segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

ÓLEO UNGIDO OU ÓLEO PARA UNGIR?


O óleo da unção, mencionado 20 vezes na Bíblia, foi usado no Antigo Testamento para ser despejado sobre a cabeça do sumo sacerdote e seus descendentes e para aspergir e marcar o Tabernáculo e sua mobília como santos e separados para o Senhor (Êxodo 25.6; Levítico 8.30, Números 4.16).

Três vezes é chamado de “santo óleo da unção” e os judeus eram estritamente proibidos de utilizá-lo para uso pessoal (Êxodo 30.32-33).

A receita para o óleo da unção é encontrada em Êxodo 30.23-24 e continha mirra, canela e outros ingredientes naturais. Não há nenhuma indicação de que o óleo ou os ingredientes tinham qualquer poder sobrenatural. Pelo contrário, o rigor das diretrizes para a criação do óleo era um teste da obediência dos israelitas e uma demonstração da absoluta santidade de Deus.

Apenas quatro passagens do Novo Testamento se referem à prática da unção com óleo e nenhuma delas oferece uma explicação para a sua utilização.

Podemos tirar as nossas conclusões do seu contexto. Em Marcos 6:13, os discípulos ungem e curam os doentes. Em Lucas 7.46, Maria unge os pés de Jesus como um ato de adoração. Em Tiago 5.14, os anciãos da igreja ungem os doentes com óleo para a cura.

Em Hebreus 1.8-9, Deus diz a Cristo enquanto Ele retorna triunfalmente para o céu: “O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre….” e Deus unge Jesus “com o óleo de alegria.”

DEVEM OS CRISTÃOS USAR O ÓLEO DA UNÇÃO HOJE?
Não há nada nas Escrituras que comande ou sequer sugira que deveríamos usar óleo semelhante hoje, mas também não há nada que proíba.

O óleo é usado frequentemente como um símbolo do Espírito Santo na Bíblia, como na parábola das virgens prudentes e insensatas (Mateus 25.1-13). Como tal, os cristãos têm a presença do óleo do Espírito que nos conduz em toda a verdade e nos unge continuamente com a Sua graça e conforto. “E vós possuís unção que vem do Santo e todos tendes conhecimento” (1 João 2.20).

Fonte: GotQuestions

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário