quinta-feira, 22 de junho de 2017

JESUS CURA A SUA ‘LEPRA’

“E, descendo ele do monte, seguiu-o uma grande multidão. E, eis que veio um leproso, e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo. E Jesus, estendendo a mão, tocou-o…” Mateus 8.1-3.

Como Deus ama cada um de nós sem interesse!  Esse texto nos dá uma grande demonstração da preocupação do Senhor conosco.

Nos dias que Jesus chegou nessa terra, o judeu estava sem sonhos, sem perspectivas de vida, estava muito pra baixo e isso se devia como resultado de uma vida debaixo de um jugo politico de Roma.

O povo de Israel é um povo altivo, mas, naquelas circunstâncias eles estavam sem esperança, tristes, subjugados pelo Império Romano. O povo judeu esperava um libertador!

E o texto diz que Jesus subiu naquelas montanhas (Monte das Bem Aventuranças) e pregou: “Feliz o homem que perdoa, que não massacra os outros…” Esse discurso estava na contramão do que o judeu queria ouvir e Jesus pregou o AMOR.

A nação, os sacerdotes rejeitaram a Cristo, porque eles queriam libertação dos romanos.  Eles não queriam perdoar  Pilatos, Herodes, e Jesus diz que era para amá-los. Por isso, Ele enfrentou uma resistência muito grande do povo judeu que O pregou na cruz. Foi o Judeu que matou Jesus!

O mesmo povo que queria coroar Jesus rei, foi o mesmo que gritou crucifica. A voz do povo não é a voz de Deus.

Quando Jesus desceu do monte, grandes multidões passaram a segui-lo e um leproso que vivia isolado, porque a lepra além de ser uma doença terrível, é contagiosa. (O leproso naquela época era isolado por causa do contágio e também porque era considerado maldito), se aproximou de Jesus – Cristo era acessível, todos que desejavam chegar perto dele, conseguiam.

O leproso chegou perto dEle e O adorou.  Nem no templo um leproso poderia entrar. Naquela época, se um leproso entrasse na sua casa, você seria amaldiçoado.

O leproso disse a Jesus: “Se o Senhor quiser, podes purificar-me!” Se você quiser, Jesus muda sua vida para melhor! Se Jesus quiser, Ele transforma sua vida totalmente, basta uma palavra! Clame por Ele!

Jesus não só estendeu a mão, mas como tocou no leproso!  Na ótica humana tocar em um leproso,  é ser infectado pela enfermidade. Mas com Jesus é diferente, a limpeza dEle que  passa pra gente, o poder dEle que passa pra gente.

Tem muitos tipos de ‘lepra’: do orgulho, da inveja, da falsidade, da perniciosidade…  Jesus se incomodou com o isolamento do leproso.

Jesus sarou esse homem tirando dele o complexo, a vergonha. Jesus tocou nesse homem para mostrar que o que o homem fala é inferior ao que Deus fala.

Logo em seguida, um oficial Romano, se ajoelha diante de Jesus e o implora que cure seu criado. Precisamos chegar diante de Deus com humildade.  Todas às vezes que somos humildes, Deus se revela a nós.

“E, entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe, E dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa, paralítico, e violentamente atormentado. E Jesus lhe disse: Eu irei, e lhe darei saúde. E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar.  Pois também eu sou homem sob autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu criado: Faze isto, e ele o faz. E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.” Mateus 8.5-10.

E o servo daquele centurião foi curado e ele ouviu Jesus dizer: “Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé…”

Pr. Jorge Linhares

Por Litrazini

Graça e Paz

quarta-feira, 21 de junho de 2017

A BENÇÃO NÃO PRECISA ACABAR

Deuteronômio 6.4-25
4 Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR.
5 Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força.
6 Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração;
7 tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.
8 Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos.
9 E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas.
10 Havendo-te, pois, o SENHOR, teu Deus, introduzido na terra que, sob juramento, prometeu a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó, te daria, grandes e boas cidades, que tu não edificaste;
11 e casas cheias de tudo o que é bom, casas que não encheste; e poços abertos, que não abriste; vinhais e olivais, que não plantaste; e, quando comeres e te fartares,
12 guarda-te, para que não esqueças o SENHOR, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão.
13 O SENHOR, teu Deus, temerás, a ele servirás, e, pelo seu nome, jurarás.
14 Não seguirás outros deuses, nenhum dos deuses dos povos que houver à roda de ti,
15 porque o SENHOR, teu Deus, é Deus zeloso no meio de ti, para que a ira do SENHOR, teu Deus, se não acenda contra ti e te destrua de sobre a face da terra.
16 Não tentarás o SENHOR, teu Deus, como o tentaste em Massá.
17 Diligentemente, guardarás os mandamentos do SENHOR, teu Deus, e os seus testemunhos, e os seus estatutos que te ordenou.
18 Farás o que é reto e bom aos olhos do SENHOR, para que bem te suceda, e entres, e possuas a boa terra a qual o SENHOR, sob juramento, prometeu dar a teus pais,
19 lançando todos os teus inimigos de diante de ti, como o SENHOR tem dito.
20 Quando teu filho, no futuro, te perguntar, dizendo: Que significam os testemunhos, e estatutos, e juízos que o SENHOR, nosso Deus, vos ordenou?
21 Então, dirás a teu filho: Éramos servos de Faraó, no Egito; porém o SENHOR de lá nos tirou com poderosa mão.
22 Aos nossos olhos fez o SENHOR sinais e maravilhas, grandes e terríveis, contra o Egito e contra Faraó e toda a sua casa;
23 e dali nos tirou, para nos levar e nos dar a terra que sob juramento prometeu a nossos pais.
24 O SENHOR nos ordenou cumpríssemos todos estes estatutos e temêssemos o SENHOR, nosso Deus, para o nosso perpétuo bem, para nos guardar em vida, como tem feito até hoje.
25 Será por nós justiça, quando tivermos cuidado de cumprir todos estes mandamentos perante o SENHOR, nosso Deus, como nos tem 

Discurso que Moises fez quando o povo de Israel estava no território de Moabe, lado leste do Rio Jordão pronto para entrar na terra prometida depois de 40 anos no deserto.

Uma das maiores verdades deste texto bíblico é que A BENÇÃO NA VIDA DO CRISTÃO NÃO PRECISA ACABAR!

Mas isso depende de nós e não de Deus.  A Bíblia diz que há três CONDIÇÕES para que a benção não acabe:

ENQUANTO HOUVER AMOR - v. 4-9
Amor a Deus, de todo o coração - v. 4,5; Amor à Sua Palavra - v. 6-9
a) Ensiná-la aos filhos
b) Falar dela em casa
c) Falar dela na rua
d) Andar com ela nas mãos
e) Decorá-la

ENQUANTO HOUVER GRATIDÃO - v. 10-12
Gratidão por haver Deus te in//troduzido na terra da promessa - v.10ª
Gratidão pelas riquezas que Deus te deu - v. 10b-11 - Boas cidades, que não edificaste, casas cheias de todo o bem, as quais tu não encheste, poços cavados, que tu não cavaste, vinhas e olivais, que tu não plantaste.
Gratidão por sua salvação - v.12

ENQUANTO HOUVER COMPROMISSO - v. 13-25
Compromisso do Homem com Deus; Temor, serviço e honra - v. 13; Fidelidade - v. 14-15; Respeito - v. 16; Diligência - v. 17; Retidão - v.18-19
Compromisso do Homem com a educação religiosa de seus filhos. Saber responder as questões naturais de seus filhos  v. 20-24. Éramos escravos, porém, o Senhor, com mão forte, nos libertou.

Os mandamentos do Senhor são para nosso bem (o "não" do mundo é proibição; o "não" de Deus é proteção). Cumprir seus mandamentos será justiça para nós.

Deus lhe permite viver rodeado de bens e alegrias, mas a continuidade dessas bênçãos depende de três condições: Enquanto houver amor; Enquanto houver gratidão; Enquanto houver compromisso.

Transcrito por Litrazini

Graça e Paz

terça-feira, 20 de junho de 2017

CRESCE O NÚMERO DE CRISTÃOS INFLUENCIADOS PELA NOVA ERA E ISLAMISMO

Será que o irmão que senta do seu lado, no culto, está preso às ideias da Nova Era? Será que seu pastor têm abordado uma “nova espiritualidade” nas pregações? É bem provável que você esteja acreditando em uma nova mentira e isso é um verdadeiro perigo. A escritora cristã Jennifer LeClaire alertou seus leitores sobre o perigo de abraçar ideologias nada bíblicas.

“Fiquei simplesmente chocada ao ler os resultados de um novo estudo da Barna (grupo de pesquisas religiosas), mostrando que apenas 17% dos cristãos consideram sua fé importante e frequentam regularmente a igreja, além de ter uma visão bíblica do mundo. Mas eu também estava consternada com as revelações que eu li depois, no relatório”, comentou ela.

“Em poucas palavras, a Barna mostrou que muitos cristãos estão fortemente de acordo com visões do mundo que competem com os ensinamentos bíblicos. Em outras palavras, muitos cristãos estão crendo em mentiras”, alertou. Os dados a seguir podem ser perturbadores.

38% dos crentes são simpatizantes com alguns ensinamentos muçulmanos
61% concordam com ideias da Nova Era
54% abraçam ideologias pós-modernas
36% aceitam ideias associadas ao marxismo
29% acreditam em ideias baseadas no secularism

Jennifer ainda comenta outros dados que também são importantes para compreender melhor esse cenário. A pesquisa aponta que os chamados Geração Y (geração nascida a partir do início dos anos 80) são os mais propensos a cair nessas armadilhas. Os homens são mais propensos a acreditar do que as mulheres. As pessoas que moram em áreas urbanas são mais propensas a tropeçar nessas mentiras do que os moradores das áreas suburbanas ou rurais.

DOUTRINAS DE DEMÔNIOS
Jennifer não fica apenas na pesquisa, mas também se baseia na Palavra de Deus. Ela cita a passagem de 1 Timóteo 4: 1-3, que diz: “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças”.

Ela comenta: “Alguns realmente se afastaram da fé porque se envolveram com espíritos enganadores e abraçaram doutrinas de demônios. Nós testemunhamos mais de um homem de Deus com uma grande plataforma de ministério se dobrar a doutrinas como o universalismo, enganando e sendo enganado com esta heresia mortal”, alertou.

“Apesar de muitos na igreja estarem erguendo sua voz contra os ensinamentos heréticos, esses ministros enganados se apegam à sua doutrina demoníaca.

Também vimos pastores famosos falarem mentiras que deixaram muitos feridos e desiludidos. E ainda assim eles permanecem adorados em mega-igrejas. Claramente, a consciência de alguns líderes influentes da igreja já foi queimada. Alguns se tornaram cegos”, escreveu.

“Além do universalismo, há o evangelho da prosperidade que só demonstra um lado da cruz. É uma mensagem que perverte o Evangelho. São fábulas. Billy Graham lotava estádios com sua ousada pregação sobre temas como o inferno e a santidade. Hoje, os pregadores preenchem estádios para ouvir uma mensagem motivacional seguida por um chamado para dar dinheiro”, concluiu.

Fonte: Guiame, com informações do Charisma News

Por Litrazini

Graça e Paz

segunda-feira, 19 de junho de 2017

POR QUE DEUS PERMITE QUE PESSOAS INOCENTES SOFRAM?

Esta é uma das questões mais difíceis para um cristão responder. O “problema da dor”, como o famoso estudioso cristão C.S. Lewis uma vez chamou, é a arma mais poderosa do ateísmo contra a fé cristã. Toda a ciência verdadeira e a História, se bem entendidas, apoiam a existência de Deus. Esta evidência é tão forte como o que diz a Bíblia: “Diz o néscio no seu coração: Não há Deus”(Salmo 14.1).

Muitos ateus, portanto, sem qualquer evidência objetiva sobre em quê basear sua fé na inexistência de Deus, finalmente recorrem a objeções filosóficas. E o problema do sofrimento é a maior delas. Dizem: “como pode um Deus de amor permitir coisas como guerras, doenças, dor e morte em seu mundo, especialmente quando seus efeitos são frequentemente mais intensos contra pessoas que são aparentemente inocentes? Ou Ele não é um Deus de amor e é indiferente ao sofrimento humano, ou não é um Deus de poder e é inútil para fazer algo a respeito. Em qualquer dos casos, o Deus da Bíblia, que é supostamente um Deus de poder absoluto e de amor perfeito, se transforma num anacronismo impossível”.

Esta é uma grande dificuldade, porém o ateísmo, certamente, não é a solução, e tampouco o agnosticismo. Mesmo havendo muita coisa má no mundo, existem muito mais coisas boas. Isto é provado pelo fato de que as pessoas normalmente tentam agarrar-se à vida o quanto podem. Além disso, todos reconhecem instintivamente a superioridade do “bem” contra o mal”.

Precisamos reconhecer, também, que as nossas próprias mentes foram criadas por Deus. Nós só podemos usá-las até onde Ele nos permite. É, portanto, altamente presunçoso de nossa parte usá-las para questionar a Ele e aos seus motivos:

“Não fará justiça o juiz de toda a terra?” (Gênesis 18.25).
“Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?” (Romanos 9.20).

Não somos nós que traçamos o padrão do que é certo, mas apenas o Criador de tudo. Precisamos ter em nossas mentes e corações, que quer entendamos ou não, tudo o que Deus faz é, por definição, certo.

Tendo aceitado isto pela fé, somos libertos para pensar como podemos crescer espiritualmente com os sofrimentos e bênçãos da vida. Ao considerarmos tais assuntos, é útil guardar em nossas mentes as grandes verdades da Bíblia, tais como: “De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados. Esquadrinhemos os nossos caminhos, e provemo-los, e voltemos para o SENHOR” (Lamentações 3.39-40).

É bom lembrar que não há nenhum justo (Romanos 3.9-10). Cristo veio para salvar o pecador (Lucas 19.10) porque todos pecaram (Romanos 5.23) e o mundo ficou sob maldição (Romanos 5.12 e 8.21-22). Cristo morreu por nós (Romanos 5.8) e nos promete o céu, onde definitivamente todo mal será banido (Apocalipse 21.1). Um dia todo mal terá fim (Apocalipse 21.4).

Pr. Natanael Rinaldi

Por Litrazini

Graça e Paz

domingo, 18 de junho de 2017

NÃO SOMOS MAIS ESCRAVOS, O REINADO DO PECADO ACABOU!

“Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões” (Rm 6.12).
Todo aquele que pratica o pecado é escravo do pecado. O pecado é um rei que governa a vida de todo aquele que ainda não nasceu de novo. O homem não regenerado é um servo desse tirano. O pecado é um rei cruel, que coloca seus súditos debaixo de suas botas sujas. O homem nasce escravo desse carrasco impiedoso. Vive debaixo de sua ditadura implacável. Nenhum escravo pode libertar a si mesmo dessa escravidão.

Deus, porém, por meio de Cristo, nos libertou do poder do pecado (Rm 6.1-5). Onde o pecado abundou, superabundou a graça. Por ser a graça maior do que o nosso pecado, entretanto, ela não é um incentivo ao pecado. Ao contrário, não podemos viver no pecado, nós os que para ele já morremos.

Estamos unidos com Cristo em sua morte, sepultamento e ressurreição. Morremos com ele, fomos sepultados com ele e ressuscitamos com ele. Estamos nele. Essa união com Cristo, destronou o pecado em nossa vida. Esse rei tirano perdeu seu poder sobre nós. Agora, somos livres do pecado e não mais escravos dele. O apóstolo Paulo, usa três argumentos para nos levar à essa gloriosa conclusão:
EM PRIMEIRO LUGAR, NÓS DEVEMOS SABER (Rm 6.6-10).
O que nós devemos saber? Devemos saber que já foi crucificado com Cristo o nosso velho homem. Fomos sepultados com ele e ressuscitamos com ele para uma nova vida. Portanto, não precisamos mais servir o pecado como escravos. O pecado não é mais nosso patrão. Sua coroa foi tirada. Ele não é mais nosso rei.

Não precisamos mais nos ajoelhar a seus pés para obedecer suas ordens. Fomos libertos dessa escravidão. O pecado foi destronado de nossa vida. Outrora, sob a lei, o pecado nos dominava, mas agora, sob a graça, somos livres!

​EM SEGUNDO LUGAR, NÓS DEVEMOS CONSIDERAR(Rm 6.11).
Aquele que morreu com Cristo deve se considerar morto para o pecado. Deve andar com a certidão de óbito no bolso. Um morto não obedece o pecado, o seu antigo rei. Foi liberto do jugo. Assim, devemos nos considerar mortos para esse rei tirano. Seu governo cruel sobre nós acabou. Seu domínio opressor chegou ao fim. Não estamos mais com uma coleira no pescoço.

O pecado não manda mais em nós. Agora, devemos nos considerar vivos para Deus. Temos um novo rei. Somos servos da justiça. Fomos libertos da casa do valente, do império das trevas, da tirania do diabo, do reinado do pecado. Estamos sob as ordens de um novo Senhor, aquele que morreu por nós e ressuscitou para nos libertar da escravidão do pecado.

​EM TERCEIRO LUGAR, NÓS DEVEMOS OFERECER (Rm 6.12-14).
Quando sabemos que fomos crucificados, sepultados e ressuscitados com Cristo. Quando nos consideramos mortos para o pecado, então, podemos dizer ao pecado: Agora você não reina mais sobre nós. Agora não obedecemos mais às paixões carnais. Agora não oferecemos mais os membros do nosso corpo ao pecado, como instrumentos de iniquidade. Pelo contrário, agora oferecemos a nós mesmos a Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os nossos membros a Deus como instrumentos de justiça.

Não estamos mais debaixo da lei, mas vivemos no reinado da graça. O poder da nova vida não vem mais do nosso inútil esforço, mas sim, de Cristo. Morremos com ele, ressuscitamos com ele. Vivemos nele. Dele nos vem o poder para uma nova vida. Ele é o nosso libertador. Foi ele quem quebrou o poder do pecado em nossa vida. Foi ele quem arrancou a coroa do pecado e destronou-o da nossa vida. Ele é o nosso Rei e o seu reino é o reino da graça.

Agora, somos livres, verdadeiramente livres. Nele temos vida, e vida em abundância. Outrora, vivíamos debaixo de amarga escravidão, rendidos ao pecado. Agora, livremente oferecemo-nos a Deus. Outrora, caminhávamos com uma coleira no pescoço, para uma condenação eterna. Agora, cheios de contentamento e gozo, marchamos para o céu!

Hernandes Dias Lopes

Por Litrazini

Graça e Paz

sábado, 17 de junho de 2017

QUAL O SEU CHAMADO?

"Ide por todo o mundo e pregai o evangelho de Cristo!" Este é o chamado de todo cristão! A partir do momento em que você confessa Cristo como Senhor e Salvador você pode e deve cumprir o “Ide”. Mas como?

Muitos cristãos acham que para fazer “missões” precisam deixar tudo e todos e pregar o evangelho em outra nação, num mundo muito distante da sua realidade atual, mas não é isso! é possível ser missionário na sua casa, na rua, no seu trabalho e inclusive nas redes sociais. Você só precisa saber de Deus qual é o seu chamado!

Uma coisa é fato: A seara é grande e poucos são os ceifeiros, e isso porque muitos querem fazer as mesmas coisas (geralmente as obras em que possam se “destacar”). Aí sobra de um lado e falta de outro, mas para cada um, Deus tem um chamado diferente, tanto na Igreja como fora dela. "Uns são chamados para pastores outros para mestres, etc".

Seu chamado pode ser ficar em casa cuidando bem dos seus filhos para que um dia eles possam se tornar pastores e missionários pelo mundo. Ou talvez seja, por meio do exercício da sua própria profissão e influência que exerce na sociedade em que vive.

Existem muito mais empresas no mundo do que igrejas! então hoje a seara é realmente muito grande e poucos são os ceifeiros que estão dispostos a servir. O mundo precisa ver a diferença de quem serve e quem não serve ao Senhor!

Para isso temos que “Fazer a diferença”! Se você é chefe seja um bom líder! Se é subordinado seja obediente, pois toda autoridade é constituída por Deus! E Ele te abençoa pela sua obediência.

Você pode impactar muitas vidas com a sua arte, música, com a moda e até sendo um influenciador digital para disseminar a cultura do reino dos céus e o estilo de vida e valores cristãos para jovens.

Mas antes de tudo, você precisa buscar de Deus a resposta sobre o seu chamado. E se você já sabe qual o seu chamado, o que tem feito com relação a ele? Você tem cumprido o seu chamado ou fugido como Jonas?

Acredito em uma triologia composta pelos dois primeiros mandamentos e o ide de Cristo:
- Amar a Deus sob todas as coisas! Mais do que a sua família e profissão
- Amar ao próximo como a ti mesmo
- Ide e pregai o evangelho para toda criatura!

Muitas pessoas, situações e principalmente decisões, podem atrasar o seu chamado, então desde a escolha da sua profissão, emprego, até a escolha da pessoa com quem você vai se casar, tudo deve ter a direção de Deus! Porém, nem mesmo seus pais, marido ou esposa, podem te ajudar com relação ao seu chamado. É algo individual assim como a nossa salvação. Não é possível terceirizar o seu chamado!

Os planos de Deus são muito maiores do que os nossos e não se pautam pelas condições da economia, política ou mercado. Se Deus quiser te abençoar com o seu chamado / profissão, Ele fará isso mesmo em tempos de crise!

Fernanda Thomaz

Por Litrazini
Graça e Paz


sexta-feira, 16 de junho de 2017

O DIABO USA A DÚVIDA PARA NOS IMPEDIR DE DESFRUTAR DA VIDA COM DEUS

Uma vez que a vontade de uma pessoa é renovada pela Palavra de Deus [...] ela se torna muito perigosa para Satanás e seu reino de trevas.

"Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente. Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome'. (Salmos 91: 13-14)",

Cada ser humano foi criado por Deus, porém com livre arbítrio - o que possibilita a tomada de decisões que vão contra ou favor à vontade dEle. Deus criou cada um de nós com livre arbítrio. Isso nos dá a capacidade de fazer nossas próprias decisões, além da influência externa", continuou.

Uma das principais influências externas é o próprio diabo, que tenta impedir o avanço dos planos de Deus na vida das pessoas. "Satanás tenta nos forçar a fazer coisas, impondo uma pressão externa sobre nós, mas Deus tenta nos guiar pelo Seu Espírito Santo.

Nós somos realmente criaturas complexas. Nossa mente pode pensar uma coisa, enquanto nossas emoções querem algo mais e nossa vontade certamente parece ter vida própria.

A renovação da mente humana pela Palavra de Deus pode se tornar uma arma poderosa contra o inimigo. Uma vez que a vontade de uma pessoa é renovada pela Palavra de Deus e ela sabe o suficiente para escolher o bem sobre o mal, ela se torna muito perigosa para Satanás e seu reino de trevas.

A pessoa renovada pode anular todas as coisas negativas que Satanás planejou, exercitando sua força de vontade para concordar com Deus e Sua Palavra.

A dúvida pode se tornar um artifício nas mãos do diabo para tentar impedir que o cristão desfrute de uma vida plena com Deus e expôs uma breve oração, agradecendo pela renovação da mente, promovida pelo Espírito Santo nos cristãos que O buscam.

Descobri que a dúvida é um pensamento plantado na nossa cabeça pelo diabo. Ele usa isso para nos impedir de desfrutar da nossa vida e crescer nos bons planos de Deus para nós.

"Senhor, obrigado pelo poder de Sua Palavra e por renovar a minha mente. Eu escolho ficar com Sua verdade e superar a escuridão que me rodeia. Amém",

Joyce Meyer

Por Litrazini
Graça e Paz


quinta-feira, 15 de junho de 2017

A BATALHA DE UM VENCEDOR

E, desde os dias de João o Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele. Mateus 11:12

É maravilhoso o quanto a bíblia é eficaz, isto é, ela possui tremendo poder além do nosso alcance, é qualitativa para produzir os resultados favoráveis, ela alcança o projeto que foi planejado, traz a meta com perfeição, torna real o que esta invisível e realiza tudo com o efeito certo, por isso que ela é mais penetrante que espada, Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. Hebreus 4:12, devido o seu alto poder de convencimento, ela jamais volta vazia, uma vez lançada, causa mais efeito que toneladas de dinamites, pois a sua ação explosiva ultrapassa as regiões celestiais e adentra no mundo das trevas quebrando correntes e despedaçando grilhões.

A palavra de Deus é algo tão magnifico que ramifica nas profundezas da alma humana, ela rasga as entranhas abrindo os cadeados que o trancafiam.

A bíblia quando anunciada com ela é, na mais pura magnitude da verdade, ao chegar ao ouvido humano percorrem km em cifra de milésimos de segundos, entra com força total no coração rasgando as cortinas de bronze construídas pelo pecado, tudo porque o conteúdo embutido nela tem a capacidade de transformação absoluta, ela é o suficiente para fazer desmoronar as mais imprevisíveis muralhas da alma, pois, ela é libertadora, a palavra de Deus é a chave para abrir quaisquer grilhões por mais resistente que este seja, tão logo, nada pode permanecer da mesma força depois de ouvir a ordem de Deus, ela despedaça jugos.

Seria igual uma fortaleza trancafiada cujo breu é total, quando inesperadamente é arremessado algo de alto poder destrutivos sobre ela, o impacto é tão potente que faz com que aqueles muros abram brechas, então, o clarão do lado exterior encontra espaço e invade aquela escuridão, logo as trevas tem que cederem abrindo espaço para o poder persuasivo da luz que adentra irradiando tudo ao seu redor.

O que eu estou tentando-te dizer é que, se você está hospedado neste mundo, hospedado sim, porque aqui na terra tudo, está de passagem, tão quanto, às estações do ano, uns vão outros vêm. Logo, por está vivo, você já entrou no campo de batalha, e quando se entra em uma batalha, precisa-se lutar, pois se ficar parado vira alvo fácil para o inimigo.

É exatamente por isso que a fonte da sabedoria que a palavra de Deus, nos ensina que, o reino de Deus é tomado à força, isto é, se você quer ter algo, você precisa lutar, ou você luta ou morre pisoteado pelo inimigo, diz-se um ditado “tudo que vem fácil logo se vai” sabe por quê? Quem dá facilidade é o mal, ele facilita tudo só até você entrar, depois que estiver lá dentro, ele trança todas as portas e te aprisiona.

Que diga isto, um usuário de drogas se o primeiro trago não foi blinde, um experimente ai, mais qual foi o objetivo, vicia-lo para torná-lo dependente, é assim que o inimigo faz, mostra vantagem com o intuito de destruir depois.

Mais existe algo que tem mais poder que todas as drogas juntas, a palavra de Deus, ela liberta de qualquer aprisionamento, E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32

A bíblia revela o inefável amor de Deus, o Senhorio de Jesus Cristo e o seu poder para ouvir o gemido dos presos, para soltar os sentenciados à morte; Salmos 102:20, é isto que, acontece quando se ouve a palavra e aceita no coração, és o motivo de milhões de vidas serem transformadas. É a palavra da fé que liberta o homem do seu cativeiro, que transforma o fraco em guerreiro, que faz o cristão indesistente.

Saiba você que, enquanto vivermos aqui, sempre haverá lutas para enfrentarmos, porque o Estrondo de batalha há na terra, e de grande destruição. Jeremias 50:22, porém, nós somos soldados de Cristo, e Jesus é vencedor invicto, até a morte, nosso maior adversário, Jesus já venceu por nós, então lute, use as armas corretas, estão todas descritas no seu manual de vida, a bíblia, Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; 2 Coríntios 10:4.

Entenda que, Deus não criou covardes, os frouxos não herdarão os céus, Deus formou guerreiros, valentes e destemidos, que encara o mal e faz ele fugir, desde o alto céus existem batalhas, e sempre, aquele que lutou do lado de Deus, venceu, E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos; Mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus. Apocalipse 12:7-8, Creia em Deus e lute a tua vitória vem do Senhor.

Pra Elza Carvalho

Por Litrazini

Graça e Paz

quarta-feira, 14 de junho de 2017

QUEM É O ESPÍRITO SANTO?

Há muitos conceitos errôneos sobre a identidade do Espírito Santo. Alguns vêem o Espírito Santo como uma força mística. Outros entendem o Espírito Santo como sendo um poder impessoal que Deus disponibiliza aos seguidores de Cristo.

O QUE DIZ A BÍBLIA A RESPEITO DA IDENTIDADE DO ESPÍRITO SANTO?
Colocando de forma simples – a Bíblia diz que o Espírito Santo é Deus. A Bíblia também nos diz que o Espírito Santo é uma Pessoa, um Ser com mente, emoções e uma vontade.

O fato do Espírito Santo ser Deus é claramente visto em muitas Escrituras, incluindo Atos 5:3-4. Neste verso Pedro confronta Ananias em por que ele tinha mentido para o Espírito Santo, e a ele diz “não mentiste aos homens, mas a Deus”. É uma declaração clara de que mentir ao Espírito Santo é mentir a Deus.

Podemos também saber que o Espírito Santo é Deus porque Ele possui os atributos ou características de Deus.

Por exemplo, a onipresença do Espírito Santo é vista em Salmos 139:7-8: “Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.”

Em I Coríntios 2:10 vemos a característica de onisciência do Espírito Santo: “Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.”

Podemos saber que o Espírito Santo é mesmo uma Pessoa porque Ele possui uma mente, emoções e vontade. O Espírito Santo pensa e sabe (I Coríntios 2:10).

O Espírito Santo pode se entristecer (Efésios 4:30). O Espírito intercede por nós (Romanos 8:26-27).

O Espírito Santo toma decisões de acordo com Sua vontade (I Coríntios 12:7-11).

O Espírito Santo é Deus, a terceira “Pessoa” da Trindade. Como Deus, o Espírito Santo pode verdadeiramente agir como o Confortador e Consolador que Jesus prometeu que ele seria (João 14:16,26; 15:26).

Fonte: GotQuestion

Por Litrazini
Graça e Paz

terça-feira, 13 de junho de 2017

O CUIDADO DO PAI ÁGUIA

"Como a águia desperta o seu ninho, adeja sobre os seus filhos e, estendendo as suas asas, toma-os, e os leva sobre as suas asas. assim só o Senhor o guiou, e não havia com ele deus estranho". (Dt.32.11,12)

O texto fala de como Deus Pai tirou seu povo do Egito. Assim como a Águia coloca seus filhotes sobre suas costas e levanta voo acima das nuvens, assim Deus fez com seu filho Israel.

Deus Pai aniquilou os demônios do Egito que oprimiam seus filhos e os levou à salvo para um lugar onde eles estariam protegidos.

Adonai é o Pai Águia que nos ensina nos versículos acima, como um pai deve proceder com os seus filhos. Numa época como esta, que os inimigos tentam roubar e matar nossos filhos com artimanhas como os jogos da baleia azul devemos aprender o que Deus nos ensina através dos pais Águias.

As águias têm algumas características muito interessante no tocante ao cuidado com seus filhos: As Aguias constroem seus ninhos (casa) no alto do penhasco onde os predadores não conseguem alcançar seus filhotes. Isto fala de construir nosso lar de forma que ofereça proteção contra os predadores.

Elas buscam a comida fresca todos os dias para seus filhotes. Isto fala de provisão. A melhor comida que devemos dar aos nossos filhos todos os dias é a Palavra de Deus.

As Águias tem seus olhos voltados para seus filhotes e nunca os perdem de vista, mesmo que estejam voando alto. Elas jamais deixam outros cuidar ou ensinar seus filhotes, pois é função dos pais fazer isto.

Ensino: Quando chega o momento dos filhotes aprenderem a voar, a águia os leva até as maiores alturas e os solta. Quando o filhote pensa que vai morrer ao se chocar com o solo, a águia os “segura” com suas garras (mãos) fortes.

As garras das águias foram feitas por Deus de tal forma que quando elas seguram algo ninguém consegue “tirar” de suas mãos. Assim que elas são: Ninguém consegue tirar os filhotes de suas mãos.

Quando os Hebreus estavam no Egito, oprimidos por Faraó Deus desceu lá e com mão forte os tirou da escravidão e esmagou os egípcios. “Vistes o que fiz aos egípcios e como vos levei sob asas de águia e vos trouxe a mim” (Ex. 19, 4).

Assim devem ser os pais de hoje: Protejer seus filhos e não deixar que nada nem ninguém os prejudiquem. É dever dos pais ensinar os filhos e nunca deixar que eles escutem vozes estranhas. Ou ainda que escutem, eles devem ser adestrados a não dar ouvidos, a não seguir, não acreditar em falsos ensinamentos, sabendo distinguir entre o certo e o errado. Essa fé no que o pai diz vem do amor, o mandamento mais importante da Bíblia. Quanto mais um filho se sentir amado, mais ele irá dar crédito.

É por isso que o mundo tenta envolver os nossas crianças, adolescentes e jovens, em um jogo de sedução para que eles se sintam amados, porém este falso amor os tem levado à depressão, às drogas, à prostituição e à morte espiritual e física. Por isso, é cada vez mais importante que um filho saiba o quanto é amado pelo seu Pai.

Os filhos carentes de amor procuram na internet ou nas ruas uma forma de compensação pela falta do carinho e da presença dos pais. Geralmente ambos os pais trabalham fora e deixam os filhos aos cuidados de estranhos ou na frente da televisão assistindo tudo que quiserem. Quando isto acontece os “predadores” atacam as crianças e jovens e quando os pais percebem já é tarde demais. O alto índice de suicídio entre os jovens nos indica que como pais devemos aprender com as Aguias.

O Pai Águia cuida dos filhotes protegendo-os dos predadores e nós, seguindo Seus ensinamentos sábios, iremos conseguir criar os nossos filhos ensinando-os o caminho que devem andar, para que futuramente, não se desviem dele (Pv. 22:6).

Joel Engel

Por Litrazini

Graça e Paz

segunda-feira, 12 de junho de 2017

EXALANDO O PERFEITO LOUVOR A DEUS

E disseram-lhe: Ouves o que estes dizem? E Jesus lhes disse: Sim; nunca lestes: Pela boca dos meninos e das criancinhas de peito tiraste o perfeito louvor? (Mateus 21:16)

Sabe, meus queridos, muitas vezes não damos o devido valor as pequenas coisas na nossa vida. Parece que as pequenas coisas, são desprezadas, bem como, as pequenas atitudes, mesmas que essas tenham um valor imensurável para Deus.

Foi isso que aconteceu na passagem de Jesus a Jerusalém. Diz as Escrituras que chegando Jesus a Jerusalém, montado numa jumentinha foi ovacionado pela multidão que clamava em alta voz dizendo: Baruch Haba B’Shem ADONAI que significa “Hosana, bendito o que vem em nome do Senhor; Bendito o reino do nosso pai Davi, que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas”. (Marcos 11:9-10);

Essa a expressão “BARUCH HABA” era a mesma usada no Salmos 118:26, um salmo que glorificava a Deus pelo Seus grandes feitos. E foi essa também a expressão utilizada por muitas crianças ao ver Jesus passar. Aquelas crianças também diziam: “Hosana, ao Filho de Davi” (Mt 21:15). Hosana significava a palavra hoshia na (hb) que significa “Por favor salva-nos”, te imploramos”. E isto significa dizer que o que aconteceu a Jesus foi um louvor e uma aclamação pública a Sua pessoa, glorificando como Rei e Messias.

Os religiosos achavam que o povo blasfemava de Deus ao aclamar a Jesus. Por isso, Jesus refuta os religiosos citando o Salmo 8 que diz: Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador.(Sl 8:2)

Segundo as Escrituras, muitos dos religiosos se indignaram ao ver as maravilhas que Jesus fazia e como era aclamado entre o povo. Na verdade não era zelo pela Lei que aqueles religiosos tinham, mas eles não suportavam o perfeito louvor daquele povo a Cristo

Aqueles religiosos nunca questionaram os elogios que recebiam das pessoas pelo título e função que exerciam, mas naquele momento devido a aparência da religiosidade eles se indignaram. E como foi no passado, assim também sãos os religiosos de nossa época.

Gostaria de enumerar algumas virtudes dos pequenos e das crianças devem que são considerados para esse “perfeito louvor”:

1) INOCÊNCIA – O livro de Romanos no capítulo 16 diz que devemos ser excelentes para o bem e inocentes para o mal (Rm 16:19b). A criança mostra essa inocência. Inocência é aquela pessoa que é desprovida de malícia, que não consegue cometer algo ilícito e que não possui culpa. O perfeito louvor nasce de um coração sem culpa, sem malícia e sem contenda. Como diz a palavra de Deus: Devemos orar e adorar nosso Deus com nossas mãos levantadas, sem ira e sem contenda (Sl 134:2; 1 Tm 2:8).

2) PUREZA - Certa vez o salmista Davi declarou que quem subiria ao monte do Senhor e quem estaria no santo lugar serão os limpos de mão e puros de coração(Sl 24:1). A pureza deve ser a carcaterística de quem louva ao Senhor. Quem escreveu esse salmo conhecia muito bem o que era “louvor a Deus”.

Os salmos são cântico de louvor a Deus e Davi era um homem segundo o coração de Deus que entendia o rela significado da palavra LOUVOR. O LOUVOR verdadeiro não é um somente um cântico a Deus, mas uma vida que glorifica a Deus com seus atos. Louvor é um ato de glorificar, enaltecer, dignificar, engrandecer e tornar majestoso alguém.

3) DEPENDÊNCIA – Assim como as crianças confiam nos seus pais, sem questionar, o perfeito louvor nasce da dependência que tem um filho do Pai. Quando nos rendemos em dependência a Deus nosso louvor sobe como incenso suave as narinas de Deus.

4)  RECONHECIMENTO – Os pequeninos tem uma enorme sensibilidade e facilidade de reconhecer a paternidade sem as dúvidas que as pessoas mais adultas possuem.

5) SINCERIDADE – Uma das principais características das crianças é sua sinceridade. A origem da palavra sincero vem do latin “sine cera, ou seja, “sem cera”, sem defeito aparente, sem maquiagem que encobre ou sem máscara. Sincero é aquele o que é realmente com franqueza, com lealdade, que não oculta, que não usa disfarces, malícias ou dissimulações.

A palavra do Senhor diz: “Aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura.” (Hebreus 10:22)

O PERFEITO LOUVOR NASCE DO CORAÇÃO
Jesus, conhecendo o coração dos religiosos e daqueles que louvavam responde sabiamente que o perfeito louvor nasce da manifestação sincera de alguém, mesmo que essa pessoa seja desprezada pela maioria. O perfeito louvor nasce no coração do homem sincero. Muitas vezes o Senhor utiliza as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes (1 Cor 1:27b).]

Como diz as Escrituras: E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são. (1 Cor 1:28)

Por isso, não importa como Aprendemos então que devemos exalar o perfeito louvor a Deus com a nossa vida. (2 Cor 2:15-16) Como diz Romanos 12 deve nos apresentar a Deus como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus (Rm 12:1). Não basta apresentar louvor nos lábios e o coração estar longe Dele.

Aqueles pequenos apresentaram o perfeito louvor a Deus porque tinha um coração diferenciado. Na boca deles havia o louvor agradável a Deus. Não basta louvar de boca se o coração está longe. (Is 29:13; Mt 15:8-9).

Diz as Escrituras: A boca fala o que o coração está cheio (Mt 12:34b). “Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o Seu nome.” (Hebreus 13.15)

Anderson/gospel mais

Por Litrazini

Graça e Paz

domingo, 11 de junho de 2017

O TEMPO DE DEUS NÃO É O NOSSO TEMPO

“…E concebeu Sara, e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha falado…” Gênesis– 21.1-2

Hoje com a chamada vida moderna tudo é muito rápido em frações de segundos podemos nos comunicar com o outro lado do mundo. Saber o que esta acontecendo no mundo inteiro, conversar com qualquer pessoa de qualquer lugar do planeta num piscar de olhos.

Através o computador, televisão, telefones e muitas vezes não temos paciência para esperar as bênçãos de Deus em nossas vidas.

Queremos que tudo aconteça assim em um estralo de dedos. Mas tudo tem o tempo certo.

Às vezes recebemos uma palavra de Deus e aquilo começa a demorar para acontecer ai começamos a ficar ansiosos e duvidosos será que foi comigo que Deus falou aquele dia? Faz tanto tempo e nada aconteceu ate agora.

Saiba que o tempo de Deus não é o nosso tempo assim como seus pensamentos e os seus caminhos não são os nossos. Nós vivemos o Chronos que é o nosso tempo, o tempo de Deus é o Kairos.

Deus sabe o momento certo de nos abençoar os seus caminhos assim como seus pensamentos são totalmente diferentes do que nos pensamos ser.

Por que os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR. Por que, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meu caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos. (Isaías 55.8,9)

Se Deus falou vai se cumprir no tempo certo de Deus. Por que?

Ele não é homem para que minta e nem filho de homem para que se arrependa.Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa; porventura, diria ele e   o faria? Ou falaria e não confirmaria? (Números 23.19)

No capítulo 12 de Gênesis Deus começa uma grande obra na vida de Abraão manda que Abraão saia de sua terra e do meio de sua parentela e promete que faria dele uma grande nação que o abençoaria, que ele seria uma benção e mais abençoaria os que os que os abençoarem e amaldiçoaria os que os que o amaldiçoassem.

Ora, o SENHOR disse a Abraão: Sai-te da tua terra, e da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que te mostrarei far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma benção.E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. (Gênesis 12.1,2,3)

No verso 16 do capítulo 17 vem a promessa de que Abraão teria um filho: Porque eu a hei de abençoar e te hei de dar a ti dela um filho; e a abençoarei, e será mãe das nações; reis de povos sairão dela. (Gênesis 17.16)

Abraão na época com 100 anos e Sara com 90 quando Deus lhe prometeu um filho olha que disse Abraão – Então caiu Abrão sobre o seu rosto, e riu-se, e disse no seu coração: A um homem de cem anos há de nascer um filho? E conceberá Sara na idade de noventa anos? Gênesis 17.17.

Por isso o nome isaque no hebraico, é “riso” Pois quando apareceram três anjos a ele para dizer que por este tempo de vida Sara teria um filho ela também riu. Gn 18.10,11,12.

Talvez você esteja também rindo e pensando será possível. Às vezes seu problema é muito grande e já se passou muito tempo. Do chamado de Abraão ate o nascimento de Isaque seu filho passaram-se 25 (VINTE E CINCO ANOS), Abraão também achou impossível já que a idade dele e de Sara era muito avançada para poderem ter um filho gostaria que você lesse Gênesis 18.10 ao16, no versículo 14 na parte A do versículo diz assim:

“HAVERIA COISA ALGUMA DIFÍCIL AO SENHOR” Gn 18.14ª (RC) Em outras versões: “EXISTE ALGUMA COISA DIFÍCIL AO SENHOR” (NVI) “ACASO, PARA O SENHOR HÁ COISA DEMASIADAMENTE DIFÍCIL” (RA)

O que é difícil para mim e para você é fácil para Deus. O que é humanamente impossível para Deus é possível.

Por que para Deus nada é impossível. (Lucas 1.37). Se o seu problema é grande saiba que para Deus é pequeno, o que é grande para você para Deus é insignificante, não existe problema que ele não possa resolver. Por que o nosso Deus é soberano, não a porta que não possa abrir, basta você crer, confiar e saber esperar o tempo de Deus buscando adorando a Deus a cada dia em Oração.

No capítulo 21 de Gênesis podemos ver a chegado do tempo de Deus na vida de Abraão e Sara.
E o SENHOR visitou a Sara, como tinha dito; e fez o SENHOR a Sara como tinha falado, e concebeu Sara e deu a Abraão um filho na sua velhice, AO TEMPO DETERMINADO, QUE DEUS LHE TINHA DITO. (Gêneses 21:1,2)

Luciano Stefanini Pinheiro

Por Litrazini

Graça e Paz

sábado, 10 de junho de 2017

UM ESPELHO CHAMADO "CRISTÃO"

Portanto, todos nós, com o rosto descoberto, refletimos a glória que vem do Senhor. Essa glória vai ficando cada vez mais brilhante e vai nos tornando cada vez mais parecidos com o Senhor, que é o Espírito.  II Coríntios 3:18

SOMOS ESPELHOS QUE DEUS USA.
Enquanto caminhamos, o mundo ao nosso redor espera ver, em nós, a transformação que só o Espírito Santo faz na vida de um pecador arrependido.

Observando um espelho, relembramos alguns cuidados necessários e essenciais para que sejamos usados pelo Senhor, refletindo Sua glória no mundo.

PARA REFLETIR COMO ESPELHO A GLÓRIA DE CRISTO, É PRECISO TER O ROSTO DESCOBERTO
Assim como um espelho deve estar descoberto para refletir a imagem de determinado objeto, nós também necessitamos de que nada se interponha entre nós e o nosso Deus.

O véu que separava o homem de Deus foi rasgado por ocasião da morte de Jesus na cruz. Este gesto, possibilitou que a glória do Senhor rebrilhasse em nossa vida. O acesso que temos à sua presença foi garantido pela morte e ressurreição de Cristo. Vamos desfrutar, portanto, dessa comunhão.

PARA REFLETIR COMO ESPELHO A GLÓRIA DE CRISTO, É PRECISO ESTAR LIMPO
Muitas vezes, a imagem refletida no espelho não é nítida, não tem brilho. Pequenas manchas internas, ou até mesmo poeira, dificultam a nossa visão. Assim também, os nossos pecados encobrem o rosto do nosso Deus e as nossas iniqüidades nos separam do Senhor (Isaías 59:2).

Se desejamos refletir a sua glória com todo o brilho e perfeição, busquemos diariamente purificar as nossas vidas, Confessando "os nossos pecados, na certeza de que Ele é fiel e justo para nos perdoar e purificar de toda e qualquer injustiça" (110 1:9).

PARA REFLETIR COMO ESPELHO A GLÓRIA DE CRISTO, É PRECISO ESTAR BEM DIRECIONADO
Mesmo descoberto e limpo, o espelho só é capaz de refletir o objeto para o qual se direciona. O cristão que não está em sintonia com o Senhor, corre o risco de refletir outras imagens.

O QUE É QUE AS PESSOAS VEEM QUANDO OLHAM PARA VOCÊ?
Um aventureiro? Um namorador? Um ganancioso? Um inconstante? Uma pessoa não confiável?

O QUE AS PESSOAS PRECISAM VER QUANDO OLHAM PARA VOCÊ?
Um Profeta, Um mensageiro da paz, alguém com quem elas possam se abrir e contar seus segredos; Atitudes equilibradas, sensatas, corretas, confiáveis. Sentimentos, amor, compaixão, piedade.

Uma pessoa boa, longânima, que domina seus instintos e vontades. Fé, confiança, espiritualidade (alguém que elas procuram para pedir oração). Determinação, garra, força de vontade, alguém que não se entrega, não desiste, olha sempre para frente.

Ao direcionar o nosso olhar para o "autor e consumador de nossa fé", passamos a refletir cada vez mais a sua glória, através de nossas vidas.

E assim, de glória em glória, somos transformados e Sua luz se revela em nossa vida; Quanto mais ela brilhar, mais Cristo será visto em nós.

COMO ESPELHO DE CRISTO EU DEVO:

- Reconhecer minhas fraquezas - Salmo 139:23 e 24.
- Obedecer ao plano de Deus para minha vida - Salmo 40:8.
- Confiar no poder de Deus e não em minhas forças - Filipenses 4: 13.

Transcrito Por Litrazini

Graça e Paz