segunda-feira, 19 de março de 2018

A VERDADEIRA LIBERTAÇÃO!


Depois, foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o SENHOR, Deus de Israel: Deixa ir o meu povo, para que me celebre uma festa no deserto. Respondeu Faraó: Quem é o SENHOR para que lhe ouça eu a voz e deixe ir a Israel? Não conheço o SENHOR, nem tampouco deixarei ir a Israel...” Êxodo 5:1-5

O conceito de Batalha Espiritual define-se em quatro premissas principais:
- Compreender sua existência como espírito; 
- Conhecer os inimigos espirituais que lutam contra Deus e contra seus filhos; 
- Compreender a sua posição nesta luta 
- E ser bem sucedido na batalha.

O QUE É LIBERTAÇÃO:
É o resultado da batalha espiritual, removendo totalmente a influencia demoníaca de uma vida ou de um território, e a preenchendo com a presença de Jesus, o libertador. (diferente de exorcismo)

1. LIBERTAÇÃO É SAIR DE DENTRO DO EGITO
- O diabo não liga pra seu culto, desde que você continue no Egito
- Estar no Egito é se entregar a cultura paganizada 
- Estar no Egito é ter sensação de falsa liberdade, mas no fundo andar com grilhões e cadeias.
- Que tipo de corrente ainda te prende? 

2. LIBERTAÇÃO É ADORAR NO DESERTO
- Deus não tem prazer em nos mandar pro deserto. Mas muitas pessoas, quando vem a crise, mostram que não é convertido. 
- A verdadeira adoração pode vir do liberto. O endemoniado gadareno adorou mas logo revelou o demônio oculto. 
- Jesus estava no deserto e o diabo tentou roubar a adoração de Deus. 
- Adoração é mais do que música; é sacrifício (deixa o meu povo ir para me sacrificar no deserto)

3. LIBERTAÇÃO É TIRAR O EGITO DE DENTRO DE SEU CORAÇÃO
A quem nossos pais não quiseram obedecer; antes, o repeliram e, no seu coração, voltaram para o Egito, dizendo a Arão: Faze-nos deuses que vão adiante de nós; porque, quanto a este Moisés, que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu. Naqueles dias, fizeram um bezerro e ofereceram sacrifício ao ídolo, alegrando-se com as obras das suas mãos.' Atos 7:39-41

- O povo ficou livre das correntes físicas, mas o coração continuava acorrentado!

- O falso liberto é escravo do Bezerro de ouro, pois no seu coração ele vê Deus imóvel:
- O bezerro não vê nada... mas Deus vê tudo.
- O bezerro não fala... mas Deus fala o tempo inteiro.
- O bezerro não ouve... mas Deus quer ouvir sua voz.

Observe em seu coração se você tem vivido uma “religiosidade” para um deus imóvel, ou tem mantido uma comunhão com um Deus vivo e ativo, que te ama e espera um relacionamento sincero.

Pr. Ricardo Ribeiro

Por Litrazini
Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário