quarta-feira, 30 de junho de 2021

PODER PARA SERVIR AO SENHOR

"Depois disse o Senhor a Moisés: ... Então tomarás o óleo da unção e ungirás o tabernáculo, e tudo o que há nele; e o santificarás, a ele e a todos os seus móveis; e será santo" (Êx 40:1-9)

O Senhor disse para Moisés colocar tudo em ordem (vs.4) e depois iria ser derramado o óleo da unção sobre os seus pertences.

A unção de Deus só poderá ser derramada em nossas vidas quando estivermos com ela em ordem e no devido lugar onde Deus nos ordenou estarmos e aí teremos todo o seu poder a nossa disposição para fazer tudo aquilo que Ele preparou para nós.

Um outro grande exemplo de Poder de quando você está no lugar onde Deus designou para você: "Gideão, pois, e os cem homens que estavam com ele chegaram à extremidade do arraial, ... e clamaram: A espada do Senhor e de Gideão! E conservou-se cada um no seu lugar ao redor do arraial; então todo o exército deitou a correr e, gritando, fugiu." (Juizes 7.19-21)

O texto, mas ele começa dizendo que o Senhor queria que o exército de Israel fosse contra os midianitas e os derrotassem, (vs. 2 "Disse o Senhor a Gideão: O povo que está contigo é demais para eu entregar os midianitas em sua mão; não seja caso que Israel se glorie contra mim, dizendo: Foi a minha própria mão que me livrou."), mas como o exército de Israel era numeroso, isto não seria nenhuma façanha, e com isto o povo iria crer no poder de sua força e não na de Deus.

Então o Senhor começou a peneirá-los e com isto sobraram somente 300 homens e assim seria impossível para eles, se não fosse pelo poder do Senhor operando neles.

O Exército de Gideão venceu esta batalha com apenas estes 300 homens e sem nenhuma arma de guerra, pois o Senhor lhes ordenou usar contra os midianitas trombetas e cântaros vazios contendo tochas acesas.

E hoje Deus que usar estas mesmas armas para realizar a sua obra, ou seja nós somos estes cântaros vazios onde Ele derramará do seu fogo e as suas trombetas para pregar o seu evangelho.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

terça-feira, 29 de junho de 2021

ENTENDENDO A PROVISÃO DIVINA

"...Depois veio a Elias a palavra do Senhor, dizendo: Retira-te daqui, vai para a banda de oriente, e esconde-te junto ao ribeiro de Querite, que está ao oriente do Jordão. Beberás do ribeiro; e eu tenho ordenado aos corvos que ali te sustentem.

Partiu, pois, e fez conforme a palavra do Senhor; foi habitar junto ao ribeiro de Querite, que está ao oriente do Jordão. E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã, como também pão e carne à tarde; e ele bebia do ribeiro" (1Re.17.1-6)

Muitos já conhecem este texto que relata um período onde Deus estava exercendo o seu juízo sobre aquela nação e mandou que Elias fosse para um certo lugar e em meio à escassez de alimento e água, mas por Elias estar no lugar designado por Ele, então dava ordem aos corvos para que o alimenta-se e colocou-o ao lado de um ribeiro de água para ele saciar a sua sede.

O Pai sabe de tudo que necessitamos e quando nos dispomos e vamos para onde Ele nos ordenar, Ele irá suprir e prover em todas as áreas de nossas vidas.

"Pelo que chamou Abraão àquele lugar Jeová-Jiré; donde se diz até o dia de hoje: No monte do Senhor se proverá" (Gn 22.14)

Um outro grande exemplo do que acontece quando não vamos para o lugar onde Deus nos direciona, é o adultério do Rei Davi em 2º Samuel 11:1-2 "Tendo decorrido um ano, no tempo em que os reis saem à guerra ...Porém Davi ficou em Jerusalém. Ora, aconteceu que, numa tarde, Davi se levantou do seu leito e se pôs a passear no terraço da casa real; e do terraço viu uma mulher que se estava lavando; e era esta mulher mui formosa à vista."

O Rei Davi estava no lugar completamente errado, porque não estava na guerra como era de costume dos reis, e com isto passeando pelo palácio real enquanto seus servos lutavam, avistou uma mulher banhando-se e ela era muito formosa e os dois acabaram cometendo um adultério onde muitos de nós já conhecemos as suas consequências no reinado de Davi.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

segunda-feira, 28 de junho de 2021

O SENHOR É A MINHA FORÇA

 E ele lhe disse: Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai. E o Senhor lhe disse: Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como se fossem um só homem. (Jz 6.15,16)

O Senhor Deus é a força da minha vida O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O SENHOR é a força da minha vida; de quem me recearei? (Sl 27.1).

O poder de Deus se aperfeiçoa na nossa fraqueza. O Senhor Deus faz o fraco tornar-se forte E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. (2 Co. 12.9).

Diga ao fraco: Eu sou forte Forjai espadas das vossas enxadas, e lanças das vossas forças; (Joel 3.10).

O forte em Cristo é aquele que reconhece as suas fraquezas (2 Co. 12.9,10).

Não se deixe intimidar pelo inimigo. Deus vai te ungir com o Espírito Santo para aquilo que você se dispuser a fazer para Jesus; porém, não existe unção para ficar na cadeira da igreja, parado, sem fazer nada.

O Senhor Jesus deseja que você retome a tua posição de autoridade no Reino de Deus (Ef 2.4-6).

Para que você seja forte, é preciso permanecer na Videira Verdadeira, ser firme na palavra, ser fiel, obediente ao Senhor em tudo, e de todo o seu coração.

A intimidação é a mãe da manipulação, do engano, da falsidade, da mentira, do medo, do fracasso, da morte.

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

domingo, 27 de junho de 2021

BOM É TER ESPERANÇA

 “Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor.” (Jr 17.7)

“Bom é ter esperança e aguardar em silêncio a salvação do Senhor” (Lam 3.26)

“Deveras há esperança para ti, e a tua esperança não será malograda” (Pv 23.18)

“Pois o necessitado não será para sempre esquecido, e a esperança dos aflitos não se há de frustrar perpetuamente”

“E eu Senhor, que espero? A minha esperança está em Ti” (Sl 39.7)

“Ó minha alma, espera somente em Deus, dele vem a minha esperança” (Sl 62.5)

“Com tremendos feitos nos respondes em tua justiça, ó Deus, Salvador nosso, esperança de todos os confins da terra e dos mares longínquos” (Sl 65.5).

“Pois Tu és a minha esperança, ó Senhor Deus, a minha confiança desde a minha mocidade” (Sl 71.5)

“Ampara-me, segundo a tua promessa, para que eu viva, não permitas que a minha esperança te envergonhe” (Sl 119.116)

“Levanto-me antes da alva e clamo por socorro; aguardo com esperança a tua Palavra”. 

“Agora, permanecem estes três: A fé, a esperança, e a caridade (ou) e o amor, mas o maior é o amor” (1Co 13.13)

“Se é que permaneceis fundados e firmes na fé, não vos deixando afastar da esperança do evangelho que ouvistes, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, fui feito ministro”. (Colos 1.23)

“E o próprio nosso Senhor Jesus Cristo, e nosso Deus e Pai, que nos amou, e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, console os vossos corações. E os confirme em toda a boa obra”.

“A esperança adiada faz adoecer o coração” (Pv 13.12)

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

sábado, 26 de junho de 2021

RELACIONAMENTO COM O ESPÍRITO SANTO

Sem o elo do Espírito Santo seria impossível nossa vinculação com Deus, porque ele é a ponte que nos une a Cristo e ao Pai. Ele é a presença de Deus em nossa peregrinação, que de outra sorte ocorreria em silêncio.

Jesus disse que precisava subir para o Pai a fim de enviar-nos o Espírito. “Convém que eu vá, porque se eu não for, o Consolador não virá para vós...” (Jo.16.7).

Não nos contentamos meramente com que o Espírito Santo viva em nós. Mas, da nossa comunhão com o Espírito Santo nasce nossa felicidade.

O Espírito passa a morar em nós desde o momento de nossa conversão, e continuará pela eternidade, mas nossas temporadas de felicidade só ocorrem quando estamos vivendo em sinceridade diante de Deus.

Quando estamos cheios do Espírito podemos conversar abertamente com Ele. A felicidade provém desta última condição.

Muitos cristãos vivem em derrota. Vivem juntos com Deus, mas não querem conversa com Ele. Seu relacionamento com Deus é estritamente convencional.

O ateu pode realmente ser tão feliz quanto o cristão que perdeu toda a comunhão com o Cristo interior. O segredo da nossa felicidade não é somente a intimidade com Deus mediante o seu Espírito Santo. Vai mais além da integração emocional de nossa vontade com a dele: é a substituição de nossa vontade pela vontade de Deus.

O Espírito Santo não pode encher nossas vidas quando estamos cheios de nós mesmos. Visto que ninguém pode ter um copo cheio de leite e completamente cheio de água, Ele só enche nossas vidas quando deixamos de lado nossos próprios desejos e alvos, e nos contentamos em ser servos.

Deus não nos pede que vivamos em perfeição, mas nos pede que aceitemos sua posse e controle. Fazemos este acordo quando transferimos-lhe nossas vidas. A este ato se dá, na escritura, o nome de aliança.

Deus nos ama e está preparado para prometer-nos vida eterna se lhe prometermos nossos seres integralmente. 

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz




 

sexta-feira, 25 de junho de 2021

CENTRANDO EM DEUS

O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O SENHOR é a força da minha vida; de quem me recearei? (Sl 27.1)

 “O Senhor é a minha luz e a minha salvação...”. (Sl. 27.1) Quando os problemas cercaram o salmista de todos os lados, ele pensou mais em Deus do que nos problemas.

Temos a tentação de centralizarmos tanto nos problemas, que perdemos de vista a suficiência e o poder triunfante de Deus que nos está disponível para resolve-los.

O pânico nos assalta, e clamamos: “que posso fazer?” em vez de: “o que Deus pode fazer?”

“O Senhor é a fortaleza da minha vida; a quem temerei?” (Sl. 27.1) uma vez estando seguro, debaixo da proteção e cuidado de Deus, o salmista não necessitava temer a nada e a ninguém.

“Ainda que um exército se levante ...” (Sl.27.3) Porque muitos são tão frágeis e sua confiança com Deus?

Porque necessitam de mais fé e conhecimento de Deus, tudo o mais que alcançar virá dessa relação com Deus.

Em vez de ansiarmos por mais fé para conseguirmos mais de Deus, precisamos conseguir mais de Deus para termos mais fé.

“Uma coisa pedi ao Senhor...” (Sl.27.4). Esta frase indica a prioridade espiritual na vida do salmista (Mt 6.33). A magnitude de seus problemas, o levou a uma solidão monumental na qual sentiu o desejo de ver o Senhor.

Ele almeja contemplar a beleza do Senhor no seu santuário, ocultar-se em seu pavilhão, encontrar segurança no recôndito do seu tabernáculo e ser elevado acima de seus inimigos e posto sobre uma rocha. Longe do seu alcance.

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

quinta-feira, 24 de junho de 2021

MORTE E VIDA DO HOMEM

Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram; pois antes de ser dada a Lei, o pecado já estava no mundo. Mas o pecado não é levado em conta quando não existe lei.

Todavia, a morte reinou desde o tempo de Adão até o de Moisés, mesmo sobre aqueles que não cometeram pecado semelhante à transgressão de Adão, o qual era um tipo daquele que haveria de vir.

Entretanto, não há comparação entre a dádiva e a transgressão. Pois se muitos morreram por causa da transgressão de um só, muito mais a graça de Deus, isto é, a dádiva pela graça de um só homem, Jesus Cristo, transbordou para muitos!

Não se pode comparar a dádiva de Deus com a consequência do pecado de um só homem: por um pecado veio o julgamento que trouxe condenação, mas a dádiva decorreu de muitas transgressões e trouxe justificação.

Se pela transgressão de um só a morte reinou por meio dele, muito mais aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de um único homem, Jesus Cristo.

Consequentemente, assim como uma só transgressão resultou na condenação de todos os homens, assim também um só ato de justiça resultou na justificação que traz vida a todos os homens.

Logo, assim como por meio da desobediência de um só homem muitos foram feitos pecadores, assim também, por meio da obediência de um único homem muitos serão feitos justos.

A Lei foi introduzida para que a transgressão fosse ressaltada. Mas onde aumentou o pecado, transbordou a graça, a fim de que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reine pela justiça para conceder vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor”. (Rm 5.12­–21)

Em 1Co 15, Paulo diz que Adão foi a pessoa que trouxe o pecado ao mundo e Jesus Cristo é a pessoa que traz vida aonde antes reinava a morte. Além disso, em 1Tm 2.14, Paulo diz: “E Adão não foi enganado, mas sim a mulher que, tendo sido enganada, tornou-se transgressora”.

“Pois da mesma forma como em Adão todos morrem, em Cristo todos serão vivificados”. (1Co.15.22)

“Assim está escrito: ‘O primeiro homem, Adão, tornou-se um ser vivente’ o último Adão, espírito vivificante”. (1Co.15.45)

Lidiomar T. Granatti / Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

quarta-feira, 23 de junho de 2021

OBJETIVO DA VINDA DE JESUS

A META DA SALVAÇÃO

O PROPÓSITO ETERNO. Nos planos de Deus estavam traçadas todas as características que esta meta deveria ter. Era restaurar o estado de vida eterna perdida no Éden, Gn. 3: 22; redimir a raça humana do estado de pecaminosidade vivido desde a queda, Rm. 8.23; conduzir o homem já redimido ao estado de santificação gerado pelo Espírito Santo, Rm. 8.14-17 e, enfim, capacitar-nos para perseverar até que tudo se cumpra, II Tm. 2.4.

O ALVO DE DEUS. Compreende os povos, ou seja, todos os homens da terra. A razão que inspirou Deus a mover sua destra salvadora em nosso benefício foi seu grande amor, Jo. 3.16.

BUSCAR E SALVAR

A missão de Jesus está basicamente registrada em Lc. 19.10. Dois verbos apontam o objetivo de Jesus e sua estratégia de resgate do pecador. Para salvar, é preciso primeiramente buscar, e para buscar tem que haver o interesse de salvar.

Para salvar o homem, Jesus fez a alegria de uma festa de casamento, evitando o vexame de não se ter o vinho, mantendo o clima em estado de alegria, Jo. 2.9-10; demonstrou, na purificação do templo, a preservação do objetivo, para o qual fora edificada a casa do Pai, Jo. 2.13-16; curou diversos enfermos físicos que lhe eram trazidos, Mc. 6.55-56; acalmou a tempestade que afligia os seus discípulos, Mt. 8.23-27.

Estas citações exemplificam o interesse de Jesus em nossa procura. Ele tentou dizer que estava em nossa busca, no nosso encalço para nos salvar.  

JESUS VIVENDO A MISSÃO SALVADORA

Na plenitude dos tempos, ou seja, quando o mundo estava preparado para recebê-lo, Deus enviou seu Filho para cumprir a missão salvadora.

A missão de Jesus foi resgatar o homem. Jesus cumpriu integralmente sua missão salvadora. “Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiaste para fazer”. (Jo. 17.4)

O ponto culminante da missão salvadora de Jesus foi a cruz, Hb. 12.2. Nela ficou registrada toda a redenção pretendida pelo Pai. Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, as nossas dores, a nossa má reputação, o nosso desprezo e a nossa rejeição, Is. 53.2-5.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

terça-feira, 22 de junho de 2021

FIDELIDADE DIVINA

Fidelidade é uma das palavras mais empregadas na Bíblia.

Frequentemente ela é associada a Deus, cujo atributo mais caro ao ser humano é precisamente a Sua fidelidade, pelo que muitas vezes é chamado de Rocha, numa indicação de Sua imutabilidade.

Suas obras são perfeitas, porque todos os seus caminhos são juízo; Deus é fidelidade, e não há nele injustiça; é justo e reto. (Dt 32.4)

Como aprendemos no Novo Testamento, fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor (1 Co 1.9).

O Senhor é fiel; ele vos confirmará e guardará do Maligno. (Tss 3.3)

NEle, fidelidade é a Sua persistência no propósito de ser misericordioso e bondoso para conosco.

Como o salmista, sabemos que a Sua misericórdia se eleva até aos céus e a Sua fidelidade, até às nuvens (Sl 57.10).

Por isto, cada um de nós pode elevar a Ele a sua voz, nestes termos: Quanto a mim, porém, Senhor, faço a ti, em tempo favorável, a minha oração. Responde-me, oh Deus, pela riqueza da tua graça; pela tua fidelidade em socorrer (Sl 69.13).

Cantarei para sempre as tuas misericórdias, oh Senhor; os meus lábios proclamarão a todas as gerações a tua fidelidade (Sl 89.1).

Tal é essa verdade que, em Deus, misericórdia e fidelidade são sinônimas.

O início da vida cristã, com a força revolucionária da salvação, se compara à explosão de uma corrida de 100 metros. No entanto, o prosseguimento da vida cristã se assemelha a uma corrida de longa distância, com um percurso de milhões de quilômetros.

A salvação por Jesus nos põe na pista; a fidelidade a Jesus nos mantém nela.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

segunda-feira, 21 de junho de 2021

AS DIMENSÕES DA MANSIDÃO

A palavra mansidão é uma das mais interessantes da Bíblia, porque seu significado foi mudando com o tempo.

No início, mansidão era um vocábulo aplicado a pessoas pobres, desprovidas de qualquer bem ou proteção. Essas pessoas, por terem apenas a Deus como seu único bem, dependiam dEle e esperavam dEle a solução dos seus problemas.

É a este tipo de mansidão a que se referem os poetas e profetas do Antigo Testamento. Os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz (Sl 37:11).

Os mansos terão regozijo sobre regozijo no Senhor, e os pobres entre os homens se alegrarão no Santo de Israel (Is 29:19). Este é o mesmo sentido que Jesus dá a esta virtude, ao prometer que são bem-aventurados os mansos, porque [eles] herdarão a terra (Mt 5.5).

No Antigo Testamento, mansidão é prioritariamente uma atitude de completa dependência diante de Deus e a consequente aplicação desta disposição no relacionamento com os outros.

Se sou dependente de Deus, vou ter uma relação diferente com Ele e vou tratar meus semelhantes (até os que me importunam) de modo coerente com o meu relacionamento com Deus.

No Novo Testamento, a mansidão (prautes, no grego) está associada a um estado de espírito diante de Deus e a uma disposição de mente diante do próximo.

Diante de Deus, mansidão é a marca da humildade. Diante de Deus, mansidão é uma das dimensões do domínio próprio e da longanimidade.

Ser manso é ter a capacidade de se controlar diante daquilo que nos irrita.

Manso é aquele capaz de perder uma discussão, sem se exasperar.

Manso é aquele capaz de discutir um assunto, sem perder a calma.

Manso é aquele capaz de ser livre do espírito de vingança, mesmo diante da provocação.

Manso é aquele que prefere errar perdoando em lugar de "acertar" odiando (ou odiar errando).

Jesus era manso. Ele mesmo se apresentou assim, ao dizer que seu jugo era suave. Eu sou manso e humilde de coração (Mt 11.29)

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

domingo, 20 de junho de 2021

DIFERENÇA ENTRE LOUVOR E ADORAÇÃO

Todo o louvor deve conduzir à adoração. Se louvar é bom, adorar é muito melhor.

No louvor, você louva por causa dos feitos de Deus. Na adoração, você adora ao próprio Deus.

O louvor nasce na alma, a adoração nasce no espírito

No louvor você fica agitado, é um ato de emoção. A adoração é devoção.

Enquanto a energia do louvor se concentra no que Deus faz, a energia da adoração se concentra no que Deus é.

O louvor é um ato, é uma expressão de sua vida. A adoração já é um estilo de vida é um modo de viver.

Quando você louva, envolve-se num ato de louvor. Na adoração, você é um adorador, você é um amante de Deus.

No louvor, você fica nos átrios. Na adoração, você entra na sala do Santo dos Santos. A dedicação da adoração é muito mais profunda.

Adorar no Velho Testamento é o louvor de longe. Adorar no Novo Testamento é beijar, estar aos pés do Senhor, prostrar-se, abraçar. Você consegue beijar e abraçar alguém de longe? Em cantares de Salomão, vemos o relacionamento de intimidade entre o noivo e a noiva - Cristo e a Igreja.

Na adoração há comunhão, há intimidade com Deus. Além disso, é impossível você adorar a Deus e ficar com raiva de outra pessoa, ter soberba, ter orgulho, falar dos outros, mentir, adulterar, ver qualquer coisa, falar qualquer coisa e usar o seu corpo chamando a atenção para a carne.

A consciência da santidade de Deus o esmaga. Quando ficamos muito na sala do trono, na recamara do Rei, nossa carne fica disciplinada. Ela entra em linha com a Palavra de Deus.

A adoração afeta o caráter.

Para adorar você tem que se desligar das circunstâncias materiais, do ambiente, e ter intimidade com Deus. Embriague-se, adorando e amando a este Deus Criador de todas as coisas e terá um novo viver, porque na presença do Senhor há abundância de alegria!

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

sábado, 19 de junho de 2021

PORQUE A SANTIFICAÇÃO É NECESSÁRIA?

PORQUE A SANTIFICAÇÃO É NECESSÁRIA?

Porque é a vontade de Deus para seus filhos – 1Ts.4.3 “Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição”

Porque sem santificação ninguém verá a Deus – “Segui...a santificação; sem a santificação ninguém verá a Deus” Hb12.14

Porque através da santificação abandonamos o pecado e as coisas que aborrecem a Deus - “Mas a prostituição, e toda sorte de impureza ou cobiça, nem sequer se nomeie entre vós, ... nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus”.Ef. 5.3-5.

COMO ALCANÇAR A SANTIFICAÇÃO

OS FILHOS DE DEUS SÃO SANTIFICADOS MEDIANTE A FÉ - “...a fim de que recebam a remissão dos pecados e sorte entre os santificados pela fé em mim”.  At. 26.18.

PELA UNIÃO COM CRISTO NA SUA MORTE E RESSURREIÇÃO “Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor”  Rm. 6.11.

PELO SANGUE DE CRISTO – Forma de santificação eterna, absoluta e posicional. O pecador é transformado de impuro em adorador santo. “Mas se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado” 1Jo.1.7

PELA PALAVRA – Santificação externa e prática – Quando dão importância à Palavra arrependendo-se e crendo em Cristo, são purificados pela Palavra “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade” Jo.17.17.

Pelo poder regenerador e santificador do Espírito Santo no nosso coração – Santificação interna “...Mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus e pelo Espírito do nosso Deus” ICo.6.11.

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

sexta-feira, 18 de junho de 2021

ANDE NO ESPÍRITO...

De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Rm 6.4

As obras da carne foram as únicas coisas que restaram da nossa velha vida. Quando Jesus destruiu o corpo do pecado na cruz e nós o sepultamos pelo batismo, foi aniquilada de uma vez por todas a nossa velha natureza!

Mas o que acontece conosco que mesmo depois de passarmos por esta experiência definitiva, ainda assim continuamos a pecar?

Jesus destruiu o pecado em nossa vida, não o caráter!

Neste novo reino é preciso reeducar a mente “Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente” Tt 2:12;

“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”. Rm 12:1-2;

“Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis”. Rm 8:13).

Precisamos entender que a nossa carne vai batalhar contra nosso espírito e que somente vencerá aquele que estiver mais bem alimentado. É isto mesmo, quem você alimentar mais vai ser o vencedor; se estiver alimentando mais sua carnalidade, então não espere ter uma vida cristã vitoriosa, mas se pelo espírito você mortificar as obras da carne, você viverá!

Lembre-se que a prática de uma vida carnal nos levará a viver um evangelho medíocre e derrotado, sem que possamos provar da nossa herança, que é o melhor de Deus para nossa vida.

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

quinta-feira, 17 de junho de 2021

CREIA QUE VOCÊ RECEBE

Ao crermos, o milagre se realiza, porque a Bíblia é a constituição no mundo espiritual e, é ativada pela nossa fé.

“Não temas, CRÊ somente, e ela será salva.”  Lc. 8:50

“CREDE no Senhor Vosso Deus. E estareis seguros...” II Cr.20:20

“...Se podes; tudo é possível ao que crê.” Mc. 9:23

“Pôr isso vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco.” Mc. 11:24

“E tudo o que pedirdes em Meu Nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.” Jo. 14:13

“JESUS CRISTO é o mesmo ontem e hoje, e eternamente.” Hb. 13:8

“JESUS respondendo-lhe diz: TENDE FÉ EM DEUS.” Mc. 11:22

“Ora, a FÉ é a certeza de cousas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem.” Hb. 11:1

“Então disse JESUS ao centurião: - Vai-te, e seja feita conforme a tua FÉ.” Mt. 8:13

“Se tiverdes FÉ como um grão de mostarda, direis a este monte; Passa daqui para acolá e ele passará. Nada vos será impossível.” Mt. 17:20

“Eu creio que verei a vontade do Senhor na terra dos viventes.” Sl. 28:13

“Porque não me envergonho do evangelho de CRISTO, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê ” Rm. 1:16

“PEDI, e DAR-SE-VOS-Á, BUSCAI e ACHAREIS; BATEI e ABRIR-SE-BOS-Á.”  Lc. 17:9

“Levanta-te... a tua FÉ te salvou.” Lc. 17:19

Lidiomar T. Granatti / Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

 

quarta-feira, 16 de junho de 2021

O SALMO DO PASTOR

O salmista começa dizendo: “O Senhor é o meu Pastor; a maioria das pessoas que conhecemos, ou tem a teologia do Senhor, ou tem a teologia do Pastor.

Os que têm a teologia do Senhor, o reverenciam como: O Deus soberano e poderoso, que deve ser temido, obedecido, respeitado e reverenciado.

Os da teologia do Pastor o definem como: Manso e suave, aquele que tem água com açúcar para dar, Deus bondoso e de graça ilimitada.

Ambos estão certos, mas no entanto Davi coloca estas duas verdades juntas. Muitas pessoas recitam este salmo sem experimentar suas verdades, logo, elas conhecem bastante o salmo do Pastor, mas poucos conhecem o Pastor deste salmo.

O Pastor governa, guia, alimenta e protege as ovelhas, as ovelhas, seguem obedecem, amam, e confiam no Pastor.

Nada nos liberta tanto do medo como saber que neste mesmo instante, no decurso deste dia nos projetos e problemas que temos pela frente, nosso Pastor está constantemente operando para o nosso bem-estar.

Não precisamos ter falta de nada. O nosso bom Pastor sabe o que precisamos antes que peçamos Ele vai à nossa frente, preparando exatamente aquilo de que necessitamos, no momento da nossa necessidade.

“Ele me faz repousar em pastos verdejantes”. Isto é, um oásis em meio à terra deserta. As ovelhas se recusam a deitar-se enquanto estão com fome. Só o fazem quando estão satisfeitas em seu apetite.

Deus nos conduz dia a dia exatamente àquilo de que precisamos.

Pastos verdejantes, e águas tranquilas descrevem do que as ovelhas precisam. O pastor sabe disto e está em constante procura de bebedouros nos quais as ovelhas possam matar a sede a fim de descansar. Com comida, água fresca e descanso, o Senhor restaura nossas capacidades enfraquecidas.

O Senhor nunca prometeu que não sofreríamos dificuldades, nem que não teríamos inimigos, pelo contrário, eles estão lá; mas, é na presença dele que Ele nos serve. Ser ungido por Ele é ter sua mão amorosa sobre nós, enchendo-nos com seu Espírito.

Deus faz nossa vida transbordar, quando Ele unge com seu precioso óleo, para deixarmos as outras pessoas beberam também. (Jo 7.38).

“Bondade e Misericórdia” Uma das coisas mais difíceis é aprender a envelhecer. É fácil aprender a ser jovem: a gente erra, bate a cabeça por todo lado, mas sempre acha que há futuro, há uma chance, uma esperança. O salmista está dizendo: não somente vou viver bem, mas vou morrer bem, com integridade e generosidade.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz 

terça-feira, 15 de junho de 2021

PRINCÍPIOS DA ADORAÇÃO BÍBLICA

Precisamos manter relacionamento com Deus diariamente, buscar conhecê-Lo mais e mais. Gastar tempo com Ele, exercitar a adoração continuamente, seja cantando, orando, lendo a Palavra, etc. Deus procura pessoas que tenham este modo de vida, Ele procura adoradores que o adorem "...em espírito e em verdade”

FAZER REVERÊNCIA (respeito) - "Então o rei Nabucodonosor caiu com o rosto em terra, e adorou a Daniel, e ordenou que lhe oferecessem uma oblação e perfumes suaves" (Daniel 2.46);

PRESTAR CULTO - "Então inclinou-se o homem e adorou ao Senhor..." (Gn 24:26);

"...e, inclinando-me, adorei e bendisse ao Senhor, Deus do meu senhor Abraão, que me havia conduzido pelo caminho direito para tomar para seu filho a filha do irmão do meu senhor" (Gn 24.48);

CULTO IDÓLATRA: "... depressa se desviou do caminho que eu lhe ordenei; eles fizeram para si um bezerro de fundição, e adoraram-no, e lhe ofereceram sacrifícios, e disseram: Eis aqui, ó Israel, o teu deus, que te tirou da terra do Egito" (Êxodo 32. 8);

 A IMPORTÂNCIA DA ADORAÇÃO - "E disse-lhe (Diabo): Dar-te-ei toda a autoridade e glória destes reinos, porque me foi entregue, e a dou a quem eu quiser; se tu, me adorares, será toda tua" (Lc 4.6).

Neste verso percebemos a importância que o próprio Diabo dá para a adoração. Ele prometeu que daria tudo a Jesus se ele o adorasse!

ADORAÇÃO SÓ A DEUS - "Então ordenou-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás" (Mt 4.10);

A ADORAÇÃO A JESUS - "Vendo, pois, de longe a Jesus, correu e adorou-o" (Mc 5.6).

DEUS PROCURA ADORADORES - "Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem" (João 4. 23).

Lidiomar T. Granatti / Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

segunda-feira, 14 de junho de 2021

SEGUINDO OS PASSOS DE JESUS

 Deus não pretende que nos isolemos deste mundo: “Eu lhes dei a tua palavra; e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. Eles não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.

Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviarei ao mundo. E por eles eu me santifico, para que também eles sejam santificados na verdade. E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste”. Jo.17.14-21.

