terça-feira, 25 de maio de 2021

AS BOAS NOVAS DO EVANGELHO

Quando falamos de Jesus a alguém, estamos propagando o evangelho e, quando pregamos o evangelho, falamos de Jesus. Eles são inseparáveis. Eles se fundem um ao outro.

No grego, evangelho significa boas novas. Quando o anjo anunciou o nascimento de Jesus aos pastores, ele disse: “... eis aqui vos trago boa nova de grande alegria, que será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (Lc. 2.10,11).

É a boa nova de que, apesar do que somos, do que já fizemos e fazemos, Jesus nos ama muito.

É a boa nova de que, por amor a mim e a você, Jesus veio a este mundo e tomou sobre si os meus pecados e também os seus.

É a boa nova de que, por amor a mim e a você, Ele morreu em nosso lugar, para nos salvar da condenação eterna no inferno.

É a boa nova de que, por amor a mim e a você, Cristo derramou o seu sangue para nos lavar de todo e qualquer pecado, por mais grave que ele seja aos olhos dos homens e aos nossos próprios.

É a boa nova de que, na cruz, através da sua morte e ressurreição, Ele derrotou o inferno, o diabo e a morte. Garantiu, assim, a salvação de todo aquele que, com fé, entrega a ele o coração e a vida.

É a boa nova de que Jesus ressuscitou e está vivo, assentado à direita de Deus, intercedendo por mim e por você ao Pai.

É a boa nova de que, na plenitude dos tempos Ele voltará a sua igreja, levando-a para morar com Ele nos céus.

É a boa nova de que, em Jesus, o mais miserável, o mais vil pecador recebe o perdão, é salvo e transformado em nova criatura, em filho de Deus e co herdeiro com Cristo das bênçãos vindouras.

É a boa nova de que não há uma pessoa sobre a face da terra, nem mesmo os excluídos e marginalizados, que não seja objeto do amor de Deus. Por isso ele ordena que preguemos esse evangelho em todos os cantos e confins da terra mesmo nos lugares mais remotos do planeta.

Todos devem saber que há um Ser todo poderoso, criador dos céus e da terra e de tudo quanto neles há, que os ama profundamente, não fazendo acepção de pessoas. E a quantos o buscam, ele acolhe como parte da sua família, através do seu Filho que morreu por todos nós.

O diabo sabe que a pregação do evangelho é uma arma poderosa contra ele e seu quartel general; sabe que o evangelho “é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê” (Rm. 1.16) 

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

Nenhum comentário:

Postar um comentário