quinta-feira, 8 de novembro de 2018

BOMBA ATÔMICA DE DEUS


Há mais de três mil anos, por iniciativa de Deus, foram totalmente destruídas as cidades de Sodoma e Gomorra, como castigo pela desobediência. “Disse mais o Senhor: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito; pois vamos destruir este lugar, porque o seu clamor tem engrossado diante da face do Senhor, e o Senhor nos enviou para destruí-lo” (Gn 18.20; 19.13).

Os moradores desses lugares avançaram a linha vermelha da tolerância divina. Do nome Sodoma derivou o termo sodomia, que significa cópula anal. O homossexualismo era praticado ao extremo nas referidas cidades. Hoje, esse tipo de pecado é mil vezes maior; a prática do sexo ilícito atingiu níveis elevadíssimos.

Está presente em todos os países. Somam-se a isso, os atos de desonestidade, corrupção, suborno, violência, aborto e adultério, dentre outros. “Então, o Senhor fez chover enxofre e fogo; e derribou aquelas cidades, e toda aquela campina, e todos os seus moradores, e o que nascia da terra” (Gn 19.24-25). Deus usou os elementos naturais da natureza e provocou uma grande erupção vulcânica.

Uma reflexão se faz necessária: Deus está de braços cruzados, assistindo pacificamente à depravação dos homens, o avanço da prostituição, da pedofilia, dos abortos, da violência?

Não. A própria Bíblia adverte pela palavra de Pedro: A “Bomba” de Deus, no Juízo, será sem paralelo na História.“Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios” Mas o Dia do Senhor virá como o ladrão de noite, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra e as obras que nela há se queimarão” (2 Pe 3,7,10).

E será a luz da lua como a luz do sol, sete vezes maior (Is 30.26)”. “Porque eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos e todos os que cometem impiedade serão como palha; e o dia que está para vir os abrasará, diz o Senhor dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo” (Ml 4.1).

“Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo; e não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios; e condenou à destruição as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinza, e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente; e livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis.

Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados. Mas principalmente aqueles que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia, e desprezam as autoridades; atrevidos, obstinados, não receando blasfemar das dignidades. (2 Pe 6, 7, 9,10).

Pr. Airton Evangelista da Costa

Por Litrazini
Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário