domingo, 19 de março de 2017

A PALAVRA ETERNA


No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus… E o Verbo se fez carne e habitou entre nós (João 1:1 e 14).

Porque nós seres humanos somos limitados ao tempo e espaço, temos dificuldade de pensar na eternidade passada.

Mas antes de qualquer início, por mais distante que tenha sido, o Senhor Jesus Cristo era o Filho de Deus.

O “Verbo”, como Ele é chamado em nossos versículos acima, nunca teve qualquer começo. Mas o que devemos entender por este título?

Assim como nós expressamos nossos pensamentos por meio das palavras que falamos, do mesmo modo Cristo, como a Palavra, é a perfeita revelação de Deus, e esta Palavra eterna fez-se Homem.

Ele, que não teve começo, adentrou na limitação do tempo e lugar e tornou-Se um verdadeiro ser humano, a fim de revelar Deus na terra. Em tudo o que o Senhor Jesus disse e fez, podemos saber quem é Deus.

Ora, o Senhor não só manifestou as características essenciais de Deus, Ele também realizou Seu plano de redenção.

Sua vida perfeita, Sua morte vicária e Sua gloriosa ressurreição abre o caminho para Deus a cada crente.

Ele podia, portanto, dizer aos Seus discípulos: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14:6). E referente a vida: “E a vida eterna é esta: que conheçam a ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste”(João 17:3).

Para que possamos chegar a um melhor entendimento dEle, Deus nos deu a Sua Palavra, a Bíblia. O Antigo Testamento é rico em tipos dEle, enquanto o Novo Testamento nos mostra Sua vida e os resultados de Sua morte expiatória e Sua ressurreição.

Extraído do Devocional Boa Semente

Por Litrazini
Graça e Paz 

Nenhum comentário:

Postar um comentário