Mas que fujamos dos seus pecados “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão” 1Tm.6:1.

Brilhemos como luzes num mundo de trevas: “Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem os que acendem uma candeia a colocam debaixo do alqueire, mas no velador, e assim ilumina a todos que estão na casa”. Mt.5:14-16.

Nunca foi fácil viver como povo santificado num mundo de corrupção e injustiça, mas é possível. Jesus provou isso durante uma vida de pureza sem pecado.

É nossa responsabilidade seguir seus passos: "Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos, o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca" (1 Pe.2:21,22).

Lidiomar T Granatti / Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz

domingo, 13 de junho de 2021

VIDA CHEIA DO ESPÍRITO SANTO

 Uma igreja cheia do Espírito Santo tem compromisso com a Palavra de Deus – Atos 2.42

Eles tinham prazer de estudar a Palavra. Eles tornaram-se crentes firmes nas Escrituras. Eles perseveravam na doutrina dos apóstolos.

Uma igreja cheia do Espírito tem prazer na vida de oração – Atos 2. 42

Uma igreja cheia do Espírito ora com fervor e constância. É impossível ser uma pessoa cheia do Espírito e não ter vida de oração.

Uma igreja cheia do Espírito tem profunda comunhão – Atos 2.42,44,45,46

Uma igreja cheia do Espírito é um lugar onde os irmãos se amam profundamente. Eles gostavam de estar juntos (v. 44). Eles partilhavam seus bens (v. 45). Eles gostavam de estar na igreja (v. 46) e também nos lares (v. 46b). Havia um só coração e uma só alma.

Uma igreja cheia do Espírito que adora a Deus com entusiasmo – Atos 2. 47

Uma igreja cheia do Espírito canta com fervor. Ela louva a Deus com entusiasmo. Ela louva a Deus de todo o coração e bane do seu meio toda murmuração.

Uma igreja cheia do Espírito teme a Deus e experimenta os seus milagres – Atos 2. 43

Uma igreja cheia do Espírito é formada por um povo cheio de reverência. Ela tem compreensão da santidade de Deus. Ela se curva diante da majestade de Deus. Ela tem a agenda aberta para as soberanas intervenções de Deus. Ela crê nos milagres de Deus.

Uma igreja cheia do Espírito é uma igreja que tem a simpatia dos homens e a bênção do crescimento numérico por parte de Deus – Atos 2. 47

Essa igreja é simpática, amável. Ela é sal e luz. Ela é perfume de Cristo. Ela é carta de Cristo. Ela é boca de Deus e monumento da graça de Deus no mundo.

Essa igreja tem qualidade e também quantidade. Ela cresce para o alto e também para os lados. Ela tem vida e também números.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz



sábado, 12 de junho de 2021

O CAMINHO DO JUSTO

Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá. (SL 1:6)

O prazer da pessoa bem aventurada encontra-se na Lei de Deus. A fonte da nossa alegria deve ser a Palavra de Deus. A leitura constante, regular e diária da Bíblia nos dá segurança do amor, da providência e da Graça de Deus.

Meditar não significa apenas pensar na Palavra de Deus, mas também lê-la em voz alta em tom suave e cantando, fazendo dela parte da nossa natureza e caráter. Devemos imergir-nos, mergulhar-nos por completo, inundando-nos na verdade da Palavra santa.

Permanecer na Lei é como uma árvore, que pode solver o fluxo ilimitado do rio, que ao lado dele ela cresce. Como resultado: fica estável, tem força, está segura e firme, e sua substância se transforma em frutos, suas folhas não secam, e tudo que fizer prosperará.

O pecador está ao contrário do justo, “são como a palha que o vento espalha”. O ímpio não sobreviverá no dia do juízo.

Esse juízo se realiza diariamente em nossos pensamentos e ações, mas também é o juízo final. Se escolhermos viver sem o Senhor nesta vida, viveremos separados dela e da bênção do céu na eternidade.

Quando o Senhor reunir os seus, os ímpios não estarão com Ele.  Esta congregação dos justos não é apenas um privilégio para a eternidade, mas também uma comunhão com o povo do Senhor no presente.

O Senhor conhece “aprova, guia, se interessa, tem consideração” pelo caminho do justo. Porém, o caminho dos ímpios perecerá, terminará em ruína, pois são caminhos de morte. (Pv 14.12)

Há um antigo ditado que diz: “A eterna vigilância é o preço da liberdade” para nós cristãos, a vigilância é o preço da santidade.

Transcrito Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz