terça-feira, 10 de dezembro de 2019

ENTRISTECENDO O ESPÍRITO SANTO


COMO ENTRISTECEMOS O ESPÍRITO SANTO – Efésios 4.29-31: “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem. E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Longe de nós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia”.

QUANDO ENTRISTECEMOS O ESPÍRITO SANTO
PELA DESOBEDIÊNCIA ATIVA (prática de pecados) – Gálatas 5.16-21: “Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito contra a carne... Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam.”

PELA DESOBEDIÊNCIA PASSIVA (pecados de omissão) – Tiago 4.17: “Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando.”

QUANDO NOS ENVERGONHAMOS DE CRISTO – Marcos 8.38: “Porque qualquer que, nesta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos”.
PELA FALTA DE FÉ EM CRISTO – Hebreus 4.2: “Porque também a nós foram anunciadas as boas-novas, como se deu com eles; mas a palavra que ouviram não lhes aproveitou, visto não ter sido acompanhada pela fé naqueles que a ouviram”.

Lidiomar Trazini Granatti / Litrazini
Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário