poderemos, pela fé, descansar no Senhor.

Depois de termos feito um acordo com Deus de que não resmungaremos mais, e, agradecer-lhe por todas as coisas que antes nos faziam resmungar, podemos esperar que ele opere. Nós mesmos não podemos nos transformar de resmungadores incrédulos em crentes joviais e agradecidos. A mudança tem que ser feita por Deus.Porém a decisão de parar de resmungar, e, agradecer é nossa.

O nosso papel é ficar com os olhos fixos em Jesus e agradecer a Deus pela sua capacidade de agir. No dia a dia, vamos descobrir que Deus fará com que nos defrontemos exatamente com as circunstâncias que costumavam provocar nosso mau humor. Quando isso acontecer, agradeçamos e louvamos a Deus, porque ele está usando essas circunstâncias para nos mudar. Antes, elas nos afastavam de Deus, agora, nos mostrarão o poder de Deus; servirão para aumentar a nossa fé.

Enquanto estamos cheios de ressentimentos por causa da nossa situação, bloqueamos a ação de Deus. Quando confiamos Nele, Ele pode tomar o controle de tudo e mudar a nossa situação.

Ressentimento e medo, resmungos e queixas, atrasam a expansão do plano de Deus para nós. Ele tem um tempo oportuno, é preciso lembrar de que a sua noção de tempo nem sempre coincide com a nossa. “Em tudo quanto vocês fizerem, evitem queixas e discussões, de modo que ninguém possa dizer nenhuma palavra de censura contra vocês. Vocês devem levar uma vida pura e imaculada como filhos de Deus num mundo de trevas, cheio de gente desonesta e obstinada. Brilhem entre eles como a luz de um farol, mostrando-lhes a Palavra da Vida... Haja o que houver, caros amigos, alegrem-se no Senhor. Nunca me canso de dizer-lhes isto, e é bom para vocês ouvir muitas vezes  a mesma coisa.” (Fp 2.14-16; 3.1).

É a ausência de queixas e a nossa felicidade em Cristo que nos habilitam a brilhar como luzeiros, como faróis, oferecendo a Palavra da Vida num mundo de trevas, isto foi realidade em Filipos e é realidade nos dias de hoje. Deixemos o nosso mau humor e as nossas tristezas de lado, louvemos ao Senhor por tudo ao nosso redor; Ao fazer isso observe como a luz de Deus penetra nas trevas!

Mas Jesus disse: “No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo.” (Jo 16.33).  Nós abanamos a cabeça em tristeza pelas condições em que o mundo está e dizemos: “Isso tudo é sinal de que Deus não está agindo muito atualmente.” Mas Jesus disse aos seus seguidores que esperassem guerras, terremotos, fomes, revoltas, epidemias, poluições, revolução sexual ...– um retrato perfeito do mundo em que vivemos, e uma promessa de que ainda vai piorar muito. “Ora, ao começarem estas coisas a suceder, exultai e erguei as vossas cabeças; porque vossa redenção se aproxima.” (Lucas 21.28).

Receba a Palavra, a vida, a paz, a alegria que Jesus está lhe oferecendo. Veja que Jesus está contigo, e que está operando em cada uma das circunstâncias de sua vida, para satisfazer suas necessidades. Aquilo que você pensa ser uma prova espinhosa da ausência de Deus é justamente a sua terna providência para trazê-lo para si, a fim de que a sua alegria seja perfeita!

Olhe para os céus e louve-o! Ele o ama, e ele habita no louvor do seu povo!.

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

O ESPÍRITO SANTO E A SALVAÇÃO

O Espírito Santo exerce um papel fundamental na salvação do homem, levando o incrédulo a reconhecer seus pecados e a voltar-se para Deus. Veja como isso ocorre:

ARREPENDIMENTO
E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; At. 2.38 - O arrependimento é um sinal de que a pessoa está passando pelo processo de conversão, resultado do trabalho do Espírito Santo no coração humano. Isso é fundamental porque, morto em seus delitos e pecados, Ef 2.1-3, o homem não tem condições próprias de voltar-se para Deus. Sua natureza, corrompida pelo pecado, impede-o de aproximar-se do Senhor.

O arrependimento é caracterizado por mudança de pensamento e de atitudes, Rm 12.1-2. O homem abandona o pecado, o antigo “eu" e sua rebeldia contra Deus. Há, portanto, uma mudança de opinião, uma revisão de conceitos, uma tomada de nova posição na vida espiritual que surge da convicção de pecado e do arrependimento.

NOVO NASCIMENTO
Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. Jo 3.3-5 - O arrependimento e o novo nascimento estão intimamente ligados, ambos ocorrendo mediante a disposição do homem de aceitar a ação divina. Jesus ensinou que a missão do Espírito Santo é convencer o mundo do pecado, da justiça e do juízo, Jo 16: 8-11. Esse processo resulta na conversão.

Em Tito 3: 5 Paulo afirma: “Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo”. Após esse processo, a pessoa de Cristo passa a ocupar o lugar central na vida do convertido. Os bens materiais, os ideais humanos, etc. ficam para trás, colocados em segundo plano.

TESTIFICAÇÃO DA SALVAÇÃO - Depois do processo da conversão, o Espírito Santo passa a habitar o convertido, dando-lhe testificação de sua salvação.

A) SALVAÇÃO PELA FÉ, Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.Ef. 2.8: A Bíblia ensina que somos salvos pela fé, e não pelas obras, v. 9. Quem poderia nos dar certeza ao ponto de podermos crer e afirmar que somos salvos?

O Espírito Santo é quem testifica em nossos corações que somos filhos de Deus, O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. Rm 8.16.

B) SALVAÇÃO E CONVICÇÃO, E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. Gl 4.6: Uma das armas usadas por Satanás, para impedir que a pessoa tenha convicção de sua salvação depois que ela aceita Jesus é semear a dúvida no coração. Contudo, o Espírito Santo dá certeza e confiança de que fomos redimidos.

C) SALVAÇÃO E FILIAÇÃO. A salvação recebida em Cristo Jesus nos assegura o direito de filiação a Deus, Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;Jo 1.12.

Adquirimos o direito de filhos por adoção, Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. Rm 8.15

Lidiomar T. Granatti

Por Litrazini


Graça e Paz

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

O VALOR DAS ESCRITURAS NA FORMAÇÃO DO CARÁTER.

As Escrituras são sinônimo de Lei, no Salmo 1.Ele mostra que o homem tem opções entre dois caminhos, que levam a duas atitudes e a duas conseqüências. A chave do Salmo é a busca pela felicidade. A educação religiosa é tarefa de levar o homem a ter uma consciência de escolha e não fazer a escolha por ele. A felicidade não é automática, mas é fruto da vida que começa com uma escolha correta.

O QUE NÃO SE DEVE FAZER PARA CONSEGUIR A FELICIDADE
Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores... (Sl 1.1,4,5). Há os que escolhem o caminho negativo para a busca da felicidade. Começam por andar no “conselho dos ímpios”, ou seja, aceitando sua forma de pensar. É uma maneira sutil de tentação em que a pessoa é atraída pelas idéias bonitas e convidativas e passa a achá-las naturais e normais. Numa vida em sociedade, com as muitas pressões, as pessoas são pressionadas a pensarem como as outras.

O que seria um simples aceitar de idéias se aprofunda quando a pessoa “se detém no caminho dos pecadores”, que são aqueles que vivem em rebeldia contra Deus. Deter-se é participar, é exercer atividades e praticar atos que os pecadores praticam sem qualquer arrependimento. Muitos crentes tomam atitudes perigosas quando dizem: “Qual é o problema?. Todo mundo faz isso”. O que começou moldando o pensamento, acabou determinando a ação.

O caminho ainda está pela metade. Aquele que aceita o padrão dos outros, e pratica os mesmos atos, passa a pertencer ao mesmo grupo. Este é o sentido de “se assenta na roda dos escarnecedores”. A pessoa adota o estilo de vida dos escarnecedores, os quais se constituem nos piores tipos de pessoas em relação à fé, pois são os mais distantes de um verdadeiro arrependimento.

A CONSEQUÊNCIA DO CAMINHO NEGATIVO.
A vida das pessoas que tomam esse caminho é marcada pela instabilidade, conforme se observa no versículo 4 Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. (Sl,.1.4); “Moinha” é a palha que voa quando o grão é peneirado. Em vez de frutos, só há palha.Outra marca desse tipo de vida é a condenação: Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. (Sl.1.5). 

No juízo não há argumentos para se livrar da condenação. Não só a condenação, como também a alienação é marcas das pessoas que tomam o caminho fácil para a busca da felicidade. Não participam do verdadeiro valor da comunhão entre as pessoas. A vida dessas pessoas é falsa, porque toda a base é falsa.

A educação deve levar a pessoa a ter consciência dos riscos da vida negativa para a felicidade. Deve também levar a um amadurecimento de tal forma que a pessoa tome decisões por si mesma e não ceda às pressões de outros. Muitos entram pela via negativa porque não cresceram e amadureceram o suficiente para tomar decisões com liberdade. O alvo da educação religiosa é a liberdade que o indivíduo deve ter nas decisões em questões de fé e vida.

O VERDADEIRO CAMINHO PARA A FELICIDADE
Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá.( Sl.1.2,3,6). – Em primeiro lugar, é ter prazer na Lei do Senhor (v.2; cf sl 119.12-16). É por aí que tudo começa. Não se trata de moldar o caminho pelo próprio esforço e com idéias próprias, mas é viver segundo a Palavra de Deus.  Em vez de se sentir atraído pelos ímpios, pecadores e escarnecedores (v.1), o homem deve sentir alegria na Lei do Senhor. Quando começamos a nos distanciar da Bíblia, a preferir outras coisas ou pessoas, a estarmos em comunhão com os irmãos, estamos em perigo. Em segundo lugar, é preciso meditar na lei do Senhor (v.2). Meditar é torná-la prática na vida. Quando meditamos, estamos moldando o pensar, e isso refletirá muito na qualidade da vida espiritual. 

A CONSEQUÊNCIA DO CAMINHO POSITIVO.
O resultado é uma vida estável. A “árvore plantada” dá uma ideia de segurança, estabilidade. Será uma vida de equilíbrio também Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.

(Sl.1.3), pois “dá seu fruto na estação própria e cujas folhas não caem”. Nada acontece fora do tempo de Deus e sem um propósito definido em sua vida. Os sucessos, a prosperidade, são conseqüências de uma vida que procura a felicidade conforme a vontade de Deus. Não se trata de mero sucesso ou prosperidade materiais, mas uma vida cuja felicidade origina-se numa vida de comunhão com Deus. 

Há ainda a visão conseqüente que temos quando meditamos na Palavra de Deus e vivemos segundo ela (v.6). Tanto o “caminho dos justos” como o dos “ímpios”, Deus conhece. Passamos também a conhecê-los pela sabedoria que a Palavra nos dá (cf Sl 72).

A educação religiosa irá primar pela formação do caráter cristão. Somente pela escolha do caminho da Palavra de Deus é que é possível essa formação. O homem precisa ser contemplado em todas as suas facetas, e todas elas precisam ser redimidas. Só a Palavra de Deus é que poderá, mediante a ação do Espírito Santo, fazer a obra de transformação. O conteúdo da educação é a Palavra.

Pr. Adilson Faria Soares

Por Litrazini


Graça e Paz

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

COMO RECONHECER AQUELES QUE REALMENTE CREEM NO SENHOR?

A maioria das pessoas pensa que temer a Deus é ter medo dele. Entretanto, biblicamente falando, temor não é medo. Se assim fosse, o temor a Deus não seria a causa de grande prazer para o justo, pois o medo não traz prazer, alegria, felicidade; traz inquietação ante a percepção de um perigo real ou imaginário, de uma ameaça.

Logo, temer a Deus não é ter medo de Deus, como se Ele fosse um Ser iracundo, perverso, que está sempre pronto a exercer o juízo, e nunca misericórdia; um Ser implacável que, ao primeiro erro, lança o homem no inferno. Esse não é o Deus justo, amoroso, bondoso e misericordioso revelado na Bíblia.

Ele ama a justiça e o juízo, a terra está cheia da bondade do Senhor (Salmo 33.5). Sendo assim, o medo não é adequado em relação a Ele, nem é comum a quem o conhece bem. Quando o cristão verdadeiramente confia e crê no Senhor, ele demonstra que tem temor a Deus.

ENTÃO, O QUE É TEMER AO SENHOR?
É reconhecê-lo como o Deus único, verdadeiro, Criador e Senhor absoluto sobre tudo e todos. É ter a consciência de que a nossa vida e tudo quanto existe depende daquele que vive e reina para sempre, que Ele tem o controle sobre tudo. Tema toda a terra ao Senhor; temam-no todos os moradores do mundo. Porque falou, e foi feito; mandou, e logo apareceu (Salmo 33.8,9).

Também implica obediência total a Deus, confiança absoluta no Seu infindo amor (Provérbios 14.26) e aversão às coisas que Ele condena: o mal, a soberba, e a arrogância, e o mau caminho, e a boca perversa (Provérbios 8.13). Devido à Sua natureza santa, Deus abomina o pecado.

E COMO RECONHECER SE UMA PESSOA É OU NÃO TEMENTE A DEUS?
Pelas palavras, escolhas e atitudes dela. Veja o que Jesus disse em Mateus 7.15-21. Uma pessoa que teme a Deus e reconhece a soberania do Senhor aparta-se do mal, busca o bem, promove a paz e tem sabedoria, alegria, vida, porque guarda os mandamentos divinos e submete-se à orientação e vontade dele, sendo bem-aventurada, bem-sucedida em tudo, recebendo do Senhor sabedoria, cuidado, vida e provisão (Provérbios 10.27; 14.27; 15.33).

A Palavra de Deus nos exorta: Temei ao Senhor, vós os seus santos, pois não têm falta alguma aqueles que o temem (Salmo 34.9).

Busque a Deus e cultive o temor ao Senhor. Fazendo isto, você será abençoado. Será uma pessoa próspera na terra e herdará as riquezas eternas, será iluminada pelo Espírito e aprenderá a ser piedosa, misericordiosa e justa. E, ainda que atravesse momentos de escassez e necessidade, com fé, determinação e confiança no Senhor, haverá de vencer e regozijar-se por sua salvação em Cristo Jesus.

SUGESTÕES DE LEITURA:

Salmos 1; 112 e 125; Provérbios 1.7; 8.13; 10.27; 14.26,27; 16.6;19.23
Livro: Temor a Deus, a base de uma vida vitoriosa, de Silas Malafaia

Pr Silas Malafaia


Por Litrazini

Graça e Paz


domingo, 21 de fevereiro de 2016

JESUS - O MÉDICO DOS MÉDICOS

Hoje estou aqui para prestar uma homenagem ao primeiro, maior e melhor médico da história da humanidade!

Deus é esse médico, o médico dos médicos, e o mais excelente conhecedor do corpo humano. Todas as células e tecidos, órgãos e sistemas, foram arquitetados por Ele, e Ele entende e conhece a sua criação melhor do que todos.

Que médico mais excelente poderia existir?
Deus é o primeiro cirurgião da história. A primeira operação? Uma toracoplastia, quando Deus retirou uma das costelas de Adão e dela formou a mulher.

Ele também é o primeiro Anestesista, porque antes de retirar aquela costela fez um profundo sono cair sobre o homem.

Deus é o melhor Obstetra especialista em fertilização que já existiu! Pois concedeu filhos a Sara, uma mulher que além de estéril, já estava na menopausa havia muito tempo!

Jesus, o filho de Deus, que com Ele é um só, é o primeiro pediatra da história, pois disse: “Deixem vir a mim as crianças, porque delas é o reino de Deus!”

Ele também é o maior reumatologista, pois curou um homem que tinha uma mão ressequida, ou, tecnicamente uma osteoartrite das articulações interfalangeanas.

Jesus é o primeiro oftalmologista, relatou em Jerusalém, o primeiro caso de cura em dois cegos de nascença.

Ele também é o primeiro emergencista a realizar, literalmente, uma ressuscitação cardio-pulmonar bem sucedida, quando usou como desfibrilador as suas palavras ao dizer: “Lázaro, vem para fora!”, e pelo poder delas, ressuscitou seu amigo que já havia falecido havia 4 dias.

Ele é o melhor otorrinolaringologista, pois devolveu a audição a um surdo. Seu tratamento? O poder de seu amor.

Jesus também é o maior psiquiatra da história, há mais de 2 mil anos curou um jovem com graves distúrbios do pensamento e do comportamento!

Deus também é o melhor ortopedista que já existiu, pois juntou um monte de ossos secos em novas articulações e deles fez um grande exército de homens. Sem contar quando ele disse a um homem coxo: “Levanta, toma a tua maca e anda!”, e o homem andou! O tratamento ortopédico de quadril mais efetivo já relatado na história!

A primeira evidência científica sobre a hanseníase está na Bíblia! E Jesus é o dermatologista mais sábio da história, pois curou instantaneamente 10 homens que sofriam desta doença.

Ele também é o primeiro hematologista, pois com apenas um toque curou a coagulopatia de uma mulher que sofria de hemorragia havia mais de 12 anos e que tinha gastado todo o seu dinheiro com outros médicos em tratamentos sem sucesso.

Jesus é ainda, o maior doador de sangue do mundo. Seu tipo sanguíneo? O negativo, ou, doador universal, pois nesta transfusão, Ele, ofereceu o seu próprio sangue, o sangue de um homem sem pecado algum, por todas as pessoas que tinham sobre si a condenação de seus erros, e assim, através da sua morte na cruz e de sua ressurreição, deu a todos os que o recebem, o poder de se tornarem filhos de Deus! E para ter este grande presente, que é a salvação, não é necessário FAZER nada, apenas crer e receber!

O bom médico é aquele que dá a sua vida pelos seus pacientes! Ele fez isso por nós!

Ele é um médico que não cobra pelos seus serviços, porque o presente GRATUITO de Deus é a vida eterna!

No seu consultório não há filas, não é necessário marcar consulta e nem esperar para ser atendido, pelo contrário, Ele já está à porta e bate, e aquele que abrir a seu coração para Ele, Ele entrará e fará uma grande festa! Não é necessário ter plano de saúde ou convênio, basta você querer e pedir! O tratamento que ele oferece é mais do que a cura de uma doença física, é uma vida de paz e alegria aqui na terra e mais uma eternidade inteira ao seu lado no céu!

O médico dos médicos está convidando você hoje para se tornar um paciente dele, e receber esta salvação e constatar que o tratamento que Ele oferece é exatamente o que você precisa para viver!

Ele é o único caminho, a verdade e a vida. Ninguém pode ir até Deus a não ser por Ele.

Seu nome é Jesus. Glórias a Deus!

Mensagem lida na formatura do Curso de Medicina da PUC-PR /2010 / Ministério Palavra da Verdade

Por Litrazini


Graça e Paz

sábado, 20 de fevereiro de 2016

REFÚGIO

“Porém o profeta Gade disse a Davi: Não fiques neste lugar seguro; vai e entra na terra de Judá. Então, Davi saiu e foi para o bosque de Horete” – (1 Samuel 22. 5)

No presente século em que vivemos os tempos não estão fáceis, assaltos, roubos, assassinatos, furtos, a humanidade avança em passos largos para a queda e destruição. Em nossos dias, é comum vermos empresários, artistas, esportistas, famosos em geral e tantas outras pessoas que aos olhos da mídia são importantes andarem com seguranças, em alguns casos é essencial a presença desses profissionais. Na maioria das vezes, eles são pessoas fortes, instruídos em defesa pessoal, pessoas fortemente treinadas para trazer segurança a alguém.

Davi ainda jovem, não era rei. E nesta ocasião a situação não poderia, ser pior Davi não está mais no palácio, está foragido na caverna de Adulão (1 Samuel 22. 1). Davi teve de fugir para que Saul não o matasse, e o único refúgio que ele achou foi este: uma caverna.

Em que ou quem você busca refúgio? Quem sabe se sinta seguro com uma conta bancária gorda, com familiares e amigos que te apoiem, com uma esposa piedosa, quem sabe você se sinta seguro com uma casa bem protegida cheia de câmeras de vigilância, alarmes e outros aparatos, quem sabe seu refúgio seja um ministério bem alicerçado.

Diga-me então o que vai te proteger do diabo? Da morte? Será que um segurança particular vai te proteger de um ataque cardíaco fulminante? De uma separação dolorosa? Sim vai doer, já doeu em mim, já doeu em Davi. Não se culpe, Ele também procurou fazer o mesmo. Ele procurou refúgio em alicerces terrenos, uma cidade altamente protegida, Davi vai para Mispa, uma cidade fortemente protegida e leva seus pais.

“Dali passou Davi a Mispa de Moabe e disse ao seu rei: Deixa estar meu pai e minha mãe convosco, até que eu saiba o que Deus há de fazer de mim” – (1 Samuel 22. 3)

Para quem é guiado pelo Senhor é comum não saber para onde está indo, mas não é comum se desesperar com isso. Aqueles que andam debaixo da vontade de Deus estão ou devem estar acostumados a não saber para onde está indo, mas acontece que nessas horas o medo bate no coração, o desespero chega. O que fazer então? E então a voz de Deus se manifesta através do profeta Gade:

“Porém o profeta Gade disse a Davi: Não fiques neste lugar seguro; vai e entra na terra de Judá. Então, Davi saiu e foi para o bosque de Horete” – (1 Samuel 22. 5)

Conseguiu compreender esta ordem? Ao lermos as primeiras vezes, parece uma grande contradição. Como é Deus? O Senhor está me mandando sair deste lugar Seguro? Quer que eu saia desta cidade altamente protegida? Seguro para quem Davi? Para você? Porque ir justamente para o lugar que querem minha morte?

Ele diz diretamente: “Vai e entra na terra de Judá”. Judá fazia parte dos domínios do rei Saul, de todos os lugares que Davi tinha ido, este era o lugar que teoricamente ele estaria mais vulnerável, mas na realidade não estava.

Na nossa fraca mentalidade procuramos refúgios em muitas coisas dessa terra, mas acontece que o significado de refúgio para nós, é diferente no dicionário de Deus.

Encontrar refúgio em uma cidade fortemente armada é muito fácil, difícil é encontrá-lo na terra de Judá, difícil é encontrar refúgio aonde te perseguem, te caluniam, aonde não existem amigos, câmeras de segurança, aonde não existem guarda-costas; Difícil é encontrar refúgio em um deserto, em uma floresta, isolado, sem ninguém para proteger ou consolar. Não é fácil, mas é possível. Davi estava sendo caçado para ser morto e Deus o manda para a boca do leão? Isso ai!

Vai para Judá Davi, tá com Deus tá seguro! Quando você está com Deus não importa o lugar que você esteja, você continua seguro; não importa quantos procuram a sua morte, você continua seguro. Em Deus possuímos a verdadeira segurança.

O homem natural busca refúgio em uma cidade, em guarda-costas, em coisas dessa terra, mas o homem espiritual busca refúgio no Senhor. Volte para Judá Davi! Para lá mesmo. Davi achou que na caverna de Adulão poderia ter segurança, achou que em Mispa acharia refúgio, mas ele estava errado. Não importa o lugar que você está, se Deus estiver com você, tenha certeza que estará seguro.

Somente em Deus temos segurança, somente em Deus temos refúgio, somente em Deus temos paz, Somente em Deus temos salvação. Agora parece que Davi se parece mais conosco né?

Olhe para o seu medo e você ficará perdido, portanto, olhe para Jesus, olhe para o calvário, olhe para a cruz vazia, para as feridas nas mãos, foi por você! Quando se entregares completamente ao Senhor, todos os medos desaparecerão, e mesmo que sinta medo, Ele será o seu refúgio.

Samuel Segantine Ribeiro

Por Litrazini


Graça e Paz