quinta-feira, 6 de maio de 2021

A PROPICIAÇÃO DOS NOSSOS PECADOS

"E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo." (IJo.2.2)

"... e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados." (IJo 4.10)

Os próprios pecados do homem geram a separação entre ele e Deus (Gn. 2:7; 3:16; Is 59:1-12). O homem torna-se, no mesmo instante, culpado e fraco (Rm 8:5-8).

O pecador é culpado pelos seus pecados pessoalmente, e devido os pecados, ele torna-se fraco para fazer justiça diante do Deus ofendido.

A obra salvadora que Jesus Cristo fez diante de Deus para todos os que creem é vista na palavra "propiciação".

Pela propiciação Deus é tanto o justo quanto justificador daquele que têm fé em Jesus (Rm 3:26).

Por Deus ser justo, nenhum pecador pode viver. Mas, na situação de pecado por parte do homem e de santidade por parte de Deus, Deus enviou Seu Filho para a propiciação (I João 4:10).

Cristo nasceu sob a lei (Gl 4:4) e, em tempo, foi feito pecado por nós (II Co 5:21). Com o pecado do Seu povo sobre Ele Cristo derramou Seu sangue.

Todo o castigo que o pecado merecia; toda a morte que a justiça de Deus pedia; a condenação completa que Deus exigia para o pecador - foram feitas por Cristo. Ele é a propiciação, a expiação, quem paga as consequências. Ele é o purificador dos nossos crimes diante de Deus.

Sendo assim Cristo é a reconciliação, a concórdia, a redenção dos pecadores para com Deus.

Através de Cristo, a propiciação dos nossos pecados, Deus mostra a sua justiça e por Cristo Deus vê como justificado aquele que tem fé em Jesus (Rm 3:26).

Só por Cristo há remissão. Só por Ele Deus é tanto o justo quanto justificador dos nossos pecados.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

Nenhum comentário:

Postar um comentário