domingo, 9 de agosto de 2020

O CUMPRIMENTO DAS PROMESSAS DE DEUS


Para entender um pouco mais, do que acontece com as pessoas que não sabem porque certas coisas ocorrem, vamos meditar no Salmo número um e, verificaremos que Deus deixa tudo muito claro, cabe a cada um de nós apropriarmos ou não das promessas d´Ele.

Bem-aventurado o homem que NÃO ANDA segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, NEM SE ASSENTA NA RODA DOS ESCARNECEDORES.

Esse não é o caso de pessoas que se dizem convertidas, mas não deixam os envolvimentos com a vida passada, não deixam as praticas do mundo. Ao invés de contaminar, ser luz no mundo, são contaminadas e voltam ás velhas praticas.

Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.

Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e TUDO QUANTO FIZER PROSPERARÁ. Essa é uma das consequências das pessoas que tem compromisso com Deus e com a sua obra.

Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.

POR ISSO OS ÍMPIOS NÃO SUBSISTIRÃO NO JUÍZO, NEM OS PECADORES NA CONGREGAÇÃO DOS JUSTOS. Porque o Senhor conhece o caminho. A ida para o céu ou não, fica bem clara nesse texto. Salmos 1.1-6

Quem não tiver um posicionamento correto de acordo com a Palavra do nosso Deus, não pode reclamar das consequências, pois Deus é Fiel e zela por cumprir a sua Palavra.

Lidiomar T. Granatti / Litrazini
Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário