sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

PARA ONDE IRÁ A TUA ALMA?


“Está ordenado aos homens morrerem uma só vez, vindo depois o juízo” (Hebreus 9.27)

Todos teremos de morrer. Se tens boa saúde e és forte, ou se és fraco, doente e cansado, se és rico ou pobre, chegarás ao fim desta existência terrena.

Após a morte haverá dois destinos. Disse o Senhor: “Irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna”, (Mateus 25.46). Cada um irá para um destes dois destinos: para a vida eterna ou para o tormento eterno.

Nascemos neste mundo com natureza perversa e destinados para o tormento eterno: “Os perversos serão lançados no inferno” (Salmo 9.17).

Tendo nascido errado é preciso nascer de novo. Diz o Senhor: “Aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus”.  (João 3.3).

Cristo, com muito amor, nos atraiu para si quando foi crucificado, “E, quando eu for levantado da terra, atrairei todos a mim”. João 12.32. E com Ele fomos crucificados, “Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim. E esta vida que agora vivo, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se deu a si mesmo por mim”. Gálatas 2.20.

E fomos mortos em seu corpo naquela cruz, “É o que acontece com vocês, meus irmãos. Do ponto de vista da Lei, vocês também já morreram porque são parte do corpo de Cristo . E agora, pertencem a Ele, que foi ressuscitado para podermos viver vida úteis para Deus”. Romanos 7.4.

Fomos também ressuscitados juntamente com Cristo, “Deus nos ressuscitou juntamente com Cristo Jesus e nos fez reinar com Cristo no mundo celestial”. Efésios 2.6. e agora o filho de Deus vive em nós,

“A verdadeira vida de vocês é Cristo, e, quando Ele aparecer, então vocês aparecerão com Ele e tomarão parte na sua glória”. Colossenses 3.4

Confesse estas verdades da Palavra de Deus:
Cristo me atraiu a si;        
Cristo me crucificou;
Cristo me fez morrer;
Cristo me ressuscitou;
Cristo vive em mim.

Continue confessando até que Deus te faça uma nova criatura. E assim poderás ter um destino feliz na eternidade

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário