segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

QUEM SOU EU?


Mateus 5.13 =        Sou o sal da terra.
Mateus 5.14 =        Sou a luz do mundo
João 1.12     =        Sou filho de Deus (parte de sua família – Veja Romanos 8.16).
João 15.1,5  =        Sou parte da videira verdadeira, um segmento (ramo) da vida de Cristo.
João 15.15   =        Sou amigo de Jesus.
João 15.16   =        Sou escolhido e designado por Cristo (para dar fruto)
Romanos 6.18=      Sou servo da justiça.
Romanos 6.22=      Sou servo de Deus.
Romanos 8.14,15= Sou filho de Deus (Deus, espiritualmente, é meu Pai – Veja Gl. 3.26 e 4.6).
Romanos 8.17 =     Sou herdeiro de Deus, co-herdeiro com Cristo, participando de sua herança.
I Corintios 3.16;6.19=Sou templo (morada) de Deus. Seu Espírito (sua vida) habita em mim.
I corintios 6.17=      Estou unido com o Senhor e sou um com ele.
I Corintios 12.27=   Sou membro (parte) do Corpo de Cristo (veja Ef. 5.30).
II Corintios 5.17=    Sou nova criatura (nova pessoa)
II Corintios 5.18,19=          Estou reconciliado com Deus e sou ministro da reconciliação.
Galatas 3.26,28=    Sou filho de Deus e um em Cristo.
Gálatas 4.6,7=        Sou herdeiro de Deus, visto ser seu filho
Efésios 1.1   =        Sou santo (ver I co. 1.2; Fp. 1.1; Cl. 1.2).
Efésios 2.10  =        Sou feitura de Deus, criado (nascido de novo) em Cristo para fazer a sua obra que ele             
preparou de antemão para eu fazer.
Efésios 2.19  =        Sou concidadão do restante do povo de Deus em sua família
Efésios 3.1; 4.1=     Sou prisioneiro de Cristo
Efésios 4.24  =        Sou justo e reto.
Filipenses 3.20=     Sou cidadão do céu, sentado no céu neste exato momento (veja Ef. 2.6).
Colossenses 3.3=   Estou escondido com Cristo em Deus.
Colossense 3.4=     Sou a expressão da vida de Cristo, porque ele é a minha vida.
Colossenses 3.12= Sou eleito de Deus, santo eternamente amado.
I Tessalonicenses 1.4=Sou eleito e amado eternamente por Deus.
I Tessalonicenses 5.5= Sou filho da luz e não das trevas
Hebreus 3.1  =        Sou um irmão santo, participante da vocação celestial.
Hebreus 3.14=        Sou participante de Cristo
I Pedro 2.5    =        Sou uma das pedras vivas, sendo edificado (em Cristo) como casa espiritual.
I Pedro 2.9,10=       Sou membro de uma raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade
exclusiva de Deus para anunciar as grandezas divinas.
I Pedro 2.11  =        Sou peregrino e forasteiro neste mundo no qual vivo temporariamente.
I Pedro 5.8    =        Sou adversário do diabo.
I João 3.1,2  =        Sou agora filho de deus. Serei semelhante a Cristo quando ele voltar.
I Hoão 5.18   =        Sou nascido de Deus, e o maligno (o diabo) não pode me tocar.
         
Mas pela graça de Deus, sou o que sou” (1 Co. 15.10).

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz

domingo, 30 de dezembro de 2018

PRINCÍPIOS PARA SE VIVER DEBAIXO DA GRAÇA DE DEUS


Elias era um homem temente a Deus. Falava os oráculos de Deus. Tinha uma íntima e saudável comunhão com o Senhor. *Orou para não chover devido à idolatria do povo e por três anos houve seca em Israel. Profetizou que a farinha da panela da casa da viúva de Serepta não se acabaria e o azeite da botija não faltaria e isto aconteceu. (I Reis 17:8-16) Enfrentou no monte Carmelo, com o perigo de perder a própria vida, o rei acabe, os 450 profetas de Baal e mais 400 profetas de Azéra e saiu-se vitorioso, orando para que Deus queimasse o altar de holocausto encharcado de água e tal fato se sucedeu.

Depois de feitos fantásticos, o texto que lemos nos diz que: Jezabel manda um recado para Elias, que o seu fim estava próximo. 1Re.19.1.3 – “Elias teve medo e correu para salvar a sua vida”. O vers. 4 - “Assenta-se debaixo de um zimbro e pede para si a morte numa conversa com Deus”.

Elias senta-se e depois dorme debaixo desta planta. De súbito é despertado por um anjo que lhe diz para levantar-se e comer pão cozido sobre as brasas e beber água. Ele come e bebe, dorme mais uma vez. O anjo lhe toca mais uma vez, faz novamente com que ele se alimente do pão e beba da água.

Depois de alimentado, com a força daquela comida, ele caminha 40 dias e 40 noites até chegar a Horebe, o monte de Deus. Ali Elias entra numa caverna para passar a noite. Tem um diálogo com Deus, onde finalmente abre o coração e recebe deste: Correção, orientação, alento, paz e direção para retornar ao caminho, retornar de novo a vida plena, debaixo da vontade de Deus.

A nossa estrutura física, emocional, mental e sobre tudo espiritual estão sujeitos a abalos que podem querer ofuscar, tampar, denegrir a visão que devemos ter de nosso Deus. Porém nunca podemos esquecer que se porventura, por algum motivo fracassarmos, cairmos, tivermos cometido escolhas erradas, houver cometido pecados, devemos lembrar:

I° PRINCÍPIO:... O CAIR É DO HOMEM, PORÉM O LEVANTAR, O ERGUER É DE DEUS.
Levantar: Tem o sentido de: Mudar de posição, Mudar de atitude, Mudar de rumo, Sair do estado que se encontra. Abrir os olhos para uma nova realidade
Sal. 145:14 - O Senhor sustém a todos os que estão a cair, e levanta a todos os que estão abatidos.
Sal. 30:5 - Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite; pela manhã, porém, vem o cântico de júbilo.

Existe uma diferença entre cair e ficar permanentemente prostrado, do cair e levantar-se renovado para enfrentar a vida de frente.

Você pode nesta oportunidade estar com sua vida em frangalhos. Sua estrutura física, emocional, mental, espiritual pode sentir abalos sísmicos, como de um terremoto, porém Deus é suficiente para tirar você desta, erguê-la, renová-la, fortalecê-la novamente. O medo, os problemas, as angustias, a depressão, o estresse, a ansiedade, a covardia, autocomiseração, não podem ofuscar a Graça, o Poder e o amor de Deus sobre você. Deus o ama e quer que você entenda isto claramente. Você é especial para Deus.

II° PRINCIPIO – SÓ DEUS PODE COLOCÁ-LO (A) EM PÉ NOVAMENTE E MOSTRAR-LHE A DIREÇÃO A SEGUIR.
Deus pode e quer tocar-lhe tirando-o(a) do sono, da apatia, do desanimo, da falta de fé, da insensatez da incredulidade. Deus vai colocá-lo(a) em pé novamente e mostrar-lhe a direção a seguir.

Veja o que a Bíblia nos diz em I Co. 2:9 o seguinte: Mas, como está escrito: “As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam”. “A comida já esta pronta pra você. É só levantar e comer. O Senhor mesmo preparou”:  *Pão cozido em brasa. Isto é, pão feito no fogo. Jesus disse: “Eu sou o pão da vida”.(João 6:48) “Eu sou o pão vivo que desceu do céu”.Se alguém comer deste pão viverá para sempre. Este pão é a minha carne que darei pela vida do mundo”.(João 6:57)

O FOGO: Simboliza a obra do Espírito Santo, como purificação em nossas vidas.
A ÁGUA é representada pela Palavra de Deus, que é viva. A Bíblia nos diz que Elias comeu e bebeu e com a força daquela comida, caminhou 40 dias e 40 noites até Horebe, o monte de Deus.
Obs. Você diariamente precisa alimentar-se da Palavra Viva do Senhor, para que você alcance vitórias no seu dia a dia.

III° PRINCÍPIO – A VOZ DE DEUS CALMA E SUAVE, SEMPRE ESTARÁ PRESENTE EM SUA VIDA, QUANDO VOCÊ ESTIVER NA CAVERNA. 1Re.19.1.11 - Vem para fora, põe-te neste monte perante a minha face.

CAVERNA:
É lugar de refúgio, lugar de fuga, lugar apenas para passar a noite. Mesmo em cavernas, Deus calmamente, suavemente irá dizer-lhe: "Que fazes aqui? Vem para fora. Eu sou o teu Deus. Eu conheço os teus problemas. Porque você é meu. Conheço as suas dores, os seus momentos de choro, de lágrimas, porém estou lhe dando a solução agora. Vem para fora, perante a minha face”. * “Saia da depressão. Chega de medo. Estou lhe dando a vitória Não há necessidade de ter medo. Quem é Jezabel? Quem são os seus deuses. Eles não puderam livrar nem mesmo os seus profetas”.

Jesus está lhe dizendo: “Vem para fora. Vem para a luz. Saia das trevas, da escuridão da noite. Vem para mim. Eu sou a luz neste mundo. Quem me segue não andará em trevas. Venha a mim, você que está cansado, e sobrecarregado, que eu o aliviarei. Lançai sobre mim, toda sua ansiedade, pois eu tenho cuidado de você”.                                                    

Pr. Nélson R. Gouvêa

Por Litrazini
Graça e Paz

sábado, 29 de dezembro de 2018

O QUE SIGNIFICA TER UMA CONSCIÊNCIA CAUTERIZADA?


A consciência cauterizada é mencionada em 1 Timóteo 4:2, onde Paulo fala sobre aqueles cujas consciências foram "cauterizadas" ou tornadas insensíveis, da mesma forma em que a pele de um animal marcado com um ferro em brasa se torna insensível a mais dor.

Para os seres humanos, ter a consciência cauterizada é resultado do pecado contínuo e impenitente. Eventualmente, o pecado adormece o senso moral de certo ou errado e o pecador impenitente torna-se insensível aos avisos da consciência que Deus colocou dentro de cada um de nós para nos guiar (Romanos 2:15).

No momento da salvação, somos purificados do pecado herdado de Adão e de todos os pecados pessoais. Mas à medida que continuamos em nossa caminhada cristã, ainda estamos propensos a pecar. Quando pecamos, Deus tem nos proporcionado um método de purificação para nos restaurar ao ponto da salvação. "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:9).

Quando nos permitimos praticar pecados com a nossa mente, estamos extinguindo o Espírito Santo que habita em nós, mas somos ordenados a não fazer isso (1 Tessalonicenses 5:19).

Quando continuamos em nossos pecados mentais sem confessá-los e começamos a praticá-los em nossos corpos (Tiago 1:15), entristecemos o Espírito Santo, o que também não devemos fazer (Efésios 4:30). Mais uma vez, temos a opção de confessar e arrepender-nos ou continuar no pecado e distanciamento.

Quando permanecemos no pecado, as nossas almas começam a se tornarem moralmente insensíveis. Finalmente chegamos a um ponto em que a nossa consciência está cauterizada e é incapaz de nos ajudar a determinar o certo do errado. É como se um ferro em brasa tivesse sido aplicado à nossa consciência, destruindo-a totalmente.

Pior ainda, podemos chegar ao lugar onde não mais nos importamos com o quanto pecamos. Isto é o que se entende em 1 Timóteo 4:2, onde Paulo se refere a falsos mestres:"pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência." Podemos facilmente ver isso como pura maldade. Um serial killer, por exemplo, teve sua consciência cauterizada e já não mais funciona para orientá-lo no que é certo e errado.

Os cristãos que continuam pecando apesar da disciplina divina podem morrer devido ao seu pecado. Deus faz isso para não permitir que tal pessoa faça mais danos a si mesmo ou ao testemunho do Seu Santo Nome. "Se alguém vir a seu irmão cometer pecado não para morte, pedirá, e Deus lhe dará vida, aos que não pecam para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que rogue. Toda injustiça é pecado, e há pecado não para morte" (1 João 5:16-17).

Esses pecados não nos fazem perder a nossa salvação, mas definitivamente afetam o nosso relacionamento com Deus e com os outros. Somos sábios se nunca nos deteriorarmos ao ponto de termos a nossa consciência cauterizada.

Fonte: GotQuestion

Por Litrazini
Graça e Paz

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

AS MARCAS OU ATRIBUTOS DA IGREJA


A igreja de Jesus possui certas características que a doutrina cristã tem ensinado. São quatro: Ela é santa, apostólica, una e universal.

SANTIDADE: Santo não é aquilo que se diz por aí. Santo é aquele, ou aquilo, que pertence a Deus. Santo é propriedade de Deus. A igreja é, pois, um povo separado para o Serviço de Deus. Santidade não é uma virtude moralista, mas um relação certa e positiva de Deus.

É pela presença do Espírito Santo que a igreja se torna santa. Veja I Coríntios 1.2: “Á Igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus,  chamados para ser  santos...”

Em Corinto havia uma igreja cheia de problemas e pecados, mas Paulo afirma que escreve aos irmãos chamados santos. Veja ainda Efésios 5.26,27 “Ele (Jesus) fez isso para santificar, purificando-a com a lavagem da água pela Palavra. A fim de apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, ou coisa semelhante, mas santa e irrepreensível”. Deus que a sua igreja santa, pura e preparada para encontrar-se com o Senhor Jesus.

APOSTÓLICA:  Os primeiros arautos (pregadores) da igreja foram os Apóstolos de Jesus Cristo. Por isso a igreja se chama apostólica. Os apóstolos anunciaram, e escreveram o Evangelho de Jesus Cristo, o Filho de Deus, crucificado e ressuscitado.

Alguns a tem entendido como igreja apostólica por se prender historicamente a uma sucessão histórica de oficiais ordenados. Nós, evangélicos, entendemos que a igreja é apostólica na medida em que é fiel aos ensinos e exemplos dos Apóstolos. A igreja continua a obra dos apóstolos, obedecendo as ordens do seu Senhor. Apóstolo quer dizer enviado e a igreja é apostólica quando é, efetivamente, enviada por Deus ao mundo.

Efésios 2.20 “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra angular.”

UNIDADE:  Esta unidade não significa uniformidade, isto é, uma forma única de ser para a igreja. A igreja é, inclusive, uma somatória de pessoas com dons, talentos, culturas, raças e línguas as mais variadas possíveis.

Mas esta diversidade ou variedade não pode desrespeitar o desejo de Cristo  em João 17.21. “Para que todos sejam um, como tu, Ó Pai, o és em mim, e eu  em Ti... (e o v.23)Eu neles, e Tu em mim, para que sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que Tu enviaste e que os amaste como também amaste a mim”.

Jesus quer uma igreja unidade, una. Paulo também descreve esta unidade espiritual em Corintios 12.12 ss. E essa foi a experiência da Igreja primitiva, de Atos dos Apóstolos 1.14; 2.1; 2.46; 4.24 e 32.

Esta Unidade é um Dom do Espírito Santo já concedido à igreja, independente das denominações criadas pelos homens.

CATOLICIDADE: A palavra católico quer dizer universal. E a igreja é universal porque o Evangelho está sendo anunciado em todo o mundo. Cristo, inclusive, afirmou que só voltaria quando este evangelho for pregado em todo o mundo. – Descubra você onde está este ensino (Mateus).

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

JESUS GASTAVA MUITO TEMPO COM O SOFRIMENTO ALHEIO.


Havia muita gente indo e vindo, a ponto de eles não terem tempo para comer (Mc 6.31)

Duas vezes o Evangelho de Marcos registra que Jesus e seus discípulos não tinham tempo para comer por causa da busca frenética de cura por parte de multidões de pessoas sofridas. Na primeira os familiares de Jesus viajaram 48 quilômetros de Nazaré a Cafarnaum para levá-lo à força para casa, preocupados com sua saúde, seu bem-estar e sua segurança (Mc 3.20-21). Na segunda menção é Jesus mesmo quem propõe um intervalo naquele corre-corre: “Venham comigo para um lugar deserto e descansem um pouco” (Mc 6.31).

O contexto mostra que a iniciativa não logrou êxito, pois, quando Jesus chegou à outra praia do mar de Genesaré, o sítio não estava mais deserto, porque para lá havia afluído por terra “uma grande multidão”. A multidão era formada daquelas ovelhas desviadas de que fala a profecia messiânica (Is 53.6): ovelhas fora do aprisco, ovelhas desnorteadas, ovelhas complicadas, ovelhas sem verdes pastos e sem águas tranquilas, sem vara e sem cajado, sem óleo e sem cálices transbordantes, sem honra e sem banquete, sem usufruto da bondade e da fidelidade do Senhor, pelo menos a partir do padrão do Salmo Pastoril (23).

Jesus teve compaixão dessas ovelhas, procrastinou o desejado descanso e gastou o dia inteiro abastecendo-lhes a alma com a Palavra de Deus e o estômago com pães e peixes (Mc 6.32-44).

A história é mais comovente ainda quando o Evangelho nos informa que naquele momento Jesus estava precisando de muito mais do que um mero descanso físico. O Senhor estava emocionalmente abatido com a notícia da morte de João Batista, seu parente (Lc 1.36) e precursor (Lc 3.1-18). Além do mais, os pormenores da morte de João foram trágicos: ele fora decapitado no cárcere e sua cabeça fora colocada num prato e entregue a uma adolescente, que a levou à sua mãe, amante de Herodes Antipas e autora intelectual do crime.

João não era um João ninguém, pois a respeito dele Jesus deixou bem claro: “Entre os nascidos de mulher não surgiu ninguém maior do que João Batista” (Mt 11.11). A prova de que o Senhor precisava urgentemente de um refrigério na presença de Deus é que ele, depois de insistir “com os discípulos para que entrassem no barco e fossem adiante dele para Betsaida” e depois de despedir a multidão,“subiu [sozinho] a um monte para orar” (Mc 6.45-46).

E ali ficou até “alta madrugada”, até por volta da quarta vigília da noite (entre 3 e 6 horas da manhã). Só então foi ao encontro dos discípulos.

Foi em meio a essas circunstâncias que Jesus pastoreou aquela multidão que estava à espera dele no lugar que se julgava deserto!

Por Litrazini
Graça e Paz

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

DEUS VERSUS SATANÁS


SE DEUS É TODO PODEROSO, POR QUE ELE NÃO SIMPLESMENTE MATA SATANÁS?

Um dos mistérios da vida cristã é por que Deus não destruiu Satanás imediatamente após o seu pecado. Sabemos que Deus um dia derrotará-lo ao jogá-lo ao Lago de Fogo onde será torturado dia e noite para sempre (Apocalipse 20:10), mas às vezes nos perguntamos por que Deus ainda não o destruiu. Talvez nunca saberemos o raciocínio exato de Deus, mas sabemos algumas coisas sobre a Sua natureza.

Em primeiro lugar, sabemos que Deus é absolutamente soberano sobre toda a criação, e isto inclui Satanás. É certo que Satanás e seus demônios causam estragos no mundo, mas eles só são permitidos uma certa quantidade de liberdade.

Também sabemos que Deus tem planejado tudo do início dos tempos até o fim. Nada pode frustrar os Seus planos, e as coisas estão procedendo exatamente como programado."O Senhor dos exércitos jurou, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e como determinei, assim se efetuará" (Isaías 14:24).

Em segundo lugar, "sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8:28). Tudo o que Deus tem planejado para Satanás será o melhor possível. A perfeita ira e justiça de Deus serão satisfeitas, e a Sua justiça perfeita será glorificada.

Aqueles que o amam e esperam que o Seu plano seja cumprido serão felizes em fazer parte desse plano e vão louvar e glorificá-lo ao ver tudo acontecer.

Terceiro, sabemos que questionar o plano de Deus e o seu tempo é questionar o próprio Deus, Seu julgamento, Seu caráter e natureza. Não é sensato questionar o Seu direito de fazer exatamente o que lhe agrada.

O salmista nos diz: "Quanto a Deus, o seu caminho é perfeito" (Salmo 18:30). Qualquer plano que venha da mente do Todo Poderoso é o melhor plano possível. É verdade que não podemos esperar entender essa mente perfeitamente, como Ele nos lembra: "Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos" (Isaías 55:8-9).

No entanto, a nossa responsabilidade para com Deus é obedecer a Ele, confiar nEle, e submeter-nos à sua vontade, quer entendamos ou não. No que diz respeito ao tempo para a morte de Satanás, com certeza é o melhor plano possível porque é o plano de Deus.

Fonte: GotQuestion

Por Litrazini
Graça e Paz

terça-feira, 25 de dezembro de 2018

TRAGA À MEMÓRIA O QUE TE DÁ ESPERANÇA


O que é esperança? De acordo como o dicionário online Caldas Aulete, significa “expectativa otimista da realização daquilo que se almeja”. Outro léxico, o Houaiss, dentre várias acepções, diz que esperança quer dizer “sentimento de quem vê como possível a realização daquilo que deseja; confiança em coisa boa; fé”.

Já o Dicionário da Bíblia de Almeida verte: “confiança no cumprimento de um desejo ou de uma /expectativa”1. Com essas explicações, percebemos que a esperança está relacionada com o futuro, com o esperar confiantemente. Todavia, carecemos de distinguir entre esperanças terrenas e esperanças espirituais.

A história e a experiência humanas nos mostram que nem sempre a esperança pode ser alcançada. Às vezes ela pode ser frustrada (Provérbios 23.18). Por que isso acontece?
Porque pessoas falham; promessas terrenas se alteram e eventos podem ser modificados por inúmeros motivos, inclusive pela intervenção divina. E, nesse contexto, a desesperança gerada pela decepção pode nos afundar no mar da angústia e da depressão.

Basta lembrarmos de casos reais de pessoas que, por não experimentarem a materialidade de suas esperanças, acabaram por tirarem suas próprias vidas. Inclusive, na própria Bíblia, há casos de pessoas que se suicidaram (1 Samuel 31.2-5) ou que pediram a Deus a morte (1 Reis 19.4).

Então, o que podemos fazer para que tenhamos uma vida saudável e preservada das consequências negativas das frustrações oriundas das falhas de determinadas esperanças?

Primeiro, devemos abraçar as esperanças eternas. Estas são as que estão escritas na Palavra de Deus: porque têm origem em Deus (Romanos 15.13), têm vida (1 Pedro 1.3-5), estimulam a fé o e amor fraternal (Colossenses 1.3-5), fomentam a purificação (1 João 3.1-6), superam as tribulações (Romanos 5.1-5), produzem alegria e paz no Espírito (Romanos 15.13) e, dentre outras bênçãos, estão fundamentadas na Pessoa graciosa de Jesus: “que é Cristo em vós, esperança da glória” (Colossenses 1.27).

Segundo, precisamos criar, humanamente falando, esperanças lógicas e possíveis, isto é, esperanças factíveis, como por exemplo, o sonho de conseguir cursar um determinado curso ou trabalhar num determinado lugar ou constituir uma família. Nesse sentido, podemos (e devemos), sim, dar origem e acalentar muitas esperanças.

Dito isso, façamos nossas as palavras de Jeremias, quando, em meio à calamidade de sua nação, disse: “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança” (Lamentações 3.21, ARA2). A postura deste profeta traz-nos uma grande lição. A de que, ao enfrentarmos terríveis provações, o melhor a fazermos é focarmos nossos pensamentos naquilo que é bom, em coisas que podem nos preservar de sentimentos destrutivos.

Afinal, como afirma o apóstolo Paulo, “se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da terra; porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus” (Colossenses 3.1-3).

1 Bíblia do Obreiro. Sociedade Bíblica do Brasil, 2014, Barueri, SP.
2 Almeida Revista e Atualizada

João Paulo Souza

Por Litrazini
Graça e Paz

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

A ALEGRIA DA JUSTIFICAÇÃO EM DEUS


Deus nos chama para a alegria. Isto podemos ver em toda a Bíblia e de maneira especial no apelo que o apóstolo Paulo faz em Filipenses 3.1. Muitos não tem esta alegria porque não conseguem entender três verdades.

O chamado cristão é um chamado para a alegria. A alegria cristã é antes de tudo “no Senhor”. Esta alegria depende do conhecimento da verdade.

Paulo esta tão convencido que a alegria do crente depende do conhecimento da doutrinas cristãs, que faz um apelo para que o povo não dê ouvidos à aqueles que tentam pervertê-la seguido de uma belíssima exposição da verdade central do evangelho, a verdade que o adversário de nossas almas mais tenta perverter: o crente é justificado dos seus pecados pela fé em Cristo. Paulo, portanto, expõe a doutrina central do evangelho, doutrina que ocasionou a reforma protestante, revelando verdades preciosas acerca da doutrina da justificação pela fé. Que verdades são estas?

VERDADES BÁSICAS SOBRE A DOUTRINA DA JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ.

1- AO HOMEM É ABSOLUTAMENTE IMPOSSÍVEL SER JUSTIFICADO DOS SEUS PECADOS PERANTE DEUS PELOS SEUS MÉRITOS PESSOAIS.

É o ato divino que legalmente nos absolve dos nossos pecados e nos declara justos. Lutero chamava a justificação de “O artigo mediante o qual uma igreja permanece de pé ou cai”. Na Bíblia, “justificar” significa “declarar justo”. Ou seja, declarar acerca de uma homem, em um tribunal, que ele não está sujeito a qualquer penalidade, mas que ele é dotado de todos os privilégios devidos aqueles que sempre observaram a lei. Justificar equivale ao ato de um juiz pronunciar a sentença oposta a de condenação.

POR QUE O HOMEM NÃO PODE POR SI MESMO SER JUSTIFICADO? 
Primeiro, porque o homem não é capaz de cumprir a lei de Deus. Realmente, há promessa na Bíblia para quem cumpre a lei, mas quem o faz? 
Segundo, porque não é capaz de pegar o seu débito. Nossas penas são proporcionais a gravidade dos nossos delitos. Qual deve ser a pena para quem pecou contra Deus? Paulo fala da sua própria experiência. Vs. 4-7. Você confia na carne?

2- A JUSTIFICAÇÃO SÓ PODE SER OBTIDA PELA FÉ EM CRISTO.

COMO DEUS SENDO JUSTO PODE CONSIDERAR INOCENTE UM PECADOR?  
Deus nos perdoa de maneira justa com base na obra de seu Filho na cruz, que nos proporciona perdão e declara Deus como justo.

Qual a principal marca desta fé? Quando o pecador depende única e exclusivamente de Cristo para a sua salvação. Filipense 3.7-9.O que houve na vida de Wesley e Lutero após a descoberta desta verdade.
Você crê em Cristo? Então, eu pergunto a você: “Você crê que é um homem salvo?” e você responde-me: “Creio que sim”. Pergunto novamente: “por que você se considera um homem salvo?” Posso imaginar você me respondendo: “Eu não faço mal a ninguém”. Mas, o testemunho bíblico nos dá conta de que todos pecaram e carecem da glória de Deus. Este testemunho não estaria de acordo com o que vemos sobre o homem na face da terra?

3- O QUE FOI VERDADEIRAMENTE JUSTIFICADO TEM CRISTO COMO O MAIOR AMOR DE SUA VIDA.
Muitos pensam que esta doutrina conduz a frouxidão moral. Estes não entendem que não há maior base para a vida santa do que ela. E mais, todo ensino bíblico acerca da justificação enfatiza o fato de que aquele que foi justificado inevitavelmente entra em processo de santificação.

O QUE VEMOS NA VIDA DE UM JUSTIFICADO?
3.1- Vida cujo Sinal Maior da sua Realidade, é Interior, Consequência da Obra que o Espírito faz no Coração do Crente Levando-o a Genuína Adoração. Fp.3.3
3.2- Tem Jesus como Único Fundamento da sua Salvação por isso se Gloriam nele e não na Carne. Fp.3.4 .
3.3- Reconhecimento do Real Valor da Pessoa de Cristo. Fp.3.7-8.
3.4- Amor Real e Profundo por Jesus. Fp.3.8b.
3.5- Desejo Ardente de Aprofundar a Relação com Cristo. Fp.3. 8 e 10.
3.6- Vida Profundamente Identificada com Cristo. Fp.3.10.
3.7- Esperança de Salvação Total em Jesus. Fp.3.11

Só esta vida pode trazer alegria. Que resultados fantásticos seguem a correta pregação sobre esta doutrina!  Que Deus, pelo seu Espírito ajude-nos a compreendê-la.                                             

Pr Antonio Carlos Costa

Por Litrazini
Graça e Paz

domingo, 23 de dezembro de 2018

O ESPÍRITO DO BOM ADORADOR



O Espírito Santo é um Adorador. "Ele me glorificará porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar." (João 16:14)

É Ele quem nos capacita à viver uma vida de verdadeiros adoradores. Se queremos ser verdadeiros adoradores precisamos ter o Espírito Santo e desenvolver comunhão com Ele (2 Cor. 13:13). No velho testamento, Moisés podia ir ao Pai e ter comunhão com Ele. No novo testamento os discípulos podiam ir até o Filho e ter comunhão com Ele. Hoje temos o Espírito Santo para termos comunhão com Ele e sermos a cada dia verdadeiros adoradores.

Ele é uma pessoa, a terceira pessoa da trindade, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Vejamos algumas características do Espírito Santo e alguns cuidados à serem observados:

ELE É PROFESSOR, é Ele quem nos ensina a palavra de Deus (1Cor. 2:12,13). E como professor devemos dar a devida atenção à Ele e aprender com Ele.

ELE É GUIA, nos mostra como fazer a vontade de Deus (Atos 8:29). Como nosso guia devemos andar segundo a sua vontade e não conforme a nossa.

ELE É AJUDADOR, é quem nos ajuda a orar como devemos (Romanos 8:26). Devemos sempre pedir sua ajuda quando formos orar.

ELE É COMPANHEIRO, pois Jesus o enviou como aquele que estará conosco até sua volta (João 14:16). Devemos tomar cuidado em não deixá-lo de lado e sermos independentes.

ELE É CONSOLADOR, é Ele quem nos consola nos momentos difíceis de nossas vidas (João 14:16). Como Consolador devemos sempre buscar Nele o consolo que precisamos.

A Bíblia é muito clara quando diz que qualquer pecado cometido contra o Espírito Santo não será perdoado, por isso não devemos entristecê-lo, desprezando-o e negando seu poder e sua presença. Em toda a bíblia não vemos dizer "Não entristeçais a Deus" ou "Não entristeçais a Jesus", mas "Não entristeçais o Espírito de Deus..."  (Efésios 4:30). Devemos levar muito a sério a pessoa do Espírito Santo!!! (Lucas 12:10) O Espírito de Deus é santo e todo pecado que cometemos o entristece profundamente.

PRÁTICA
A palavra de Deus diz para nos enchermos do Espírito (Efésios 5:18). Vamos ver de que maneira podemos ser cheios do Espírito Santo:
1º - Obedecendo (Atos 5:32);
2º - Tendo comunhão uns com os outros (Efésios 5:19 à 21);
3º - Buscando, pedindo (Lucas 11:13);
4º - Recebendo pela fé, a palavra de Deus diz que o Espírito de Deus já nos foi dado, precisamos recebê-lo pela fé, assim como recebemos a Jesus como nosso salvador sem vê-lo, pela fé, também precisamos receber o Espirito Santo pela fé. (Hebreus 11:06)

Sabemos que é da vontade de Deus que sejamos cheios do Espírito, e se sabemos que esta é sua vontade, então sabemos que Ele nos ouve quando pedimos e buscamos. Se sabemos que Ele nos ouve, sabemos que Ele nos concede. (1João 5:14,15).

DESAFIO
Se você deseja ser um verdadeiro adorador, seja cheio do Espírito Santo! Ore agora pedindo à Ele que tome toda sua vida.                                                                 

Aurélio Junior

Por Litrazini
Graça e Paz

sábado, 22 de dezembro de 2018

GOZO NA AFLIÇÃO


SEGURANDO NAS MÃOS DO SENHOR
Salmos 73:23 – “Todavia estou de contínuo contigo, TU ME SEGURASTE PELA MINHA MÃO DIREITA.
Salmos 18:16 – “Do alto ESTENDEU ELE A MÃO E ME TOMOU; tirou-me das muitas águas.”         
Salmos 37:24 – “Ainda que caia não ficará prostrado pois O SENHOR O SEGURA PELA MÃO.”

TU CAMINHARÁS
Salmos 143:8 – “...Faze-me saber O CAMINHO QUE DEVO SEGUIR.”
Salmos 32:8 – “Ensinar-te-ei O CAMINHO QUE DEVES SEGUIR.”
Isaias 57:12 – “ E dir-se-á: aplainai, aplanai, PREPARAI O CAMINHO.”

ACIMA DOS OBSTÁCULOS
Isaías 57:12 – “... TIRAI OS PROPEÇOS”.
Isaias 49:11 – “E FAREI DE TODOS OS MEUS MONTES UM CAMINHO, e as minhas veredas serão exaltadas.”
Salmos 18:29 – “Porque contigo entrei pelo meio dum esquadrão, COM O MEU DEUS SALTEI UMA MURALHA.”

TENDE GRANDE GÔZO
Tiago 1:2 – “Meus irmãos, TENDE GRANDE GÕZO, quando cairdes em várias tentações.”
Tiago 1:12 – “Bem aventurado o varão que “SOFRE A TENTAÇÃO, porque quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido dar aos que o amam.”

DAR-LHE-EI UM BELO PRESENTE
II Timóteo 4:7 – Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé, só me resta a COROA DA JUSTIÇA que me está guardada, a qual o Senhor justo juiz me dará naquele dia; não somente a mim, mas a todos os que amarem a sua vinda.”
Apocalipse 2:10 – “Sê fiel até a morte, e DAR-TE-EI A COROA DA VIDA

A VINDA DE JESUS
Tiago 5:8 – “Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque A VINDA DE JESUS ESTÁ PRÓXIMA.”

PREGAR A PALAVRA
Marcos 16:15 –“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, PREGAI O EVANGELHO a toda a criatura.”
Isaias 55:11 – “Assim será a palavra que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que  me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.”
Tiago 1:21 – “Recebei com mansidão A PALAVRA EM VÓS ENXERTADA, a qual pode salvar as vossas almas.”
Provérbios 11:30 – “ E O QUE GANHA ALMAS SÁBIO É.”
Colossenses 4:17 – “Atenta para o ministério que recebeste do Senhor; para que o cumpras.

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz