sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

CINCO PASSOS PARA UMA VIDA DE ORAÇÃO EFICAZ

A oração é o elemento central da vida cristã. Mas com tantas atividades, como a escola, faculdade e até mesmo trabalhos da igreja, nosso tempo para falar com Deus pode ir diminuindo. e por isso você pode se sentir vazio ou como se estivesse falando para o silêncio.

Dessa forma, ficamos desanimados e podemos até parar de orar. Para o pastor Tim Keller, devemos entender, no entanto, que Deus está sempre acessível para nós. Podemos comungar com Ele, e é uma honra fazer isso. Então, como podemos desenvolver uma vida de oração mais eficaz? Tim destaca cinco preciosos passos.

01. EVOCAÇÃO
Evocar significa “trazer à mente”, embora também possa ser interpretado como “pedindo a Deus”. Keller diz que há quase uma “concordância universal de que a oração deve ser iniciada evocando a Deus”. Pense antes de orar.

02. MEDITAÇÃO
Para responder a Deus em oração, devemos ouvir a Sua Palavra. Isso significa separar um tempo para meditar em alguma parte da Bíblia como uma ponte para a oração. A meditação é uma forma de reflexão e auto-comunhão. Leia a bíblia e medite nela como uma maneira de abastecer seu coração e de se preparar para a oração.

03. ORE A PALAVRA DE DEUS
O reformador Lutero fazia isso, um passo que é muitas vezes esquecido. Depois de meditar nas Escrituras, Lutero levava um tempo para "orar o texto" antes de passar para uma oração mais livre. Você pode orar parafraseando cada versículo com suas próprias palavras, preenchendo-o com as preocupações de seu coração nesse dia. Keller recomenda que façamos isso pelo menos uma vez por semana.

04. ORAÇÃO LIVRE
A oração livre, como Keller explica, significa simplesmente derramar seu coração diante do Senhor em oração, e é onde nós trazemos todas as súplicas, petições, listas de oração e qualquer coisa em nosso coração que queremos ou precisamos. É a oração com a qual provavelmente estamos mais familiarizados.

De fato, Deus é nosso Pai e nós somos seus filhos e Ele adora quando pedimos coisas. Mas, este tipo de oração pode se tornar um padrão único, como uma lista de mercearia. Procure elevar cada causa a Deus com o raciocínio teológico e o auto-exame.

05. CONTEMPLAÇÃO
Keller aponta para Jonathan Edwards, que por sua vez aponta para o Senhor: "Edwards descreveu a contemplação como momentos em que não apenas sabemos que Deus é santo, mas também quando sentimos – vemos e ouvimos e provamos - que Ele é santo. De qualquer maneira, a oração é sempre reforçada quando terminamos com louvor e contemplação”.

“Por fim, não se intimide com esses planos”, acrescenta Keller no final. Ele termina dizendo: "Siga os passos sem sentir a necessidade de fazer todas as propostas específicas ou de responder a todas as perguntas. A oração vai crescer e atrair você".

Fonte: Guiame, com informações do site Hello Christian

Por Litrazini

Graça e Paz 

Nenhum comentário:

Postar um comentário