sábado, 10 de julho de 2021

MENSAGEM DE RECONCILIAÇÃO

“E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação...” II Co 5.18 a 21

O processo de nossa reconciliação com Deus é totalmente baseado na vida e obra de Jesus Cristo em sua primeira vinda.

Ele não sofreu apenas na cruz. No Getsêmane, quando ora em intensa agonia, seu suor é literalmente de gotas de sangue. Ali Jesus travou uma grande batalha com o diabo que tentava impedir a consumação da obra do nosso resgate e reconciliação com Deus. Ele lutava em nosso favor. 

Satanás achou que a morte de Jesus foi sua vitória, mas foi justamente aí que aconteceu a nossa vitória. O sangue de Jesus derramado da cruz teve e tem o poder de dar-nos a vitória que tragou a morte (ICo 15.54b e 55).

O plano de vitória procedeu de Deus e não do homem, todo o sofrimento necessário foi consumado em Cristo Jesus. Contrariou todos os padrões constituídos, era um mistério para o mundo espiritual e material.

Os versos 18 e 19 nos dizem que tudo provém de Deus e na reconciliação recebemos o ministério e a mensagem de reconciliação.

Ministério é serviço, é trabalharmos para a reconciliação das pessoas à nossa volta com o Senhor Deus por meio de Jesus. Seu sangue encobre os nossos pecados e Deus nos vê reconciliados e vitoriosos.

O verso 20 declara-nos embaixadores e como tal porta vozes da reconciliação em Cristo. “O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus” Rm 6.23.

Éramos servos, escravos de um senhor carrasco, tirano e mau, hoje somos servos e escravos de um Senhor bondoso, amoroso que nos dá vida e vida em abundância, nos enche de paz e gozo.

Agradeça a Deus por ter-se feito em Cristo pecado, para a nossa justificação. Deus não olha mais para os nossos pecados, em nosso lugar Ele vê o sangue de Jesus Cristo derramado na cruz.

Jesus é a nossa justiça, é a nossa vitória.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário