terça-feira, 26 de abril de 2016

FOCO NO TEMPLO

O TEMPLO é a casa onde a igreja se reúne para adorar a Deus, porém, essa adoração pode acontecer em qualquer lugar. Onde o povo de Deus estiver - à sombra de uma árvore, nas praças, ou em outro qualquer lugar - ali está a IGREJA DE CRISTO JESUS, que disse:"ONDE ESTIVEREM DOIS OU TRÊS REUNIDOS EM MEU NOME, AÍ ESTOU NO MEIO DELES" (Mt 18.20).

Com esta afirmação, o Filho, Jesus, se declara onipresente e, portanto, DIVINO, visto que somente DEUS possui o atributo da onipresença (está presente em todos os lugares), bem como da onipotência (todo-poderoso) e da onisciência (sabe tudo).

Feitas essas considerações, digo que não devemos concentrar, mais do que o devido, nossas atenções no TEMPLO. É possível que haja quem em vez de ADORAR no templo, adoram o templo.

A samaritana disse a Jesus: "Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizes que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar?". Disse-lhe Jesus: "Mulher, crê-me que a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Mas, a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito,e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade" (João 4.20-24).

Não há demérito em mantermos nossos templos bem iluminados, com um bom serviço de som, cadeiras confortáveis, boa ventilação ou uma central de ar condicionado - tudo isso é válido, mas devemos pensar que a maioria dos necessitados de água viva está nas ruas, distante do templo. Se os sedentos não procuram o templo para ouvir a Verdade, procuremo-los nas ruas, nas praças, em suas casas.

Jesus não ficou confinado em Nazaré. Ele cumpriu com muito empenho sua primordial missão: LIBERTAR OS CATIVOS (Lc 4.18). Os cativos, carentes de Luz, não estavam nos templos. Ele Não esperou pelos pecadores; foi ao encontro deles. É exemplo seu interesse em visitar ZAQUEU, um cobrador de imposto odiado por muitos, confessadamente desonesto. 

Não fiquemos, pois, confinados no templo, envolvidos na administração das reuniões diárias e nos serviços burocráticos, esquecidos de que os sedentos estão distantes.

Autoria: Pr. Airton Evangelista da Costa

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário