quinta-feira, 15 de novembro de 2018

DEVEMOS ESTAR PREPARADOS PARA A VOLTA DE JESUS


Uma das grandes verdades das Escrituras Sagradas é que todos nós, um dia, iremos nos encontrar com Deus. Você pode acreditar em sua existência ou não. Pode vencer qualquer pessoa num debate para provar que Deus não existe. Pode levar toda sua vida afirmando que Deus não tem mais nada com esta terra e que não irá voltar a tratar com ela. Mas não poderá fugir a este encontro.

E a Bíblia nos alerta a estarmos preparados para este dia. O profeta Amós, que viveu 780 anos antes de Cristo já alertou seu povo para isso: "... prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus." (Am 4:12)

POR QUE NÓS DEVEMOS NOS PREPARAR?
O caráter de Deus requer que estejamos preparados para nos encontrarmos com Ele. O apóstolo Paulo, em Rm 3:3-8, vai nos mostrar por que o caráter de Deus requer que estejamos preparados para nos encontramos com Ele. Sua fidelidade exige que nos preparemos (3,4)

A FIDELIDADE É CARACTERÍSTICA ESSENCIAL EM DEUS:
Não é igualado ao homem (Nm 23:19). Fidelidade é a própria essência de Deus (I Ts 5:23,24; Hb 10:23)

Sua fidelidade é grande: Não tem limites de tempo (Lm 3:22). Não pode ser anulada por nossa infidelidade (II Tm 2:13)

Demonstrações da fidelidade de Deus: Deus é fiel na preservação de seu povo para a salvação (I Co 1:8,9); Deus é fiel em guardar o seu povo (II Tm 1:12);

Deus é fiel em suas promessas: Promessa de manutenção da vida (Gn 8:22); Promessa de vida eterna (Lm 3:21-23)

Deus é fiel em suas ameaças: A disciplina dos fiéis (I Co 11:30); É fruto de seu amor (Hb 12:6); É fruto de sua fidelidade (Sl 119:75); A punição dos injustos (Hb 3:7-13)

Sua justiça exige que nos preparemos (5,6). Ele é justo (5). É uma característica essencial em seu ser: É reconhecido pelos anjos (Ap 16:5); É reconhecido pelos homens (I Jo 2:29)

Ele recompensa os bons: De acordo com a fidelidade de cada um (Mt 25:21); Não é por mérito do que faz as boas obras (Lc 17:10; I Co 4:7); São fruto de sua bondade (I Cr 29:14-16)

Ele castiga os ímpios: É necessária por causa do pecado (Rm 1:32); Até os pagãos reconhecem a justiça de Deus (At 28:4); Pode tardar, mas virá (Sl 51:21)

Ele é juiz (6). Ele é o legislador: De Israel (Is 33:22); De todos os homens (Tg 4:12)

Ele tem julgado o mundo:
No Antigo Testamento: Adão e Eva expulsando-os do jardim (Gn 3:14-24); Os homens corruptos dos dias de Noé (Gn 6:5-7); Sodoma e Gomorra (Gn 18:20,21); Os adoradores do Bezerro de Ouro (Ex 32:26-29)
No Novo Testamento: Os judeus por desprezarem a Cristo (Rm 11:25); Aos coríntios por irreverência (I Co 11:29-32); Ele fará justiça (Gn 18:25)

Sua ira exige que nos preparemos (5) Faz parte de sua natureza: Veja a comparação: Deus jurou por si mesmo (Gn 22:16); Deus jurou por sua santidade (Sl 89:35); Deus jurou por sua ira (Sl 95:11)

As características da ira de Deus: Sua manifestação é necessária (Hc 1:13); Sua manifestação é justa (II Pe 2:9); Sua manifestação é terrível (Hb 10:30-31)

O tempo da ira: Punições temporais (II Pe 2:4-9)
Punição final: No Antigo Testamento:Dia do Senhor (Jl 2:1,2); Dia da Ira (Sf 2:3)
No Novo Testamento: Juízo do mundo (At 17:30,31); Grande Dia da Ira (Ap 6:16,17)
Cristo e a Ira de Deus: Ele recebeu a ira de Deus substituindo os pecadores por quem morreu (Is 53:4,5); Ele salva os crente da ira (Rm 5:9); Ele aplica a ira aos ímpios (At 17:31)

Nós vimos aqui três aspectos do caráter de Deus que exigem de nós estarmos preparados para o dia em que haveremos de nos encontrar com ele.

Sua fidelidade exige de nós preparação para que possamos receber as bênçãos e não as punições que ele tem prometido.

Sua justiça exige de nós preparação para que nós possamos declarados justos por ele, para que possamos nos apropriar pela fé, do sacrifício que Cristo fez para saldar minha dívida par com Deus.

E finalmente sua ira exige de nós que estejamos preparados para que não sejamos alvos dela, para que possamos nos esconder debaixo do sangue de Cristo que nos livra da ira vindoura. Sim, devemos estar preparados para o dia em que iremos nos encontrar com Deus, mas esta preparação só é feita mediante um encontro com Cristo. Aceitando sua oferta de paz pelos nossos pecados.

Há esperança para o pecador diante de Deus, a esperança é Cristo.

Pr. Eduardo Ribeiro

Por Litrazini
Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário