terça-feira, 2 de maio de 2017

A LINGUAGEM DA NATUREZA

Os céus manifestam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Salmo 19:1

Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder como a sua divindade, se entendem e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis (Romanos 1:20).

De umas décadas para cá, o clamor para salvar a natureza tem aumentado. Quanto a temos destruído no último século! Contudo, quantas pessoas são sensíveis à linguagem da natureza?

É uma linguagem sem palavras dirigida a todos os homens de todas as culturas.

Quem nunca se impressionou com um pôr do sol, uma árvore em flor ou o bramido das ondas? Quantos convites para buscar o Autor de todas essas belezas, de todo esse poder!

E sem falar da beleza da natureza, o simples fato da criação existir já não é um motivo mais que suficiente para nos maravilharmos?

Se os cientistas podem fazer cálculos com precisão incrível, isso prova que o mundo não está dirigido pelo acaso, mas que há uma ordem interna, invisível que governa tudo.

O fato de que o mundo pode ser decifrado não é uma prova da existência de uma inteligência suprema?

Muita gente não passa deste ponto. Elas nunca buscam conhecer o Autor do universo.

A Bíblia nos diz quem é Deus, uma Pessoa que se revelou de diversas formas. Ele não é uma força, uma energia ou algo assim. Ele é o Criador que veio visitar Sua criatura.

O Filho de Deus se aproximou de nós e Se humilhou a tal ponto de tomar nossa condição humana, indo além: Ele deu Sua vida para nos reconciliar com Seu Deus e Pai.

Vemos as obras desse Deus todos os dias, de todas as maneiras. Por isso, somos indesculpáveis, nem podemos ousar dizer que Deus não existe!

Transcrito Por Litrazini:

Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário