domingo, 4 de novembro de 2012

Vitória sobre vícios e hábitos nocivos


Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. Efésios 4.22-24;

Geralmente quando pensamos ou falamos em vício vem à nossa mente práticas como: fumar, beber, usar drogas, não pagar as dívidas, fofocar a vida alheia e tantas outras coisas que não agradam a Deus e que não edificam.

O que é vício? É a tendência habitual para certo mal, é o hábito de proceder mal, e costume condenável ou censurável.

O viciado é um escravo – “Replicou-lhe Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: todo o que comete pecado é escravo do pecado” (João 8.34) e “Quanto ao perverso, as suas iniquidades o prenderão, e com as cordas do seu pecado será detido” (Pv. 5.22).

A pergunta que fazemos é a seguinte: É possível alcançar vitória sobre vícios e hábitos nocivos?

À luz da Palavra de Deus dizemos que sim. Convido você para dar os seguintes passos:

1. Despojar-se do velho homem
“No sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano”(Ef.4.22). Despojar-se é o mesmo que despir-se. 

Quando nascemos de novo, quando somos regenerados pelo Espírito Santo, o nosso velho homem é crucificado com Cristo (Romanos 6.6,11; Gálatas 2.19-20). As coisas velhas deixam de existir: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (2 Co. 5.17).

Vícios e hábitos nocivos são coisas próprias do velho homem. Precisamos nos despojar de tudo aquilo que não glorifica o nosso Deus Santo.

2. Renovar no espírito do nosso entendimento
Vícios e hábitos nocivos são coisas próprias do velho homem. Precisamos nos despojar de tudo aquilo que não glorifica o nosso Deus Santo. “E vos renoveis no espírito do vosso entendimento”(Ef. 4.23). A ideia deste versículo é de uma renovação da mente e do coração. Em Cristo recebemos uma mente renovada e um coração novo.

Agora temos a mente de Cristo (1 Coríntios 2.16) e um coração novo (Ezequiel 36.26). Nosso coração é limpo pelo sangue de Jesus (Mateus 5.8); nossa mente não é mais um depósito de lixo (Filipenses 4.8). “E vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade” (Efésios 4.24). 

3. Revestir-se do novo homem
Quem é o novo homem? É aquele que está em Cristo; Cristo ocupa o centro da sua vida. É aquela pessoa que tem um novo estilo de vida. 

Leiamos Efésios 4.25, 28, 29, 31: “Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros. Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem. Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia”. 

4. Viver no Espírito 
“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências” (Gálatas 5.22-24). 

Não há outra forma, outra maneira de alcançar vitória sobre os vícios e hábitos nocivos se não seguirmos a orientação segura das Escrituras Sagradas.

Quando estamos cheios do Espírito Santo não há espaço para o pecado.

Assim Deus nos ajude dando-nos a graça para andarmos em novidade de vida, experimentando o que diz a Palavra em Romanos 6.14: “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça”.

Fonte: IPILON

Transcrito por Litrazini

Graça e Paz



Nenhum comentário:

Postar um comentário